Filmes Dublados e a preguiça de ler

Cinema segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Na minha última ida aos cinemas percebi uma coisa preocupantemente chata: TODOS os filmes em cartaz eram dublados. E investigando o fato, constatei que isso está se tornando a regra: Mais cópias dubladas do que legendadas nas salas de cinema Brasil afora. A simples preguiça de ler dos “usuários” dos cinemas predomina. Preferem a comodidade de assistir a um filme que não os obrigue a praticar o que não aprenderam na alfabetização. Em geral eu nunca encontrei alguém que tivesse o hábito da leitura e reclamasse de legendas. Infelizmente, são estes espectadores medíocres e preguiçosos que estão sendo levados em consideração pelas distribuidoras. Nunca fui muito de querer impor meus pontos de vista (Com exceção aos meus gostos, mas isso é outra história) e como sempre existe quem discorde, vou responder todas a suas críticas antes que vocês as façam. Então vamos lá:

 Vai dizer que você sabia que todas essas vozes eram desse cara?

As legendas “atrapalham” o filme.

Tá bom. Então ouvir uma voz diferente da dos atores e completamente dessincronizada com os movimentos labiais dos atores não incomoda? Mesmo? Acho mais fácil ver o Stallone matando 600 pessoas com um único tiro do que ouvi-lo soltando um “Seu filho da mãe!”, um “Ora, bolas!” ou mesmo um “Mermão” carioquíssimo enquanto pratica seu genocídio particular. Quando o Bill Murray abre a boca e fala com a voz de Wesley Snipes, Will Smith, Kevin Spacey, Samuel L. Jackson, Danny Glover, Alfred Molina, Ed Harris e Denzel Washington (Todos dublados por Márcio Simões) é engraçado. Mas quando me acostumo com a voz do Bruce Willis sendo a mesma voz durante anos e subitamente fica diferente (Em 2006, o dublador dele, Newton da Matta, faleceu), a coisa fica meio chata.

Fora isso tudo, perdemos o trabalho bem feito dos atores. Assistir ao clímax de Coração Satânico e tentar ignorar a rouquidão desesperada de Mickey Rourke substituída pelo trabalho apenas esforçado de um dublador é dose. Imagine então a diferença entre o Coringa de Heath Ledger dublado e o original… Meses dedicados pelos atores originais aos seus personagens e as poucas horas (Se muito!) que os dubladores brasileiros tiveram para gravar seus diálogos.

Por causa disso, não vejo nada demais em dublarem as animações. Só substitui o trabalho de um ator pelo de outro. Mas é foda ver que o cuidado não é o mesmo (Luciano Huck gravou todo o seu péssimo trabalho em Enrolados em apenas 4 ou 5 horas).

 Dublagem de peso

E os deficientes visuais? Não podem nem tentar ir ver um filme?

Claro que podem sim. Mas novamente, não creio ser justo que uma minoria absoluta seja responsável por moldar a maneira com que a maioria irá assistir aos filmes. Além disso, há duas questões: É obvio que o cinema é uma mídia visual. E não podemos esquecer dos deficientes auditivos. Faz infinitamente mais sentido facilitar o acesso dos deficientes auditivos aos filmes em tela grande do que o dos deficientes visuais.

Os dubladores não vão trabalhar?

Temos alguns dos melhores profissionais do ramo. Mas o que vem tirando o ganha pão dessa classe trabalhadora na verdade são as “celebridades” convidadas ultimamente pra dublar os filmes de maneira vergonhosa. Mas mesmo assim temos que concordar com outra coisa: Dublagem distorce, deforma e prejudica a obra de arte original. Pros dubladores o que não falta a eles é trabalho: Séries de TV, animações (Para cinema e televisão) e praticamente todas as produções lançadas em home video contam com suas versões dubladas. É na verdade o contrário que vem ocorrendo: Com um número cada vez maior de projetos com versões dubladas, tá rolando uma enxurrada de trabalho. E as dublagens vão sendo feitas de qualquer maneira.

Pow cara, quem não sabe ler não tem direito de ir ao cinema?

É muita estupidez e muito cinismo dizer que mais cópias dubladas vão atrair o público analfabeto pras salas de cinema. Quem não sabe ler geralmente não tem o melhor dos salários pra ficar indo ao cinema e assiste mesmo aos filmes piratas. Menos de 0,01% daqueles que vão às salas de cinema são analfabetos (E dentre estes a grande maioria é de crianças). “Acessibilidade” é o caralho. Isso não justifica o crescente aumento das cópias dubladas. O negocio é simples: Preguiça de ler. Analfabetos têm acesso aos filmes pela TV aberta onde 100% das produções são dubladas e praticamente todos os lançamentos em DVD já vêm com a opção da dublagem (E a palavra-chave aqui é “opção”). A população analfabeta (Seja este analfabetismo real ou funcional) não está sendo excluída do acesso ao cinema.

 Séria mais legal se assim fosse, não seria?

Ir ao cinema para ver um filme em tela grande é um gesto de amor ao cinema. Seria muito menos trabalhoso pra mim baixar um filme, procurar a legenda e assistir no conforto do meu sofá, podendo pausar o filme quando eu quiser, assistindo no volume que eu quiser, o filme que eu quiser. É deprimente sair de casa e ter que pagar entre R$10,00 e R$20,00 pra ver um filme (Fora gastar gasolina, pegar trânsito, pagar estacionamento, pipoca, etc) e ainda por cima ver que a sua opção de ver um filme dublado ou legendado não existe mais. Boicote o filme. Eu não vejo mais filme assim. Desisti.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Mas, velho, a qual cinema vc vai? Os cinemas em que passam Velozes e Furiosos, Batman ou sei lá o que, só vai ter dublado pq é puramente comercial. Não há arte em jogo, só comércio.

    Há cinemas mais alternativo (que são, na maioria das vezes, mais caros) onde as legendas são predominantes. No Cinesesc vc lê legendas em port e em inglês. É lindo.

  • Lionel Mello

    Ver filme dublado é a mesma coisa que ver Tela Class do Hermes e Renato!

  • Ricardo G. Souza

    Cinema não é pra quem gosta de cinema. Só tão preocupados com a bilheteria.

  • Hermes Tessaro

    Concordo com tudo, mas estranhei o fato da maioridade dos filmes no cinema de sua cidade ser dublada. Aqui em Porto Alegre – RS, os filmes dublados são raridade, exceto em animações. Quando se quer assistir a um filme dublado, só na locadora ou em uns dois cinemas.
    Uma coisa é fato: cinema é artigo de luxo no Brasil, por dois motivos. Um, são os preços abusivos. E dois, pela cultura. Ou vai me dizer que pessoas da última classe social vão ir ao cinema ver Discurso do Rei? Infelizmente as coisas são assim, e cabe aos comandantes desse país mudar. Portanto é hipocrisia desejar filmes dublados utilizando argumentos como favorecer a classe mais baixa. Isso é preguiça de ler, isso sim.

  • Chinaski

    O pior é que o Discurso do Rei, aqui em Recife, tinha mais dublado que legendado. Mas eu nem liguei. Obrigado, Pirate Bay e uTorrent, vocês são demais!!!!

  • Chinaski

    Tanto faz e tanto fez pra que cinema eu vou ou deixo de ir. Em Recife ou em qualquer lugar, as pessoas tem que ter a opção de escolher como querem ver o filme. Estamos pagando. O que queria deixar claro nesse texto é que os filmes dublados vão passar a predominar nas salas de cinema dos circuitões Brasil afora. E isso está acontecendo por preguiça, tanto da maior parte do público como das pessoas responsaveis pelos filmes que assistimos. É a americanização do cinema no Brasil (e definitiva). Nos EUA é histórica a aversão deles pela leitura (e por filmes legendados), os filmes dublados são também a maioria na Europa (na França principalmente, aonde eles tem aversão é pela lingua inglesa). Aonde isso vai parar?

  • Cinemarco Cineclube

    O texto ficou bom, mas devo citar que há pouco tempo foi publicado no portal Cinema em Cena uma análise muito parecida do Pablo Villaça, onde ele aborda com muito mais profundidade essas questões de preferência e de defesa da legendagem sobre a dublagem.

  • Estão pagando. É exatamente nessa lógica que os dublados estão dominando a via principal do cinema. Quem paga não quer ler e quem quer ler não dá o lucro de quem tem a suposta preguiça.

    Se vc comercializa a arte, não espere que ela seja genuína.

  • Willian

    Concordo com voce,  dublagem geralmente estraga tudo. Não por incompetencia dos dubladores, pois como foi dito tenhos os melhores do ramo aqui, mas sim porque perde muita coisa na tradução.

    Um caso que me arrependi de tentar ver dublado foi V for Vendetta. O dublador por melhor que seja não conseguiu chegar perto da atuação do Hugo Weaving.

    Hoje em dia não consigo assistir quase nada dublado, talvez so chaves e olhe la. Acho que o mesmo caso da dublagem serve tambem para livros, que infelizmente são muito mais dificeis de se conseguir na lingua original do autor ou em alguns casos é impossivel ler na lingua original.

  • Julio Kirk

    Geralmente já se pode ter uma idéia bem acurada do que se esperar de uma pessoa quando ela diz que “não gosta de filme legendado”. Eu já olho torto na hora.  

    Até por que na minha vida, acho que nunca encontrei uma única pessoa que fosse inteligente, que gostasse de ler e tivesse bom gosto que não gostasse de legendas. Não é preconceito caralho nenhum, antes que apareça um infeliz pra dizer isso. É sério, só atesto o que já vi.

  • Ricardo G. Souza

    Esqueci de comentar: Acho que essa situação só vai piorar. Esses dias eu tava vendo alguns canais na Sky e alguns deles estão anunciando que vão dublar os filmes e séries. Pior que eles fazem numa baita animação, com um comercial todo cheio de músiquinha e alegria, putaqueopariu.

    A única dublagem que presta é a do Stallone Cobra. O resto é lixo haha

  • Concordo plenamente. Venho notando essa tendência há alguns anos já. E depois de questionar todos os possíveis responsáveis e mandar uns emails para esses cinemas comerciais cheguei à mesma conclusão: O problema é o mercado.

    Bom, eu falo inglês. Graças à net é muito mais simples assistir em casa sem legenda alguma do que ver um filme dublado pelos atores da globo. Sem filas, sem estacionamento e sem gente falando. Quem perde é o mesmo mercado que me exlcuiu dele.

  • Só consigo ver dublado as animações e os clássicos da Sessão da Tarde.

  • Sei lá. Nos cinemas que eu vou sempre tem opções dubladas e legendadas. Animações e filmes infantis sempre são dublados. Tem até filme nacional dublado HAUAUAUAUAUAUAU

  • Belo post.. Se for pra ver dublado eu nem vejo.. Mas me atrevo a dizer que, o dublador do Jack Black é bom..

  • Mirella Braga

    Vários canais da tv paga estão optando por programas dublados, o FX, por exemplo, antes só exibia conteúdo legendado e está todo dublado (com exceção de uma ou duas séries). Outros canais como o Sony e o AXN, também estão aos poucos colocando programas dublados. É o fim amigos, nem pagando da pra fugir da dublagem.

    O que me revolta é que os canais poderiam dar a opção de assistir com legendas, ou não. Alguns já fazem isso. Seria o justo já que o consumidor que deveria escolher se prefere assistir o original ou o dublado.

  • Anônimo

    Acho que o que está acontecendo com o cinema é o que acontece com tudo nesse país. O pior vence. A música pior é a que mais vende, a TV se supera em matéria de ruindade pois o povo pede isso. E agora a pior versão do cinema está iniciando seu império, e empurrando as pessoas com um mínimo de exigência para longe dele. Millions of flys can’t be wrong…eat shit!

  • Savio

    então é isso que o Você fica fazendo fechado ai nessa sala né?  kkkk

  • Vocês não percebem, não é questão de preguiça, analfabetismo, educação e cultura, mas  sim uma questão de preferencia. O que está acontecendo é que muitas pessoas preferem ver filmes dublados, porque não toleram filmes legendados, sejam elas pessoas ricas, pobres, de ensino superior (de qualidade) e isso não é mais questão de classe social. Engraçado vocês também se esquecem que sempre e até pouco tempo atrás, só tinham filmes legendados nos cinemas, e que o publico que preferia dublado, sempre tinha que se contentar com o legendado, seja ela criança, adulta e idosa. A dublagem pessoal não uma coisa que só existe aqui, mas ela também existe no mundo todo, e os estrangeiros sejam eles, alemães, russos, italianos, franceses, espanhóis e até mesmo americanos não se privam de ver algo em sua linguá pra ver em outra, sendo assim então, porque as nações de lá que por preferencia veem filmes, séries e desenhos dublados, são normais, e os cidadãos daqui do Brasil são subestimados, descaracterizados e desvalorizados considerados analfabetos por pseudo-intelectuais que de nada entendem, inferiores ?. 
    Pra quem não sabe a nossa dublagem é considerada uma das melhores do mundo, tenham mais respeito por ela, porque querendo ou não, todos nós crescemos vendo tv aberta, praticamente tudo que vimos foram filmes, séries e desenhos  dublados e não reclama-vamos, pelos excelentes trabalhos dos dubladores. Agora dizer que nossos dubladores são ruins isso é uma tremenda piada, tais como Darcy Pedrosa, Paulo Flores, André Filho, Garcia Júnior, Garcia Neto, Luiz Feier Motta, Márcio Seixas, Márcio Simões, Newton da Matta, Orlando Drummond, Sílvio Navas (fica excelente dublando Humphrey Bogart), Tatá Guarnieri, Vera Miranda, Ricardo Schnetzer, Alexandre Moreno, Marcelo Gastaldi e outros mais, etc… 
     só pode ser uma pessoa desentendida pra difamar e ridicularizar os nossos dubladores e nossa dublagem. 
       Já cheguei a ver filmes dublados que ficaram melhor que o áudio original, vi também dublagens que salvaram vários filmes, pela péssima vocação, tom de voz e atuação ruim dos atores originais, então vamos parar de criticar e aplaudir   mais, o ótimo trabalho desses grandes profissionais da dublagem, que sempre dublam com maestria e dão o melhor possível deles, para que nós possamos ter o prazer de ver  e ouvir algo espetacular em nosso idioma. Eu quero deixar bem claro que eu sou o tipo versátil, vejo filmes dublados e legendados, sem problema algum .  
       Lembrem-se o cinema é uma arte e a dublagem faz parte dela, um dia os críticos e os pseudos irão entender isso, se a nossa dublagem fosse realmente ruim, ninguém aguentaria ouvir ela, mas para nossa alegria ela não é.

       E só pra lembrar, seu texto é muito bom baconfrito, você explicou muito bem a coisas, de forma igual dos dois lados, eu quero deixar bem claro pra você, que todo esse texto que escrevi foi para alguns comentários ”hipócritas acima”.!

  • Clayton Slayer

    Bom, o que o Chinaski disse foi que deveria se dar a opção de qual versão você quer ver, o que está acabando. Eu concordo com ele. Todo mundo tem o direito de gostar do que quer. E de se expressar quanto a isso. Eu não vejo nada dublado, só por que não gosto. Não é ideologia nem falso intelectualismo, pois isso me é algo tão distante que nem fingir eu sei. Não me interessa a qualidade da dublagem ao redor do mundo ou a daqui. Gostaria de poder ver minha TV ou meu filme do modo que prefiro, e quem não gosta assim, que veja a dublagem.

  • Jls_92_sp 533

    Não cada um tem o seu direito de escolha, eu quero deixar bem claro isso, na minha opinião o numero de salas deveriam ser iguais, tanto no legendado quanto no dublado.
     Uma perguntinha pra você Clayton Slayer, você nunca viu filme dublado ?

  • Clayton Slayer

    Claro que sim. E muito. Minha família comprou um vídeo-cassete quando eu tinha uns 12 anos… Só a partir daí comecei a conhecer o som original, e isso nem era opção, pois na época só havia fitas legendadas. Hoje eu só assisto legendado por que gosto mais assim. Gosto de saber o que o diretor pensou para o filme, gosto de observar a interpretação que o ator que está na tela deu ao personagem. E, na minha opinião, a dublagem tira isso.

  • Mas vamos ser sinceros, tem pessoas ai que insulta a dublagem como se fosse um lixo, ai eu já acho um tremendo exagero. 
     E na sua opinião,  a dublagem é realmente péssima, como os pseudo-intelectuais  dizem ?

  • Clayton Slayer

    Acho que para dizer que algo é ruim, temos de ter um parâmetro de comparação. Como eu nem sei como seria uma dublagem em outra língua, não dá para falar. O importante é cada um curtir o filme do jeito que gosta.

  • É isso ae cara parabéns, você é bem diferente desses pseudo-intelectuais, pelo menos você realmente entende do assunto, e não fica falando asneira, sem saber se é verdade ou não. Obrigado Clayton Slayer pela sua resposta. !

busca

confira

quem?

baconfrito