Globo de Ouro 2009: indicados da Televisão

Sit.Com terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Na quinta passada (11/12), a Associação de Jornalistas Estrangeiros que trabalham nos EUA divulgou os indicados para seu grande prêmio, o Globo de Ouro, em categorias divididas entre cinema e televisão. Como o espaço aqui pertence às séries, fica abaixo restrito a lista de indicados e alguns comentários sobre a premiação. Lembrando que os votantes nestas premiações não assistem as séries completas como nós. Indicações e premiações de TV são feitas com base em um único episódio selecionado pelos produtores e atores.

Como o ano de 2008 foi muito complicado para os canais de televisão americanos, relembrando: greve de roteiristas, queda de audiência geral e nenhuma nova série explodindo de boas críticas ou audiência (exceção: The Mentalist, exibido no canal Warner), obviamente, o Globo de Ouro acabou preterindo as séries dos canais da tevê a cabo americana, salvo algumas exceções. Algumas surpresas foram a excelente aceitação da “série de vampiros” True Blood e os esquecimentos de séries campeãs de audiência como Lost, Desperate Housewives e Grey’s Anatomy, ilustrando as dificuldades desta temporada em acertar a mão.

Eis a lista completa de indicados para as categorias de TV, com sua respectiva emissora aqui no Brasil:

Melhor série dramática

“Dexter” (canal FX)
“In Treatment” (canal HBO)
House” (canal Universal Channel)
“Mad Men” (canal HBO)
True Blood” (canal HBO, a partir de janeiro/09)

Em linhas gerais torço para Dexter, mas no entanto, acredito que a classuda Mad Men leve, apesar das inúmeras indicações de In Treatment.

Melhor série de comédia

“30 Rock” (canal Sony)
Californication” (canal Warner)
Weeds” (canal GNT)
Entourage” (canal HBO)
“The Office” (canal FX)

Acho que esta temporada pertence à 30 Rock, devido ao sucesso particular da comediante Tina Fey, que apareceu de tudo que foi jeito neste ano. Série, filme, revistas e claro, sua imitação genial da candidata republicana a vice presidente dos EUA, Sarah Palin (que já era engraçada por si mesma). Na minha torcida prefiro o humor descontraído da turma hollywoodiana de Entourage.

Melhor ator em série dramática

Gabriel Byrne (“In Treatment”)
Jon Hamm (“Mad Men”)
Hugh Laurie (“House”)
Jonathan Rhys Meyers (“The Tudors”, do canal People & Arts)
Michael C. Hall (“Dexter”)

Fico contente com as vitórias de Hugh Laurie ou Michael C. Hall, mas acredito que ninguém roube o prêmio de Gabriel Byrne, principalmente por estar estreando na telinha vindo do cinema, num papel que dá bastante suporte a sua atuação.

Melhor atriz em série dramática

Sally Field (“Brothers and Sisters”, do canal Universal Channel)
Mariska Hargitay (“Law & Order: SVU”, do canal Universal Channel)
January Jones (“Mad Men”)
Anna Paquin (“True Blood“)
Kyra Sedwick (“The Closer”, do canal TNT)

As indicadas devem estar comemorando a ausência de Glenn Close, que com certeza seria a favorita por Damages, mas a nova temporada da série estréia somente em 2009, assim sobrou a vaga para as estreantes January Jones e Anna Paquin. Categoria difícil, aposto e torço para Anna Paquin pelo complicado papel da caipira telepata que facilmente cairia no caricatural, o que não acontece, para levar o prêmio.

Melhor ator em comédia ou musical

Alec Baldwin (“30 Rock”)
Steve Carell (“The Office”)
Kevin Connelly (“Entourage“)
David Duchovny (“Californication“)
Tony Shalhoub (“Monk”, do canal Universal Channel)

Categoria barbada para os indicados, com exceção do estreante Kevin Connelly (Eric), mostrando o bom momento da série, mas acho que ninguém rouba o prêmio de Alec Baldwin.

Melhor atriz em comédia ou musical

Christina Applegate (“Samantha Who?”, do canal Sony)
America Ferrera (“Ugly Betty”, do canal Sony)
Tina Fey (“30 Rock”)
Debra Messing (“The Starter Wife” ou “A Ex”, exibida pelo canal People & Arts)
Mary-Louise Parker (“Weeds“)

Barbada, a personalidade da tevê atual, Tina Fey deve levar fácil. Se isto não ocorrer, deve levar Christina Applegate. Apesar de sua série não ser grandes coisas, a atriz teve problemas de saúde e se recuperou rapidamente, conseguindo bastante atenção na mídia este ano, assim como Tina Fey.

Melhor minissérie ou filme para TV

“A Raisin in the Sun”
“Bernard and Doris”
“Cranford”
“John Adams”
“Recount”

Com exceção de John Adams, exibido pelo canal HBO, as demais minisséries ou filmes para tevê permanecem inéditos por aqui, assim tanto faz como tanto fez quem levar o prêmio.

Melhor ator em minissérie ou filme para TV

Ralph Fiennes (“Bernard and Doris”)
Paul Giamatti (“John Adams”)
Kevin Spacey (“Recount”)
Kiefer Sutherland (“24: Redemption”)
Tom Wilkinson (“Recount”)

Reparem que com exceção de Kiefer Sutherland todos os demais atores são presença fácil em categorias do Oscar (lamento Kiefer mas, Jack Bauer é o papel da sua vida, e é isso!), assim fica muito dificil adivinhar quem leva o prêmio, ainda apostaria em Paul Giamatti.

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Judi Dench (“Cranford”)
Catherine Keener (“Um Crime Americano“, disponível em dvd)
Laura Linney (“John Adams”)
Shirley MacLaine (“Coco Chanel”)
Susan Sarandon (“Bernard and Doris”)

Outra seleção de atrizes que facilmente aparecem no Oscar. Será que os jornalistas vão querer bajular as veteranas, Dench (chefona de 007), MacLaine e Sarandon (Thelma & Louise), ou uma geração mais nova e bastante talentosa, Linney (O Show de Truman), uma das minhas atrizes favoritas, e Keener (Quero ser John Malkovich)?

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Neil Patrick Harris (“How I Met Your Mother“, do canal Fox Life)
Dennis Leary (“Recount”)
Jeremy Piven (“Entourage“)
Blair Underwood (“In Treatment”)
Tom Wilkinson (“John Adams”)

Não gosto desta categoria que mistura séries com minisséries e filmes, pois não fica uma competição justa, para mim ninguém merece mais que Neil Patrick “Barney Stinson” Harris, no entanto, Jeremy Piven – eterno favorito – estava fodão nesta temporada.

Melhor atriz coadjuvante em séries, minisséries ou filme para TV

Eileen Atkins (“Cranford”)
Laura Dern (“Recount”)
Melissa George (“In Treatment”)
Rachel Griffiths (“Brothers & Sisters”)
Dianne Wiest (“In Treatment”)

Assim como na categoria acima, também mistura séries com minisséries e filmes. Na temporada que Grey’s Anatomy não conseguiu colocar suas duas melhores atrizes aqui, abriu-se espaço para as atrizes de In Treatment. Não acho ninguém seja favorita mas, se In Treatment tiver sua noite de consagração, Diane Wiest leva fácil.

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Em muito a gente discorda… problema é que várias séries daí eu gosto muito, mas queria que true blood e anna ganhassem os prêmios :) true blood é nova mas é do caralho! e todo mundo elogia a atuação de anna.
    mas o ruim é que tina fey vai acabar ganhando, ai mulher chata.

  • Red

    o nome da mulher é “Mariska” mesmo?

    auhahuauhauha

busca

confira

quem?

baconfrito