Filmes bons que passam batidos 02 – 28 Days Later.

Filmes bons que passam batidos domingo, 02 de setembro de 2007

Tá bom, esse filme nem passou batido. Acho que chamaram de “Extermínio” aqui no Brasil. Mas estou me dignando a fazer uma rápida apresentação dele mesmo assim, porque existem motherfuckers que ainda não viram 28 Days Later e nem sabem do que eu tô falando. Isso é um desabsurdo. Precisamos preencher essa lacuna cultural na formação de vocês.

 

28 Days Later (2002)

28-days-later.jpg

Como todo filme mega-bom de zumbis, o enredo é muito simples: vírus criado em laboratório escapa, contamina a população e 28 dias depois todo mundo vai pra fita. Quem não vai pra fita virou zumbi.

Como assim? Zumbizismo é uma doença? Claro que é. Assim que é legal. Nego dá uma mordida no outro e o outro vira zumbi. É uma mistura de zumbi com vampiro, o que é uma idéia muito boa. Por que raios não fazem logo um filme onde PIRATAS viram zumbis? Ah é, já tem o “Piratas do Caribe”. Mas os piratas-zumbis não são vampiros ainda. Então falta isso: Piratas Zumbis do Caribe vs. Dracula, o Lobisomem da Transylvania. Orra, ia ficar do caraleo, hein?

28-days-later-be-thankful.jpg

“Agradeça por tudo que você tem, porque logo não vai sobrar mais nada.”

Mas voltando ao 28 Days Later; o que poderia ser só mais um filme sofrível sobre mortos-vivos, sofre uma virada graças á direção de Danny Boyle (“Cova Rasa”, Trainspotting) e ao roteiro muito louco de Alex Garland (“A Praia”, e também fazendo o roteiro de HALO, o jogo que vai virar filme). Aqui os zumbis não são aquelas coisas rastejantes que chegam a dar raiva, de tão lerdas. Em 28 Days Later os caras levam uma mordida e ficam PIRADOS, eles simplesmente atacam e COMEM quem tiver por perto, parece um bando de cão raivoso. Imagine um MONTE de zumbi, tudo cheirado, correndo de um lado pro outro, parecendo uma nuvem de gafanhotos esfomeados. Dá gosto de ver.

Aí temos um magrão que acorda sozinho no meio de um hospital. Depois que Londres já foi varrida pela praga, e os zumbis que sobraram já vazaram da cidade pra ir procurar comida em outro lugar. Cara, é um dos pontos altos do filme. Ver o cara vagando por uma Londres completamente vazia. Não “completamente”, lógico. Mas veja o filme pra saber. A desolação e a tranqüilidade da cidade contrastando com a correria que acontece nas outras partes do filme. Isso que é cinema de arte.

28-days-later-big-ben.jpg

Me sinto só.

Aí ele encontra mais gente depois. Porque senão não ia ter muito filme pra assistir e tals. E eles têm que fugir dos zumbis que tão por aí, tocando o horror. E acabam achando uma base militar. Entram lá, arranjam umas tretas, mas terminam o filme CHUTANDO BUNDAS de zumbis. Todo mundo gosta de final feliz.

É aquele tipo de filme que fica tão bom, e traz idéias tão novas para o gênero, que estabelece parâmetros para os filmes que virão depois. Lógico que nunca mais vamos ver filmes com zumbis rastejantes depois de 28 Days Later. Zumbis rastejantes são muito anos 70. Muito século passado.

Recomendação final: Curte zumbis? Nem pense duas vezes antes de alugar, então. Não curte zumbis? Qual é o seu problema?.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito