Estreias da Semana – 31/03/2016

Cinema quinta-feira, 31 de março de 2016

Voando Alto (Eddie The Eagle)
Com: Taron Egerton, Hugh Jackman, Christopher Walken, Tim McInnerny, Keith Allen, Jo Hartley, Ania Sowinski e Iris Berben
Eddie Edwards era aquele cara que queria participar das Olimpíadas, não importando como. Mesmo com problemas de visão que o obrigavam à usar óculos de grau e um joelho bichado, ele achou um jeito: A Grã-Bretanha não tinha uma equipe no salto de esqui faz muito tempo. Eis que, pra conseguir a fatídica vaga, ele recebe a ajuda de Bronson Peary, ex-atleta que tinha problemas com disciplina [Obviamente, já que ele é o Wolverine].
Olha, por mais que pareça bizarro [E deve ser mesmo], até que não leva jeito de ser ruim não.

Visões do Passado (Backtrack)
Com: Adrien Brody, Sam Neill, Robin McLeavy e Bruce Spence
Com a morte da filha de 12 anos em um acidente horrivelmente trágigo, Peter Bower e sua esposa resolvem voltar a morar em Melbourne, onde se conheceram. Com a ajuda do Dr. Duncan, Bower vai retomando sua vida, atendendo seus pacientes e tal e coisa e coisa e tal. Mas quando uma ligação entre alguns pacientes o faz retornar à sua cidade natal e confrontar um mistério que só ele pode resolver, ele… Hã… Confronta o dilema?
É incrível como sempre alguém acha uma ligação atual com uma treta que está sendo deixada pra trás, parece até que as pessoas tem ligações com seus passados, não?

Zoom
Com: Gael García Bernal, Alison Pill, Mariana Ximenes, Jason Priestley, Don McKellar, Jennifer Irwin, Luisa Moraes, Tyler Labine, Michael Eklund, Tyler Labine, Michael Eklund, Claudia Ohana e Clé Bennett
Três artistas, uma só história [Dividida em três]: Edward é um diretor de cinema que, após precisar refilmar um final contra sua vontade, começa a ter problemas sexuais; Michelle é uma modelo brasileira que deixa tudo pra trás nos EUA pra voltar ao BR pra escrever um livro; e Emma, que botou uns implantes de silicote, tá tentando tirar de qualquer forma, e parte pra uns serviços duvidosos pra fazer um extra e resolver essa pendência.
Mas olha só, parece até que é uma história sobre o Jopes, a Nelly e o Higgor, nessa ordem… Mas só se tirar o glamour.

Casamento Grego 2 (My Big Fat Greek Wedding 2)
Com: Nia Vardalos, John Corbett, Lainie Kazan e Joey Fatone
Casados faz tempo, Toula e Ian tão lá, na luta diária que é criar uma filha adolescente. Até que eles descobrem que um casamento da família nunca foi oficializado pela religião, dão uma de x9 e fazem com que aquela merda toda do primeiro filme aconteça de novo. Ou algo parecido.
Não que eu tenha visto o primeiro, mas já não era o bastante? Podia ter parado por ae.

Norm e os Invencíveis (Norm of the North)
Com: Rob Schneider, Heather Graham, Ken Jeong, Loretta Devine, Bill Nighy, Zachary Gordon, Michael McElhatton, Gabriel Iglesias, Colm Meaney e Janet Varney
Norm é um urso polar que, junto com a trupe de outros três ursos polares, vai pra Nova Iorque e acaba virando mascote de uma corporação que, por PURA COINCIDÊNCIA, está ligada ao destino de sua terra natal. Que por acaso é o Ártico. Só pra reforçar e tal, vai que você não sabe que ursos polares moram no Ártico.
Olha, pela qualidade da animação, e considerando que o protagonista é dublado pelo Rob Schneider, recomendo tacar fogo.

A Garota de Fogo (Magical Girl)
Com: José Sacristán, Bárbara Lennie, Luis Bermejo e Lucía Pollán
Com leucemia aos 12 anos, Alicia tem uma vida com várias limitações e muitas visitas ao hospital. Luis, seu pai, faz tudo que está ao seu alcance para deixar a menina feliz. E uma dessas coisas é um vestido de uma personagem de anime que custa a bagatela de 7 mil euros. Procurando um jeito de levantar essa grana, Luis tem uma oportunidade de realizar mais esse sonho da filha através da problemática Bárbara. Como eu já não sei.
O que inicialmente parecia um dramalhão se torna uma rede de intrigas e/ou um enredo de pornografia. Se isso é bom ou não depende muito do seu mau gosto.

A Juventude (La Giovinezza)
Com: Michael Caine, Harvey Keitel, Rachel Weisz e Paul Dano
Aos 80 anos, Fred e Mick estão passando férias em um hotel de luxo. Compositor e maestro aposentado, Fred não tem a menor vontade de voltar ao trabalho, enquanto Mick é um cineasta que luta para finalizar o que achar ser seu último grande filme, enquanto ambos se lembram das épocas áureas de suas vidas.
Nada como ser aposentado e aproveitar a vida enquanto mofa num hotel cinco estrelas, não?

Histórias de Alice
Com: Leonardo Medeiros, Ana Moreira, Maria Padilha e Tonico Pereira
Lucas, tentando buscar novos sentidos para a vida após a morte de sua mãe, Alice, cruza o Atlântico para investigar suas raízes portuguesas, de forma a entender melhor a mãe, através do lugar de onde ela veio.
Dava pra encaixar uma piada de português aqui, mas acho que a temática do filme não dá margem pra isso.

Para Minha Amada Morta
Com: Fernando Alves Pinto, Mayana Neiva, Lourinelson Vladimir e Giuly Biancato
Fernando é um cara bem legal, pena que não pode… Pera, tá errado isso. Ele ficou viúvo, e com isso, se tornou quieto e introspectivo. Vivendo cercado de objetos da sua amada que se foi dessa pra uma melhor [Ou pior, sei lá], ele acha um VHS que poe em xeque esse suposto amor dela. Por conta disso, ele resolve investigar, tornando-se obsessivo e se desligando da realidade.
Não sei vocês, mas pra mim ficar revirando passado de gente morta é perda de tempo.

Leia mais em: , , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Loney

    Só para deixar claro: eu sou inteiro natural.

  • Nelly Kruczan

    Para deixar claro: não sou modelo. Nem plus size.

    Sobre “Minha amada morta”: como esse cara ainda consegue assistir VHS em 2016? Os meus da Disney querem resolver esse suspense.

  • Jo

    Bando de opressor racista querendo deixar tudo claro! BABACAS! É por isso que o Omelete é muito superior!

busca

confira

quem?

baconfrito