Fast Forward #01 – Black Ice (AC/DC)

Música quinta-feira, 02 de dezembro de 2010

 AC/DC era destinada a não ser uma banda que durasse por muito tempo. Não pela criatividade, mas pela morte do Bon Scott mesmo. Quantas bandas você conhece que, depois do vocal ir pro saco, continuaram na ativa? Uma: AC/DC. E eu sou suspeito em falar que eu realmente prefiro a voz do Brian Johnson à do Scott. Novamente: VOZ. Tô falando nada de apresentação ao vivo, ou coisa do tipo. Mas bora pro assunto logo, que você tem música pra ouvir, mané.

Black Ice foi o último álbum lançado pela banda. E cês querem saber o que mais? É de longe o mais bem produzido. Isso porque os caras tão morrendo e as apresentações ao vivo tão uma merda. O Angus Young, por exemplo, não tem a mesma energia que tinha na época do High Voltage, e isso tá claro se você pega pra ver um show dos caras atualmente. Mas como ninguém aqui é rico o suficiente pra ir a um show dos caras, é bom falar de novo: É um álbum de qualidade. Toda música é tão trabalhada quanto a que foi destinada a ser o single do CD. E isso é importante. Quando eu tô ouvindo algo de qualidade, eu espero cabine de mixagem, e isso é óbvio. Mas essas mexidas não podem mudar muito a qualidade da coisa. A música tem que ficar melhor, mas longe de ser artificial. A performance ao vivo vai ser pior, mas você não vai levar um soco na cara de perceber que você não escuta uma banda, escuta o dedo dos produtores.

Faixas:

    1 – Rock and Roll Train
    2 – Skies on Fire
    3 – Big Jack
    4 – Anything Goes
    5 – War Machine
    6 – Smash and Grab
    7 – Spoiling for a Fight
    8 – Wheels
    9 – Decibel
    10 – Stormy May Day
    11 – She Likes Rock and Roll
    12 – Money Made
    13 – Rock and Roll Dream
    14 – Rocking All the Way
    15 – Black Ice

Como todo álbum decente, tem uma música que dá graça de ouvir acima das demais. E pra mim é Skies on Fire. Ela é, sem sombra de dúvidas, uma das melhores músicas dos caras, pau a pau com as clássicas que quem não manja muito sempre conhece, como Highway to Hell, Thunderstruck e outras. Bateria simples, guitarra pesada, refrão que pega e vocal pesado. Receita pro sucesso que ninguém entendeu até agora.

Veredito final:

Tudo que eu preciso escrever aqui é: O álbum é bom. Tá entre os melhores da banda, só perdendo, talvez, pros mais próximos ao início da carreira, mas isso é detalhe. Não é um álbum feito pra conhecer a banda. Cê já tem que curtir o som de outros carnavais, mas se não, cê vai curtir da mesma forma. Talvez um pouco menos, mais vai. Não falo nada sobre as apresentações ao vivo, mas se for pra falar sobre os álbuns, eu espero que esse não seja o último. Eles tão morrendo, mas tão fazendo um trabalho sensacional. Agora, para de ler essa merda e vá ouvir Black Ice, caralho.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • guilherme

    Sem dúvidas o álbum é ótimo! Assim como todos os outros da banda, realmente, não existe nenhum álbum ruim do AC/DC. Fato!
    Eu tive o privilégio de ir ao show deles ano passado em SP, não me arrependo nem um pouco, de longe o melhor que eu já fui em toda a minha vida. Claro que eles não tem a mesma energia que tinha quando gravaram o Live, por exemplo, mas continuam destruindo tanto na apresentação em si quanto na habilidade de ‘fazer música’.
    Mas pra mim, o Bon Scott foi foda, os álbuns gravados antes do falecimento dele são os melhores.
    Banda de respeito!

  • Edivan Gomes

    “Veredito final” é pleonasmo.

  • K

    Edivan Gomes comentando algo relevante é paradoxo.

  • Edivan Gomes

    Égua, cara. É só pra ajudar.

busca

confira

quem?

baconfrito