Jogando e ficando puto Pt. 2

Nerd-O-Matic quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Comentário relevante da semana

Na coluna da semana passada pudemos contar com o comentário do JÃO:

Parabéns Jão. Parabéns pela sua tenacidade, empenho e paciência pra JOGAR UM JOGO VELHO DO CACETE.

Coisas que eu odeio nos games pt.2

Cara, como foi bom reclamar dos loadings na semana passada. Eu juro pra vocês que era um lance que me incomodava há anos, desde que os loadings realmente começaram a ficar chatos no playstation 1.

Mas é lógico que o lance não podia parar por aí. Na coluna de hoje falaremos de outro grande mal que assola os jogos contemporâneos:

Ficar FUCKING perdido no meio do jogo

Percebam a ênfase que eu dei na frase; eu não falei em simplesmente dar umas voltinhas numa dungeon até achar a saída, aquele lance meio Diablo ao qual todos estamos acostumados. Eu estou falando em ficar mais perdido que a sua virgindade anal num rodízio sexual de negões e convenção extra de aliens intergalácticos portadores de sondas anais com fins especulativos e cientificos.

 “Eu venho para este rodízio em paz.”

Isso é se perder.

Mas vamos ilustrar com jogos, não é mesmo? Afinal, falar da ex-virgindade anal de vocês é chover no molhado.

O exemplo mais óbvio de ficar FUCKING perdido no meio do jogo está nos rpg’s, principalmente nos mais oldschool; é quando você se encontra no meio do maldito mapa enorme e não sabe pra onde ir pra encontrar o dark chocobo mágico restaurador de virgindade anal. Aí você sai andando de um lado pro outro, torcendo pra que do nada aconteça algo esdrúxulo que te diga que você está indo na direção certa, mas na verdade a única coisa que você acha é um monte de encontros randômicos com monstros que vão te matar, tirar sua virgindade anal e fazer você voltar no save de duas horas atrás. Porque já faziam duas horas que você estava rodando no mapa sem saber pra onde ir.

 Tá fácil de saber pra onde ir, hein?

Tudo porque os desenvolvedores preferiram não te dar um mini-mapa apontando onde caralhos fica o dark chocobo mágico portador de sonda anal. É nessas horas que precisamos reconhecer a genialidade de jogos como Grand Theft Auto, com seu mini-mapa onipresente e sempre apontando a próxima missão e os principais pontos de interesse. Pra mim, isso é uma maneira muito clara de dizer: “esse jogo é FODA, e tem tantas coisas FODAS e DIVERTIDAS pra se fazer que a gente não quer que você perca tempo procurando por elas”. Respeito com o tempo do jogador e tals.

Mas existem coisas piores do que a falta de mapa.

Ah, eu me lembro. Eu me lembro das horas perdidas dando voltas naquela maldita torre de Devil May Cry 3. Sabem aquela torre que tem trocentos lances de escada e na qual às vezes você erra o pulo e cai pelo meio da torre INTEIRA até chegar no chão e ter que subir tudo de novo? Sabem como eu chamo isso?

 INFERNO NA TERRA

Alternativamente também gosto de chamar de “vai se foder desenvolvedor de merda, pega essa torre inteira, dobra e enfia na sua ex-virgindade anal”. Os caras acham que a gente não tem mais o que fazer além de ficar subindo escadas. Você já subiu escadas na vida real? Meu, é um SACO subir escadas. É como andar, só que pra cima. Não é por acaso que inventaram elevadores. BOTA UM ELEVADOR NO JOGO, FDP.

Aliás, esse é um dos motivos pelos quais eu costumo evitar os jogos que têm puzzles. Manja puzzles? Aqueles “quebra-cabeças de cenário” onde você precisa fazer alguma coisa no ambiente, mover um objeto, levantar uma alavanca, pisar num certo lugar? Cara, como eu odeio isso. Não tem nada de divertido em ficar correndo de um lado para o outro procurando um lance escondido no cenário. Sabe quando você derruba a chave do carro embaixo da geladeira? E daí você tem que se arrastar pelo chão pra achar a porra da chave? E daí você acha um amendoim, uma pipoca e uma moeda de 7 centavos embaixo da geladeira, mas não acha a chave? Me digam quando alguma vez na vida de algum motherfucker foi legal ficar procurando coisas perdidas? Agora, olha que legal, vamos simular esse comportamento inútil NUM JOGO! Pra mim isso é só uma maneira artificial que os desenvolvedores encontram pra esticar o tempo de jogo e dar a impressão de que você está jogando, quando na verdade você não tá fazendo PORRA NENHUMA.

 PUUUUZZLE… digo… MIOOOLOS…

Mas os puzzles são apenas uma das modalidades de estrutura gamística que fazem você perder tempo. O filet mignon de ficar FUCKING perdido é mesmo quando você não tem a menor idéia do que fazer no jogo. Não confunda com “não saber pra onde ir”, já explorado no começo desse texto. Agora estou falando daqueles momentos onde você simplesmente não sabe o que fazer, porque o jogo não diz. Gostoso mesmo é quando isso é um bug do jogo, causado por exemplo pelo fato de você não ter falado com algum personagem que ficou pra trás. Aí cê não pode voltar, aí o jogo trava e você fica fudido e mal-pago sem ter o que fazer a não ser dar load no último save e correr pro gamefaqs.com pra descobrir onde você errou.

Isso é bem legal, porque teoricamente o jogo deveria ser testado antes de ser lançado em sua versão final, mas às vezes os caras deixam mesmo passar esse tipo de coisa. Aí você fica lá feito um imbecil, até se dar conta de que não tem jeito e você vai ter que refazer tudo. Saboroso.

Nossa, véi, estou achando que reclamar dos jogos é mais gostoso até do que ficar jogando eles. Acho que estou ficando velho e ranzinza. Azar de vocês.

Aliás, se algum de vocês noobs quiser sugerir algo que odeiam nos games, fiquem à vontade aí nos comentários. Quem sabe eu me dou ao trabalho de contemplar a sua idéia numa futura coluna.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • humm.. tu te lembra de Full Throttle? era basicamente ficar “fuçando” no ambiente e procurando por coisas perdidas. Mas era legal.

  • Vini

    Pior q o LOADING e ficar FUCKING perdido, é quando tu tah jogando aquele jogos q salvam automaticamente. Ai tu tah QUASE pasando a ultima etapa antes so SAVE, ai vem um monstro de 10 metros de altura, com um ataque do caralho e uma vida do diabo (vc pode trocar o MOSTRO por um SOLDARDO ALTAMENTE TREINADO E ARMADO, se tiver jogado Call od Duty ou R6: Vegas), te da um tiro/golpe tu cai seco.

  • B-prime

    nos RE clássicos eu odiava as putaria de juntar 4 peças pra formar um quadrado pra pegar uma chave sendo que vc tem uma 12 na mão, pior ainda foi o Dino Crisis 1, fiquei uns 3 dias procurando akeles códigos gigantes, até que eu resolvi compra uma revista com detonado (bons tempos akeles!)…

    …bem melhor é jogar PainKiller, num faz nada além de matar os demos!!!

  • Francesco

    Cara, eu também não sou muito fã de puzzles!
    Mas até que tem uns que são legaizinhos… tipo alguns do Half-Life 2! ^^

  • Leandro Mendes

    kkk, Me Mijei de rir com o loading do banheiro, kkkk. Isso daria um trocadilho: mijar, banheiro…

    Outras coisas que odeio em jogos, são (fora essas que você já mencionou): Quando você mata algum inimigo e vai sangue pra todo lado e segue a diante, por algum motivo você tem que passar pelo mesmo lugar, o corpo sumiuo e o sangue evaporou. O pior não é isso e sim quando a arma do cara também some.

  • Coringa

    Eu acho que o mais TOP, principalmente de RPGs, é quando você precisa do item X pra matar o mostro Y, porem, esse item X você deveria ter pego no inicio do jogo com o tiozinho da cantina do sul da cidade, porem você não foi la, PORQUE NAO TINHA PICAS DE INDICAÇAO, e agora que esta no final do jogo, não tem mais como pegar.

    Ou então, você pegou o item, mas como não sabia que a espada x era o único FUCKING item que matava o monstro final, você usou ela ate quebrar, e agora tem que começar a jogar de novo.

    Por isso que eu parei de jogar RPG´s, =D

  • joao !

    WINNING ELEVEN
    JUIZ MORFÉTICO

    NGM CONCORDA??

  • Alexandre

    fico PUTO com jogos com saves em locais específicos, ou em certos momentos do jogo! ÔOoo porcaria, num tenho o dia todo pra jogar, me deixe salvar onde eu quiser!

    Pronto. Chorei as pitangas.

  • Java

    nos RPG’s a famosa trova… tu ali loko pra joga não ta nem ligando pra historia do jogo, sedento por sangue de goblins mas vc tem q espera 2hrs pros personagens ficarem conversando…
    isso me irrita pra kralho… porra eu só olho a historia do jogo quand eu vo zera pela 2º vez… recentemente jogos de terror veem apresentando o “skip scene” coisa que podia ter nos RPG’s… tae uma boa dica de reclamação pra vc atilah seu keima rosca… xD

  • lol

    eh oq eu diga
    jah jogou prince of persia?
    nao jogue entao

  • joao

    opa,o jogo nem era tão antigo assim.e puzzle e até legal,dependendo de qual.você…deixa sua chave no congelador.então tu tem que achar uma bazuca pra abrir o porão aonde esta a chave para o bau que tem a chave de fenda pra abrir a porta pra você pegar o lança chamas pra queimar o congelador e a chave congelada.

  • To jogando Devil May Cry 3 esses dias e confesso que a primeira vez que cai da torre eu soltei um “manocu” em alto e bom som, mas lá pelos menos eles colocaram aquelas paradinhas pra ficar pulando que facilita (fora que pelo menos em DMC3 você pode subir as escadas degolando demônios o que torna tudo mais divertido).

    Ficar perdido é foda mesmo, e o pior é quando você passa dias sem sair do lugar, os caras falam pra você procurar uma estrutura X que você nunca acha pra descobrir que tinha que apertar um botão em um lugar que mal tinha marcação (Skies Of Arcadia me matou de raiva com isso).

    Mas o que me deixa mais puto não são os jogos e sim os jogadores cada vez mais idiotas hoje em dia.

  • Rubens

    Falando em bugs, lembrei de um jogo antigo pra cacete que eu jogava,Asghan(acho que era assim que escrevia).
    Tinha chegado numa parte que você tinha que mata uns 3 golems bem maiores que você, achar um bau do tesouro e comprar um barco com o tiozão que te vendia de tudo(desde maçãs que recuperam a sua vida até flechas que explodem), pois bem…depois de muitos golpes e maçãs comidas, eu mato os golems e acho o bau, só faltava agora comprar o barco, mais facil impossivel, mas CADE A PORRA DO VELHO!?
    Não podia ter dado bug na hora de mata os golems assim dava menos trabalho e pulava logo pro tesouro?TINHA que ser na hora mais facil…

  • Victor

    NOOSSAAAAAAA isso só me lembrou de kingdom hearts, cheguei no mundo do Tarzan, falei com todo mundo, falaram “BOA SORTE, DERROTE O CHEFÂO” e isso foi a mais de 2 anos!!!
    Adoro a square *-*

  • O primeiro Prince of Persia é um abuso com a capacidade de raciocinio de seres não-bitolados…

    Os de PS2 são moleza, até eu fecho

  • Java

    putz tenho raiva das ilhas de floresta de skies of arkadia… fikei 2 semanas tentando achar os treko de ouro q levava a uma dngeon que te permitia enfrentar um bixo mais fudido que um motherfucker exercito de navios voadores com canhões a laser e dpois de mata-lo tu ganha eprmição de enfrentar o exercito de navios voadores com canhõe a laser que faz abrir uma corrente filha da puta que impede de você pssar por um precipico no céu que você podia ter passado por baixo ou por cima mas o jogo quer que você passe pelo meio… mas assim mesmo era bacana fika fazendo tripulação pra um submarino com canhão a laser…

  • kronemgui

    Uma coisa que eu fico muito puto é com bugs do tipo “teleporte telecinético da 4a. dimensão da casa do chapéu que te leva para o outro lado de uma parede ou (pior) para o meio dela”. Isso acontecia direto na trilogia nova do Prince of Persia; em Sonic Heroes onde você está perto de uma plataforma e do nada, sem apertar botão nenhum você cai num precipício, ou o pior de todas desse jogo, tem uma fase do castelo de halloween que você tem que passar por um corredor estreito e dar um movimento especial de pular de uma parede até a outra sucessivamente até atravessar o buraco do corredor estreito, e em um desses pulos você simplesmente atravessa!!!, mano atravessa a merda da parede que era pra você tomar impulso para ir para o outro lado… pqp eu queria pegar impulso naquela parede, não atravessar ela (o Sonic não possui os poderes do Ajax da DC Comix) e cair do outro lado da parede que é um buraco sem fim porque, claro, ninguém programou o que tem “do outro lado da parede que você não consegue enxergar normalmente, apenas se virar a câmera para o lado da parede”
    nesses anos de winning eleven aconteceram vários bugs, tipo impedimento que não existiu, (e isso foi confirmado pelo replay com as linhas desenhadas certas), funking juiz ladrão uma vez marcou um gol que não foi: a bola tinha saído pelo lado de fora do gol, bateu na rede junto à trave e o fiodapulicia deu um gol que a bola bateu na rede pelo lado de fora!!!
    sobre as conversas intermináveis nos rpgs (quase sempre a mesma história de um cara malzão que tá querendo poder, fama, dinheiro e conquitar alguma coisa e acaba fodendo oprimindo alguém que não merecia a sofrer – às vezes merecia sim) a melhor sacada que eu achei, o melhor momento do jogo, em que eu ri até chorar, foi no Super Paper Mario para Wii em que alguém lá começa a contar essa historinha malhada para o Mariozim de papel e a cada frase o Mariozim balança a cabeça afirmando que ele tá entendendo e simplesmente em uma dessas ele começa a pescar, e mais duas caixinhas de fala começam a virar “blablabla” mesmo e o Mariozim começa a dormir com “ZZzzz” na caixinha de diálogo dele… kkkkk… é isso mesmo o que acontece quando começam a contar as historinhas de rpg: primeiro você pesca, depois nem presta mais atenção e vai passando os diálogos rápidos senão você dorme. Com certeza esse foi o melhor momento do jogo.
    outra coisa que eu fico puto é jogar um jogo de luta num nível 8 estrelinhas e daí o computador solta uns combos numa velocidade que é impossível, simplesmente impossível alguém humano fazer (tipo dar umas meia-luas de ponta cabeça terminando com algum golpe que para soltar você tem que dar um nó nos dedos e você só consegue soltar no modo training sem pressão)
    mais uma coisa que eu fico puto: bad physics… um exemplo claro disso é Spinout do PSP… ô joguim maldito que o objetivo é levar uma bolinha por uns caminhos da grossura de um fio dental até algum lugar praticamente impossível de fazer nas 17 primeiras tentativas… para PC tem um jogo chamado Ballance que é um primor, mesmo tipo de jogo mas com uma física perfeita, muito bem implementada… mas esse Spinout é de xingar as mães dos produtores
    outra coisa que eu fico puto, embora seja muito legal é chefão com 2 ou mais formas… isso é uma idéia muito boa, a não ser se você descobre isso depois de ter usado seu golpe mega-fodástico que você ficou economizando para gastar no chefão e só dá para usar de vez em nunca (ex.: limit break do Final Fantasy 7) no chefão, daí você pensa “oww da hora ainda bem que eu guardei e golpe mega-fodástico para matar o chefão, consegui” e daí eis que o chefão tem uma segunda forma que você não sabia, que o torna muito mais chafão malzão com o triplo de vida ou HP do que na primeira forma e ele te mata com um golpe que não tinha na primeira forma… você geralmente não consegue matar essa segunda forma de primeira, morre, tem que voltar ao último save e fazer uma baita estratégia nova para poder matar a primeira forma do chefão sem o golpe especial e guardar ele para a segunda forma
    outra coisa que me deixa puto é horda interminável de inimigos em jogos de tiro em primeira pessoa. Por exemplo, Halo 1 tem uma fase que não tem mais de onde sair fucking alienígenas e continua vindo pra cima de você, e de bando ainda…. mano, você cansa de tanto matar os aliens que saem todos do mesmo buraco da parede que você não consegue entrar… penso eu “o que é que tem do outro lado desse buraco maldito que não pára de sair bichinho do mal? Uma máquina de fazer bichinhos do mal com contador até 10^23, pô??”
    outra coisa que me deixa puto é aquele efeito que não lembro o nome agora (será pop-in, jump-in, sei lá) em que os objetos aparecem do nada na tela porque não foram carregados anteriormente… quando é um elemento no fundo da tela, tipo um prédio, uma montanha, aí tudo bem, mas e no caso de GTA 3 no PC que justo na hora que você tá fugindo da polícia depois de ter feito alguma coisa altamente imoral e ilegal e daí eis que surge um poste… mano, um poste que simplesmente pára seu carro e a polícia te pega… daí só te resta voltar da delegacia sem armas e sem dinheiro para fazer a missão TODA de novo e xingar o maldito poste que “pulou” (apareceu) na sua frente do nada!!! Algo parecido acontecia em Snow Boarding Championship 2004 para PC também em que às vezes, justo no finalzinho da corrida, aparecia uma pedra ou outra elevação que fazia você perder o equilíbrio ou cair e perder a primeira posição e mais uns 4 minutos da sua vida e ter que fazer a descida de novo
    outra coisa que me deixa puto é um algoritmo de colisão ruim… por exemplo em Spiderman 2 para PC ou em Justice League: Injustice for All para Gameboy Advance em que você tenta bater nos inimigos e muitas vezes não consegue porque o jogo tem um algoritmo de colisão ruim pra ca****… tipo você tá na frente do carinha capanga mau-pago e quer dar uns coça nele, aperta o botão de dar o golpe e seu soco simplesmente atravessa o capanga… pqp.. já não basta o Chute no Vácuo do desenho do Sawamu (desenho antigo pra caramba) agora no video-game inventaram o Soco no Vácuo…
    outra coisa que eu fico puto é o video-game roubar em jogos de esporte… tipo num jogo de vôley em que TODOS os personagens pulam uma altura X para o bloqueio, mas o computador consegue pular uma altura equivante a 4,2 X e simplesmente roubar pra ca****, eu penso: “pqp como ele conseguiu dar esse pulo para bloquear isso meu?? vaisefudê”, ou em um jogo de basquete em que o computador consegue acertar TODAS as cestas de 3, tipo eu tô ganhando no jogo de uma diferença boa e duma hora pra outra o computador resolve não entrar mais no garrafão e só jogar de longe e o pior é que ele acerta TODAS as cestas de 3!!! ahh vaisefudê de novo!!!
    outra coisa que eu fico puto são com reféns que não querem ser salvos… isso acontecia direto em Soviet Strike para Saturn ou em Nuclear Strike para PS1… eu matava todos os carinhas mals, destruía tudo que pudesse ser uma ameaça para aqueles caras, esvaziava meu helicóptero para caber o maior número de civís inocentes pedindo ajuda, chegava no ponto onde era para resgatar os carinhas e eles simplesmente não iam para o meu helicóptero… eu ficava gritando contra a TV “vai meu, entra logo nessa merda de helicóptero que eu já matei todos os carinhas mals…. pq vc não entra logo nessa merda ? eu vim te salvar seu imbecil”
    outra coisa que eu fico puto é com velocidade e precisão que o computador consegue fazer algumas jogadas, tipo nos Bust-a-Move da vida aí… pra você fazer uma jogada certinha, que dê para fazer tabela e a bolinha ir no lugar certo você tem que ter uma mira milimétrica e ficar ajustando até quase ter certeza que você não vai errar, daí você ajusta mais umas 3 ou 4 vezes até jogar a bolinha e mesmo assim errar de vez em quando… mas o computador, nem sequer faz ajuste, ele simplemtes pára no lugar certinho e já solta a bolinha SEM ERRAR nenhuma, e o pior, faz isso uma atrás da outra com velocidade e precisão…isso também acontece em alguns jogos de bilhar para PC
    bem tem mais coisa que eu fico puto, mas eu deixo para outro post gigante…hehehe

  • Dezinhorox

    o que me deixa puto nos jogos é quando eles não regulam o xp que você ganha
    aí você tá lá todo feliz fudendo todos os monstros com um ataque aí chega um fuking cheafão e te fode
    aí você passa 10 horas treinando e consegue vencer o fking chefão mas descobre que ele tem 2 super transformações e se fode

  • Dezinhorox

    eu lembro que eu pra zerar o FFX fiquei treinando por 10 horas e aí eu fudi com o chefão final só com quick hit
    mto loco
    tava dando 9999 por ataque

  • wiliam

    Pior que um jogo com muitos puzzles, é um feito só deles(Tomb Raider/PS1), eu ficava horas fucking perdidaço naquela joça, e ainda tinha uns bugs terríveis véi!

  • Jogo World of warcraft e utilizo os addons que permitem colocar coordenadas, encher o mapa de frufrus e etc para que vc possa se localizar. Sem isso realmente nao da =(
    Warhammer já marca sozinho no mapa onde você precisa ir, porém achei as quests meio mal explicadas, sei lá

  • Coisa pior, é quando tem aquelas “fases” ou partes do jogo em que você simplesmente não pode apertar Start, nem salvar de jeito nenhum.
    Tipo, você tem que matar 500 neguinhos e depois matar um chefão foda.Depois de matar uns 250 neguinhos, tu fica com uma PUTA VONTADE DE IR NO BANHEIRO, MAS NÃO PODE DAR START NAQUELA MERDA!Então, fica lá, quase se mijando pra morrer quando o chefão tá com um | de HP,e solta um poderzão foda que tira toda sua vida.

    Aliás, isso é outra coisa que enche o saco, quando depois de você tirar QUASE TODA a vida do chefão, o computador simplesmente pensa:”pronto, deixei ele brincar” e dá um peido que tira toda a sua vida, destrói todos os seus equipamentos e faz você ficar com amnésia e esquecer todas as suas magias. u.u’
    Porra, se tu conseguia tirar vida do vilão quando ele tava forte, porque quando ele já tá SEM SANGUE, quando normalmente qualquer coisa vida iria morrer, ele simplesmente tira um poder foda do cú pra te matar? Isso sim é muito chato…

  • kronemgui

    eu vi na internet um site de um gringo que desenvolve jogos e ele apontou em um artigo vários erros de programação de jogos, alguns deles já citados aqui (inclusive alguns que eu já tinha citado antes, só que eu tomei conhecimento desse texto desse carinha só hoje)

    http://www.designersnotebook.com/Design_Resources/No_Twinkie_Database/no_twinkie_database.htm

    para quem entende inglês dá pra ver que o cara manja do que fala… tá ai a dica…

  • Red

    Esses artigos do Atila são muito pega-nerd

    Se liga nos comentários.

  • Você falando isso no fim lembrei de NFS Underground 2 que chega numa parte que não aparecem mais corridas e mais PORRA nenhuma pra fazer. Se não me engano você tem q achar a merda de uma rua mega escondida naquele mapa que quase não tem ruas (claro, não é um jogo de corrida…) e falar com um fdp. Broxante. Nunca zerei pq não tive paciência pra isso.

    Enquanto isso o Most Wanted foi o melhor da série (y)

  • Lucas

    No Yakuza 2, logo no capítulo 3, tem uma festa na qual você precisa de um convite VIP para entrar. Só depois que você entra que o jogo avança. O problema é que o jogo não dá nenhuma dica de aonde achar esse convite.

    Se você fica parado um tempo, o personagem diz “I wonder where I can get a VIP card…” UM SACO!!! EU ME PERGUNTO AONDE EU POSSO PEGAR ESSA DROGA!!! SÓ PODIA SER JOGO DA SEGA FALIDA!!!

  • eu apoio o comentario da lorena tu si fode para chegar no chefao e depois o filho da puta arranja um jeito para recuperar vida,chamar monstro e ainda por cima tem um poder forte pra caralho

busca

confira

quem?

baconfrito