Inovações!

GameFreaks quarta-feira, 29 de abril de 2009

Eu fiquei sem tema pra essa coluna. Porra, sério, cês não imaginam como isso é decepcionante. Tá, eu até tenho alguns temas, mas não tava com vontade de escrever sobre eles. Tenho também alguns temas de emergência, caso isso acontecesse. Mas não vou usar, já que o melhor tema me surgiu agora. Acho que sei o porquê de tanta dificuldade assim pra escrever. Não vejo inovações em um MMO faz tempo, e um tempo CONSIDERÁVEL, eu diria. Talvez seja porque agora eu tenho um console, MMOs podem não me agradar mais tanto assim. Não sei, meu tempo em MMO e jogando 360 é bem equilibrado, isso se eu não jogar mais o(s) MMO(s). Mas é, isso aí, tou meio que cansando disso.

Eu acho que já falei aqui sobre GoonZu Online, né? É, falei sim(link), e é um PUTA JOGÃO, mas tudo enjoa. E eu enjoei. O normal seria partir pra algo novo, não? É como o… curso da vida. Como o surgimento da humanidade, onde todos éramos nômades. Não vou ficar “sedentário”, em um jogo só, porque apesar de sermos considerados “sedentários” agora, estamos sempre mudando. Desde pequenas mudanças no seu ambiente pra lhe agradar mais, dar um visual novo, até mudanças de cidade, estado, país e, porque não, continente. É uma necessidade do ser humano, nunca está satisfeito, sempre em busca de coisas novas, coisas melhores, que lhe agradem mais. Sempre em busca de novos desafios. O fato é que eu não os encontro mais. Agora, os MMOs, pra mim, são todos… “iguais”. O que surge de inovação em um, é “copiado” pelos outros. Sistema de casamentos, de trocas, de vendas, leilão. Tudo. Ou ao menos quase. O que um jogo cria de inovador, os outros copiam, e logo isso decai, passa a ser obrigatório, até. E aí os jogos apelam pra sistemas que PRENDEM o jogador, e de um jeito ruim. Um exemplo disso é o sistema de diário do Grand Chase:

diariogc“Querido diário…”

Funciona mais ou menos assim:
Cada dia que você NÃO entrar no Grand Chase, vai ficar com um “X”.
Cada dia que você entrar, irá ficar com um Triângulo.
Cada dia que você entrar e ficar mais de uma hora e meia online, vai ficar com um “check” e 100 pontos de diário.
E cada dia que você entrar, ficar mais de uma hora e meia online e estiver tendo um evento, vai ficar com uma estrela, ganhar os 100 pontos de diário e algum item.

Os pontos de diário servem pra comprar poções e itens. Caso você entre todos os dias da semana, no fim da semana pode escolher algum item de 7 dias pra usar. Caso entre todos os dias durante todo o mês, vai escolher um item de 30 dias. Viram como funciona? Ele basicamente te OBRIGA a entrar no jogo, nem que seja só um pouco por dia. Não adianta argumentar dizendo que só entra quem quer. AONDE alguém que já entrou todos os dias durante três semanas e meia vai deixar de entrar logo no fim do mês e ficar sem ganhar o item? Ou alguém que entrou os seis dias da semana, vai entrar no sétimo também. Mesmo que seja algo besta, eles tão sempre arranjando jeitos novos de te manter conectado. Por isso existem os tais eventos:”Marque presença no dia X e ganhe um prêmio especial!”. E como o jogo usa o GameGuard como HackShield, isso também te impede de jogar OUTRO jogo que use o GameGuard, pelo menos enquanto marca a presença. Ou seja, te limita de várias formas, e isso pode impedir o crescimento de outros jogos, talvez mais inovadores, em que você estaria usando melhor o seu tempo do que no Grand Chase.

E já que eu falei de eventos, apesar de parecerem inocentes, não são. Certos eventos tem horário certo marcado, exatamente nos “horários de pico”, que costumam ser 12:00~14:00 e 19:00~21:00. Isso é uma forma de “atrair clientes”. É até válido, mas também faz rolar uma certa “limitação” pro jogador. O cara tá LOUCO pra participar do evento, aí chega uma menininha bonitinha pra ele e diaz:”Ei, vamo sair um dia? (heh)”
“Opa, legal. Quando?”
“Amanhã tá bom?”
“Hmm… Vou ver…”
*checa agenda, vê o evento. Olha pra garota, olha pra agenda, olha pra garota, olha pra agenda*

O fim da história depende do jogador, óbvio. Eu aceitaria, afinal, não se dispensa uma bonitinha assim, mas alguns não aceitariam. E aí seriam chamados de NERDS. Porque bem, quem em sã consciência faria uma coisa dessas, me diz? Mas eu não os culpo. E essas limitações, além de atrapalharem a vida do jogador, podem podar inovações, assim como o caso acima. Guerras marcadas poderiam ter o mesmo efeito, mas de certa forma são necessárias. Apesar de que eu preferia “the old and good times”, quando as guerras eram feitas espontâneamente pelos jogadores, sem toda essa putaria.

Tá, perdi um pouco o foco, mas os jogos continuam não se inovando. Ou continuam e eu é que não sei onde procurar. E acredito que isso não vai acabar tão cedo, já que conforme os jogadores mais antigos vão cansando, jogadores novos entram. E pra eles, tudo aquilo é novo. Mas quem sabe o gosto geral mude, a moda vire outra, e eles tenham que inovar, novamente? Espero estar vivo pra presenciar o momento. Caso queiram me indicar MMOs inovadores, eu agradeceria. Posso postar o resultado semana que vem, se tiver algum. Ou posso nem aparecer por aqui, afinal, preciso de temas. E sem inovação, fico sem tema.

Obrigado por lerem, voltem sempre. Mandem um abraço pra bonitinha. (heh) E não se esqueçam de comentar!

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • guilherme

    e aew junnin
    cara, mmo inovador eh coisa rara mesmo…
    um que eu acho que por enquanto eh o que mais ta inovando eh o AINDA closed beta Wakfu, da Ankama Games.
    naum sei se tu conhece (deve conhecer), eh uma “continuaçao” de Dofus, apesar de ser um jogo totalmente diferente.
    inovador, naum no sentido das batalhas, mas inovador porque a ideia dos desenvolvedores eh criar um universo totalmente renovavel, por exemplo, na profissoes, digamos que tu escolha ser um Lumberjack (lenhador, para os leigos), naum vai ser simples como no Dofus, cortar as arvores e esperar elas renascerem em alguns minutos do NADA… no Wakfu, ao mesmo tempo que tu corta as arvores, tu vai ter que plantar, pra que em algum tempo, tu possa cortar de novo…
    o mesmo vai acontecer com os montros, por exemplo, uma certa area eh habitada por um certo tipo de monstro, se muitos jogadores decidirem exterminar todos esses monstros dessa area, ele simplesmente se extinte, naum tem respawn, eles precisam sempre ter 2 monstros da mesma classe (um macho e uma femea) pra procriar e sempre ter monstros dispooniveis pra hunt e drop…

    pow, to praticamente descrevendo o jogo todo, mas enfim, a ideia dos desenvolvedores eh muito interessante e inovador, um universo totalmente renovavel e independente…

    pena que ainda eh closed beta, e parece que ficara assim por muito tempo de acordo com o ‘devblog’ do jogo…

    abraços

  • junnin

    @guilherme

    Opa, cara, se não me engano, meu amigo tinha uma chave pro Closed de Wakfu, ele é viciadinho e Dofus e a gente tava acompanhando o desenvolvemento no comecinho, mas não sabia disso aí não. Vou dar uma olhada no site, pra ver se eu acho. Valeu pela dica (Y)

  • dervecna

    Fale sobre um jogo old-school, diferente, bom, interativo e divertido. E que não tem gráficos. MUD. De preferência, os servidores Vitália, Arkádia e Arkádia 2. [Os melhores brasileiros que já conheci!]

  • paulinho

    hum… eu nao sou muito acostumado a jogar mmos (mas adoro) entao pra mim qualquer jogo é novidade como esta no texto… eu ja joguei dofus (que é muito bom) e quero voltar e pagar premium…
    Ah e o wakfu pelo que o guilherme falou nossa deve ser um grande jogo! eu no entendo muito de mmos, joguei pucos, mas senti bem a “inovação” no comentario do guilherme…
    alguem tem ai o link pra dowload do wakfu?? obrigado!

busca

confira

quem?

baconfrito