Falemos sobre Bruxas, Anjos e Zumbis

Televisão quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Que isso, um spin off de Being Human? Claro que não, querido amigo leitor faniquiteiro. To falando do retorno de American Horror Story, Supernatural e The Walking Dead. E já adianto que mesmo tendo tudo pra dar certo, uma destas séries já chegou desanimando todo mundo.

Tem spoilers, ô mula!

Agora que vcês já foram avisados, vamos ao que interessa, começando por The Walking Dead. Um mês se passou desde os acontecimentos do final da 3° temporada e muitas coisas mudaram. Pra começar, Rick não é mais o líder, pelo menos não sozinho, já que agora contamos com um conselho formado por Hershel, Glenn, Carol, Daryl e Sasha, além do xerife, é claro. Viva a democracia. A prisão foi quase transformada em uma fazenda, com animais e plantações com o selo de aprovação Hershel. Do outro lado da cerca, além de zumbis [não são zumbis são walk… CALA A BOCA!] temos muitas armadilhas e obstáculos com o selo de aprovação Morgan. Mais sobreviventes significa mais mão de obra. Aliás, todo aquele problema de confiar em novas pessoas parece ter sido superado, já que agora basta você responder 3 perguntas para juntar-se a Rick e seus amiguinhos muito loucos que aprontam altas confusões.

Quanto aos personagens principais, bem, alguns deles evoluíram bastante. Carol provou o que já vinhamos vendo desde a 3° temporada, tornou-se uma mulher forte e corajosa, capaz de fazer o que acha certo. Mesmo que pelas costas de Rick. Michonne também parece ter deixado toda a carranquice pra trás e chega montada em seu cavalinho e, pasmem, sorrindo. Aparentemente ela anda por aí em busca de mantimentos, o que provavelmente deve render um episódio inteiro com ela presa em uma cidade lotada de zumbis que devorarão seu cavalo. Carl está interagindo com crianças normais, ou quase, já que uma delas é o Greg de Todo Mundo Odeia o Cris, e agindo feito uma menininha quando descobre algo que não entende. Enfim, está sendo uma criança normal. Daryl está deixando as pessoas se aproximarem dele, o que não quer dizer que ele tenha ficado mais agradável. Rick, Hershel, Glenn e Maggie até então pareciam ser os mesmos bocós de sempre. Mesmo com Glenn passando um belo perrengue nesse episódio. Ah, e tem a filha número dois do fazendeiro, que… Bem, deve tá lá, cantando e segurando bebês.

 Ahan, senta lá Rick.

American Horror Story também voltou e nessa 3° temporada o foco é X-Men bruxaria, mas não essa bruxaria que vocês conhecem, não senhores, a bruxaria aqui é a seguinte, cada bruxa nasce com um dom, um superpoder, que é o que faz dela uma bruxa. Esses poderes manifestam-se durante a adolescência e existe uma escolinha especializada em ensinar jovens bruxas a usarem seus dons. É, grandes poderes, grandes responsabilidades. Eu juro que já vi isso em algum lugar, só não sei se foi em Harry Potter ou nos X-Men.

Quanto aos atores/atrizes que retornaram, estão Jessica Lange, sendo incrivelmente foda como sempre, Sarah Paulson, que tornou-se um colírio para os olhos depois que descobri uma atriz pornô que se parece muito com ela, Lily Rabe, o que lhe falta de beleza, lhe sobra de talento, Frances Conroy, quase irreconhecível em seu papel, Taissa Farmiga, que ao contrário de Emma Watson, a cada dia está mais sem graça e com menos expressões, Evan Peters, que pra parar de apanhar em casa arranjou um emprego pra namorada nessa temporada, Denis O’Hare, mais uma vez fodido e ela, a incrível, a sensacional, a grande surpresa de American Horror Story, Jamie Brewer, que é a bruxa vidente da turma. Alexandra Ê lá em casa Breckenridge também retornará, mas eu acho que ainda não deu as caras. Quanto as estreantes Kathy Bates e Angela Basset, elas ainda não tiveram muito tempo de tela, mas é claro que não decepcionarão.

Eu realmente gostei do primeiro episódio e tudo o que foi mostrado nele. Todos os cliffhangers deixados por ele, que tem tudo pra fazer esta temporada a mais foda de todas. Bom, melhor do que a segunda temporada ela será com certeza. E é válido ressaltar que a personagem de Emma Roberts tem o mesmo sobrenome da personagem de Lily Rabe na primeira temporada. Sim, as duas são Montgomery.

 Só as cachorras. As preparadas. O baile todo.

E aí nós temos a estreia da 9° temporada de Supernatural, que é, no mínimo, complicada. Como já disse, Supernatural teve sorte de manter-se no ar tendo 3 péssimas temporadas seguidas. A quinta, a sexta e a sétima temporadas da série dos irmãos Winchester foi de roer a própria perna. Aliás, sorte não, isso deve-se aos fãs doentes da série. Tá pra nascer fandom mais doente do que o de Supernatural. De qualquer jeito, eu só tenho a agradecê-los, pois foi graças aos olhos fechados deles para estas péssimas temporadas, que, obviamente, chegamos a magnífica oitava temporada, que terminou ainda mais magnifica, com todos os anjos sendo expulsos do céu e com Sam quase morrendo ao tentar, e desistir, fechar a porta do inferno. Até aí tudo bem, tivemos um final de temporada diferente dos que vínhamos acompanhando, que sempre resultava na morte ou no desaparecimento de um dos dois irmãos. O problema é que estragaram esse final do mesmo jeito que o final da 6° temporada foi estragado pelo início da 7°.

Tivemos um episódio de 45 minutos que nos levou a apenas duas coisas: Os anjos querem Castiel morto e um anjo chamado Ezequiel salvou a vida de Sam, possuindo-o. É isso aí, Sam Winchester está dividindo seu corpo com um anjo, que provavelmente deve revelar-se como um vilão. Talvez O vilão da temporada. E foi isso. Tivemos um lenga-lenga na cabeça de Sam, com direito a participação do Bob, que eu espero que resuma-se a isso, outro lenga-lenga de um anjo com Castiel e só. Foram os quarenta e poucos minutos mais demorados e entediantes da minha vida. Mesmo que eu ainda tenha esperanças de que esta possa ser uma grande temporada, assim como a oitava foi. Enfim, resta rezar, já que todos os anjos estão na Terra e sem nada pra fazer, pode ser que eles resolvam atender alguma prece.

Resumindo, é o seguinte: The Walking Dead teve um primeiro episódio legal, mas eu já vi isso antes e o resto da temporada foi uma completa porcaria, vide a terceira temporada para maiores detalhes. American Horror Story parece que veio pra causar dessa vez, dando um poder um tanto quanto estranho para uma adolescente, a vagina mortal. E Supernatural começou devagar, mas eu prefiro ser idiota e acreditar que a temporada será totalmente melhor do que o primeiro episódio.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • André Cadaxo

    O foda de Supernatural é que eles insistem em criar sempre mais um segredo entre os irmãos que acaba fazendo eles brigarem e quase se separarem, mas voltarem juntos no final. Parece malhação saporra!

  • Jo

    Isso aí. Essa 9° temporada tem tanta merda pros Winchesters arrumarem, que não precisava desse lenga lenga todo entre eles. Tá muito repetitivo isso, já tá enchendo o saco de novo.

  • Jonas Macedo

    Putz cara, vc é mais um nerd velho idiota e rancoroso. Porque vc não lê Melhores do Mundo, q é cheio de gente q nem vc?

  • Jo

    Eu leio.

  • Putz cara, pra que tanto xingamento? Usa uns argumentos ae pra ser levado a sério, senão você tá sendo só um nerd xiliquento idiota [Não sei tua idade, mas provavelmente é mais novo que eu, então não posso te chamar de velho].

busca

confira

quem?

baconfrito