Gotham e o Coringa

Televisão sexta-feira, 02 de outubro de 2015

Sim, senhoras e senhores, moças e rapazes, garotinhos e garotinhas, Gotham retornou triunfalmente para sua segunda temporada e mano do céu, que maravilha! Gotham, que talvez tenha sido a melhor estreia do ano passado (Fico entre ela e Flash), mostrou que não tá pra brincadeira. E se você achou a temporada anterior violenta e sombria, saiba que ela foi um episódio de Ursinhos Carinhosos, se comparado com os dois primeiros episódios da segunda temporada.

De todas as cidades fictícias das HQs, Gotham sempre foi a mais interessante, sombria e violenta. E diferente do que muitos idiotas dizem por aí, a coisa mais interessante de Gotham não é o Batman, e se você já leu qualquer revista que se passa em Gotham e não é focada no morcego ou na família do morcego (E são muitas), você sabe que ela é uma cidade cheia de personagens interessantes, além da própria cidade ser um personagem interessante.

Andam reclamando muito da série por conta das origens dos vilões, mas por que não contar as origens dos vilões do Batman? O que seria do Batman sem seus vilões? Sem falar que o Batman tem a segunda melhor galeria de vilões da DC. Eu não sei vocês, mas eu quero ver o jovem Charada, o jovem Espantalho, a jovem Hera Venenosa, o jovem Coringa e conhecer os verdadeiros motivos que os levaram até o Asilo Arkham. Ou você acha que todos nasceram loucos ou foram simplesmente transformados por algum acidente? E por falar no Coringa…

Jerome Valeska deu as caras ainda na primeira temporada de Gotham. Era um jovem circense que havia assassinado a própria mãe. Na época houve muita discussão sobre ele ser ou não o Coringa e os próprios produtores da série deram a entender que ele não seria o palhaço do crime, mas vendo os dois primeiros episódios da segunda temporada não restam muitas dúvidas. Mas é claro que os caras ainda podem dizer que ele não é o Coringa, mas isso vai ser uma puta falta de sacanagem.

O ator Cameron Monaghan é o responsável por dar vida ao Coringa em Gotham e sua atuação, as vezes muito forçada e caricata, lembra muito a de Jack Nicholson no Batman do Tim Burton. Como assim? Pois é, é complicado. Cameron é brilhante em alguns momentos, passando perfeitamente toda a insanidade do Coringa, mas em certos momentos ele simplesmente parece errado, parece um cosplay, desses que a gente vê na Comic Con e que acham que sabem imitar muito bem o palhaço do crime, mas na verdade não passam de um poço de vergonha alheia. Eu realmente preciso de mais alguns episódios pra saber se eu amo ou odeio Cameron Monaghan como Coringa. Por enquanto estou 51% a favor dele.

E não, isso não tem nada a ver com comparações com outros Coringas, Jared Leto, Heath Ledger e Jack Nicholson, acho que podem existir muitos Coringas, sendo todos eles muito bons. Eu só não to completamente satisfeito com a atuação do cara ainda. Mas se formos comparar a loucura desses outros Coringas com a loucura do Coringa de Gotham, Jerome leva fácil. O cara só tentou incendiar um ônibus escolar cheio de adolescente e depois só invadiu a delegacia de Gotham e chacinou todos os policiais de lá. Jerome não come somente a tia do Batman, ele come o Alfred e os cadáveres de Thomas e Martha Wayne também. Fica de olho nesse teu cu, morcego!

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito