Estreias da Semana – 30/10/2014

Cinema quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Boyhood – Da Infância à Juventude (Boyhood)
Com: Ethan Hawke, Patricia Arquette, Ellar Coltrane e Lorelei Linklater
Filmado por 12 anos, entre 2002 e 2013, Boyhood acompanha a vida de Mason, do primário até a universidade, passando pela convivência com os pais divorciados tentando criá-lo decentemente.
Eu acho assim, se a grande façanha do filme é ter sido filmado por 12 anos com os mesmos atores, pode ser que não seja lá grande coisa.

Tim Maia
Com: Babu Santana, Robson Nunes, Alinne Moraes, Cauã Reymond e Luís Lobianco
Um dos mais reconhecidos e consagrados músicos do país, Tim Maia sempre fez o que quis, seja descer em Nova Iorque sem falar patavina de inglês, seja quando mandava o técnico de som arrumar tudo com seu “Mais grave, mais agudo, mais eco, mais retorno, mais tudo!”
Biografia do Tim nunca é demais, e pelo visto essa ficou foda.

O Melhor de Mim (The Best of Me)
Com: James Marsden, Michelle Monaghan, Liana Liberato, Luke Bracey, Sebastian Arcelus e Gerald McRaney
Amanda Collier e Dawson Cole passaram uma primavera de amor e fofurice em 1984, porém separaram-se repentinamente, apesar daquela promessa de um amor eterno. Vinte e cinco anos depois, eles retornam para o velório de Tuck Hostetler, que foi quem abrigou Dawson e encobriu o namoro dos dois. Seguindo as instruções deixadas pelo melhor amigo de ambos em carta, o casal vai relembrar o sentimento daquela primavera longínqua.
Mimimizeira do caralho. Hollywood ensinando a se apegar as coisas, é por isso que essa mulherada é um pé no saco.

Por uma Mulher (Pour une Femme)
Com: Benoît Magimel, Mélanie Thierry e Nicolas Duvauchelle
Anne tá lá, fuçando nas fotos de família, quando encontra um parente que não sabia que existia: Jean, seu tio, irmão de papai, que foi dado como morto durante a guerra. Mas quando ele retorna, dúvidas o acompanham: Ele sobreviveu graças à traição? Haverão inimigos em seu encalço? Será que chove amanhã? Sem respostas, seu suposto tio fica por ali, e acaba engatando um esquema com a mãe de Anne, Lena.
Drama familiar que não é tão familiar assim, porque a sinopse já entrega o plot twist. Francesada adora umas merda dessa.

Até que a Sbórnia nos Separe
Com: Nico Nicolaiewsky, Hique Gomez, Fernanda Takai, Arlete Salles e André Abujamra
Pequeno país isolado da humanidade, Sbornia não tinha contato com o resto do mundo graças à um muro bem grande. Até o dia em que o muro caiu, e com ele caiu a casa, porque os sbornianos começaram a ter contato com outras culturas e resolveram que não queriam mais ser esse povinho aldeão.
Eu acho que temos aí uma crítica velada ao Brasil, em partes positiva, em partes negativa. Tinha que ter o Abujamra no meio.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito