Estreias da semana – 31/01

Cinema quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A Menina que Roubava Livros (The Book Thief)
Com: Sophie Nelisse, Geoffrey Rush, Emily Watson, Ben Schnetzer, Nico Liersch, Julian Lehmann, Gotthard Lange, Rainer Reiners, Kirsten Block e Ludger Bökelmann
Liesel Meminger foi deixada pra trás pelos pais, juntamente com seu irmão, durante a segunda guerra mundial, e acabou sendo adotada por um casal. O irmão não que o irmão morreu no meio do caminho. Quando o coveiro vai enterrar o moleque, deixa cair um livro, e Liesel passa a mão no mesmo [No livro, não no coveiro]. Com a ajuda de seus novos pais, ela aprende a ler. Dos novos pais e de Max, o judeu guardado embaixo da escada. Pra fugir de tudo isso, mesmo que mentalmente, ela e Max mergulham nos livros, e é por isso que ela rouba tanto livro: Pra fugir dos horrores da guerras e blá blá blá.
Todos nós sabemos que a guerra é sombria, triste e tem uma cor meio amarelada. Mas o meu problema [Além do tema repetitivo] é com esse pôster: Isso é uma foto? Isso é computação gráfica? Isso é um desenho que vai assombrar meus pesadelos o resto da minha vida? Eu não sei.

47 Ronins (47 Ronin)
Com: Keanu Reeves, Hiroyuki Sanada, Kô Shibasaki, Tadanobu Asano, Rinko Kikuchi, Jin Akanishi, Yorick van Wageningen e Cary-Hiroyuki Tagawa
Baseado num conto japonês mais velho do que a posição de cagar, lá vamos nós em mais um filme sobre samurais com ocidentais no meio. Kai é um excluído [Tipo um ronin, mas de um jeito que você, espectador padrão de Hollywood, entende] que se une a Oishi em busca de vingança contra o soberano que matou seu mestre e baniu sua matilha. Qual matilha? Oras bolas, os tais 47 ronins. Ou você achou que Oishi era um cachorro, ou um lobo? Faça-me o favor. Enfim, os ronins enfrentam uma missão que destruiu guerreiros comuns, em busca de redenção da honra de sua pátria.
Tudo muito bonito, tudo muito legal, mas a gente já sabe que o Keanu vai ganhar no fim das contas. O que não é impedimento pra assistir umas lutas de kung fu com espada. E sim, eu sei que kung fu é coisa de filme chinês, e ronin de filme japonês. A pergunta é: Quem se importa?

Fruitvale Station – A Última Parada (Fruitvale Station)
Com: Michael B. Jordan, Melonie Diaz, Octavia Spencer, Kevin Durand, Chad Michael Murray, Ahna O’Reilly, Ariana Neal, Keenan Coogler, Trestin George, Joey Oglesby, Michael James e Marjorie Crump-Shears
Oscar Grant mora em San Francisco, tem amigos e é uma boa pessoa com estranhos. Mas na manhã de 31 de dezembro de 2008, do alto de seus 22 anos, ele acorda com uma sensação esquisita, e resolve antecipar suas promessas de ano novo: Ser um filho, namorado e pai melhor, já que sua filha de 4 anos é o que lhe resta. Mas uma tragédia vai atrapalhar tudo.
Olha, querida distribuidora, se você não me falasse na sinopse que vai dar merda, eu nunca ia descobrir por conta do título, hein? Se foder. Mas o filme parece ser bom. Se você for daquelas pessoas que gosta de chorar com filmes previsíveis.

Quando Eu Era Vivo
Com: Sandy, Antônio Fagundes, Marat Descartes, Gilda Nomacce, Helena Albergaria,Eduardo Gomes, Kiko Bertholini, Lilian Blanc, Lourenço Mutarelli e Tuna Dwek
Júnior se fodeu grandão: Foi demitido, tanto do trabalho quanto do casamento, e como não tem pra onde ir, volta pra casa de papai. Mas as coisas mudaram. Seu antigo quarto agora é ocupado por Sandy Bruna, e a casa toda tem um clima muito opressor e soturno. Não tendo opção, Júnior vai pro quartinho dos fundos, onde resgata uma caralhada de tralha da mãe, inclusive uma mensagem codificada. Com aquilo na cabeça, Júnior vai atrás da história da família pra ver se vence aquele enigma, enquanto a casa fica cada vez mais aterradora.
Eu não entendi se é um drama, ou um terror, ou seja lá o diabo que for, mas eu tenho que parabenizar o produtor filho da puta que contratou a Sandy pra contracenar com um personagem chamado Júnior. É um gênio do mal. Se tivesse ido pra política estariamos todos fodidos.

Gloria
Com: Paulina García, Sergio Hernández, Diego Fontecilla, Alejandro Goic e Fabiola Zamora
Com 58 anos de idade, Gloria se sente solitária, já que seus filhos deram linha na pipa faz tempo. Mas como ela é uma velha safada pessoa que não quer ficar em casa de noite sozinha, vai nos bailes da terceira idade. Tipo aqueles que a senhora sua mãe frequênta. A diferença [Ou nem tanto] é que ela se empolga com alguns homens, e se decepciona logo em seguida. Até que surge Rodolfo. Ah, Rodolfo, do alto de seus 65 anos, ex-oficial da Marinha, que homem. Gloria se apaixona, quer ter um relacionamento, e quem sabe… Gatos, mas tem de confrontar seus segredos obscuros.
Porra, sempre tem segredos obscuros. Sempre tem um impedimento. Sempre dá merda. Esses latinos são muito sentimentais. Ah, eu não falei? O filme se passa no Chile. Agora imagine que Rodolfo era Pinochet disfarçado. Quem tem segredos obscuros agora, Gloria?

Jovem Aloucada (Joven y Alocada)
Com: Alicia Rodríguez, Felipe Pinto, María Gracia Omegna, Aline Kuppenheim, Alejandro Goic, Ingrid Isensee, Pablo Krögh, Andrea García-Huidobro, Hernán Lacalle, Camila Hirane, Tomás de Pablo, Moira Miller, Luis Gnecco, Catalina Saavedra e Javiera Mena
Do alto de seus 17 anos, Daniela foi criada pela família evangélica que não deixa ela fazer nada divertida. De novo, no Chile. Deve ser semana chilena ou algo assim. Mas enfim, Daniela criou uma rebeldia totalmente justificável por conta disso, e acaba sendo descoberta nas suas putarias, como todo adolescente. E, como nem todo adolescente, ela resolveu se virar e descobrir sua própria espiritualidade por conta, ao invés de seguir o que lhe foi enfiado goela abaixo.
Olha, não sei se o foco é na parte da putaria, ou na parte da espiritualidade. Se for na putaria, vai fundo. Se for na espiritualidade, acho mais negócio ir ver o filme do Pelé. Ou sei lá, vai ver Frozen, tá todo mundo elogiando…

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ana Carolina Campos

    que isso? esse jovem y alocada é velho oO

  • É. Distribuidora brasileira gosta de lançar filme com anos de atraso.

  • Arthur Arantes Souza

    Pode não ter relação, mas a conta do ronins ali dá 45. Tá errado.

  • Aline Esteves

    Trocamos os filmes franceses pelos chilenos. KD A GALERA DA COMÉDIA IRANIANA?

  • Cara, tem uns que são só figurantes.

  • TÁ COM A CARAVANA DE MOGI-GUAÇU

  • Julian

    porra, vc fala q os latinos são mto sentimentais, mas os brasileiros não são latinos também? ou aqui só pq se fala outro idioma é outro mundo? Se fosse por isso os argentinos superam de 1000 a 0 o cinema nacional

  • Quando que eu falei que brasileiro não é latino? Esse seu chororô só mostra o quanto brasileiro também gosta de fazer drama.

busca

confira

quem?

baconfrito