Extensão ou Comunicação (Paulo Freire)

Livros sexta-feira, 05 de outubro de 2012

De vez em quando, a gente tem a sorte de se deparar com matérias realmente legais na faculdade, que propõem a leitura de livros igualmente legais. Nesse período, fui obrigada a estudar o livro Extensão ou Comunicação, do grande educador e filósofo brasileiro Paulo Freire. Imaginem, então, a minha surpresa ao ter achado extremamente interessante uma obra que fala sobre o trabalho dos agrônomos com os camponeses…

Paulo Freire, em seu livro, condena o processo extensionista neste trabalho. A extensão que se estabelece entre o agrônomo e o camponês pressupõe este último como objeto, dócil e passivo. O agrônomo, em sua atividade, busca apagar o conhecimento próprio dos camponeses, diretamente relacionado à realidade vivida por eles, e substituí-lo por conhecimentos e técnicas que consideram mais desenvolvidos. Ou seja, pregam a “normalização” de um mundo que consideram inferior ao seu. Em nenhum momento há um diálogo, em nenhum momento os camponeses se apresentam como sujeitos na construção do conhecimento. Isso se dá tanto pela falta de vontade daqueles que querem impor sua visão de mundo, quanto pelo processo histórico-social latifundiarista do qual os camponeses são vítimas, que apaga suas respectivas vozes.

 Ócio criativo de uma amiga minha.

Desse ponto, o autor estabelece uma relação com a educação. Da mesma forma que os agrônomos não consideram a realidade dos camponeses, os professores, em grande parte dos casos, não tentam um diálogo efetivo com os alunos. Ao buscarem simplesmente transmitir um conteúdo, muitas vezes decorado, os educadores matam a capacidade crítica dos estudantes, que deveriam construir o próprio conhecimento. O professor deveria estimular o aluno a chegar lá, ajudá-lo a realmente aprender, se apropriar daquele fato, e não apenas entregar um conteúdo moldado e pronto para ser consumido. Em vez de fazer a criança decorar que 4 x 4 = 16, o cara a deveria fazer pensar sobre isso, entendendo na prática porquê isso acontece. Uma crítica inteligente a este problema é feita no clipe de “Another Brick in the Wall”.

“Nunca julgue um livro pela capa”. Extensão ou Comunicação é um livro que parece chato, mas, na realidade, sua leitura é muito importante por se aproximar tanto de nossa realidade. Todos já estivemos alguma vez sentados em uma cadeira na sala de aula pensando “Por que que eu tô aprendendo isso?”, “No que que isso vai me ajudar na minha vida?” e derivados. Isso acontece em função do sistema falho de educação, ao qual ainda estamos submetidos. Nesse sentido, Paulo Freire nos coloca para pensar sobre o óbvio, e talvez os melhores livros sejam mesmo esses: Os que despertam e clareiam um conhecimento que já possuíamos.

 Pra pensar…

Extensão ou Comunicação (Paulo Freire)


Extensão ou Comunicação
Ano de Edição: 2011
Autor: Paulo Freire
Número de Páginas: 136
Editora: Paz e Terra

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Arthur

    Paulo Freire tem um só defeito: difícil demais de aplicar na realidade.

  • Juliano

    O extensionismo, apesar de utilizado como exemplo, deveria ser muuuuuito mais aplicado.
    Hoje em dia, talvez até influenciados pelo Dr. Paulo Freire, o extensionismo é pouco relegado e a pesquisa acadêmica fica confinada na sua torre de marfim.
    Os textos do Paulo Freire são exemplos de que bons argumentos, que visam uma nova maneira de entender a pedagogia (“alunos” não são “alunos” – sem luz), acabam sendo utilizados para que a prática educacional fique perdida, como está hoje.
    O construtivismo não vem dando 100% certo. Para alfabetização é crucial a repetição. Um outro pensador, bem mais antigo e oriental, já falava: “O que eu ouço, eu esqueço. O que eu vejo, eu lembro. O que eu faço, eu entendo.”

  • Harry

    Paulo Freire é mesmo sensacional. Sugiro “Pedagogia do Oprimido” para sua lista de leitura.

busca

confira

quem?

baconfrito