Estréias da semana – 30/12

Cinema quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Imortais (Immortals)
Com: Henry Cavil, Mickey Rourke, Freida Pinto, Stephen Dorff, Luke Evans, Joseph Morgan, Isabel Lucas, Kellan Lutz, John Hurt
Os deuses travaram uma guerra contra os titãs muito tempo atrás, e venceram. Aprisionaram os perdedores no Monte Tártaro e deixaram os bichos lá, apodrecendo. Até que Hiperión decidiu que não queria mais os deuses mandando, e resolveu soltar os titãs. Os deuses, obviamente, não querendo sair do bem-bom de novo, pegaram Thesus pra comandar um exército pra impedir Hiperión. E Thesus terá a ajuda da tetéia sacerdotisa Phaera. Não sei porque cargas d’água.
Parece ser bem bucha, mas o pior é que eu quero ver.

Não tem outros filmes.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Deks

    O foda é que esses tipo de filme tem muito potencial. Mas sempre fazem uma cagada e   deixam o filme tosco. Mas eu vou ver, de qualquer jeito.

  • Pior que eu quero ver, cara. Mesmo sabendo que tem grandes chances de ser um cocô bem grandão.

  • forever a movie e

  • Diony Mattos

    Olhei o filme e:

    Como historiador ( faço facu): Um desastre, pois é sempre a mesma história, “valores ocidentais modernos estado-unidenses nos tempos antigos.” Tem cenas que parecem sem sentido. Como repetidas vezes personagens dizem ter “perdido a fé” nos deuses do panteão. Cara! Isso é coisa de filme que tem cultura cristã. Não havia como “abandonar” os deuses, eles eram tudo, sentimentos, natureza, eles eram e ponto, quem abandonasse eles era um traidor ou mudava de crença para outros deus. Ulysses está ai para comprovar no romance Odisséia.

    Como Nerd que curte filmes de mitologia: Sou parte da Geração Cav. Zod., e isso torna um pouco mais fácil entender mitologia para mim e milhões de pessoas, pois sabem as premissas básicas do tipo: Zeus, Deus do deuses, senhor dos raios; Poseidon, deus do mares; Ares, deu da guerra, e assim vai… E quando você vê cenas em que essas características básicas do Deuses são modificadas, tanto como as características do titãs ( patética pra caramba…) você brocha. A história do Teseu e a forma como foi “engendrada” é terrível e uma ofensa ao verdadeiro mito. Em suma, o que tinha pra ser muito bom, ficou uma “picolé de chuchu”.

    Como Filme e diversão: Como filme dá pra “levar”, uma aventura básica, um herói, a mocinha, o vilão. Pronto. O que torna o filme bacana nesse ponto são seus efeitos especiais, sem dúvida. Mesmo que no 3D não faça grande diferença ( apenas na cena final que vale o ingresso), algumas cenas de combate, principalmente dos Deuses deixa fãs de God of War aos prantos, de tão legais. Porém, ficam repetitivas depois de um tempo, pois como eu disse antes, se tem Zeus na parada tem que ter uns raios voando por ai ou se tem Poseidon que haja um maremoto com um balançar de pálpebras (se bem que a cena que Poseidon protagoniza é FODA).

    É isso ae, desculpa o tamanho do comentário, queria desabafar…xD 

busca

confira

quem?

baconfrito