Estreias da Semana – 26/10/2017

Cinema quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Thor: Ragnarok
Com: Chris Hemsworth, Cate Blanchett, Benedict Cumberbatch, Idris Elba, Anthony Hopkins, Tessa Thompson, Tom Hiddleston, Mark Ruffalo, Sam Neill e Jeff Goldblum
Depois de ser preso do outro lado do universo, Thor tem de voltar a pé sem seu martelo, que deu PT. Mesmo assim, ele tem de retornar à Asgard para impedir o Ragnarok, também conhecido como o fim do mundo. Mas não, Ragnarok não é um cara, é só um evento [Ao contrário das HQs], e a destruição está nas mãos de Hela. E antes de tudo isso, ele vai ter de sobreviver à uma treta com o Hulk.
Tão falando que é o melhor filme do Thor que já teve, o que não é muito difícil de ser.

Pelé – O Nascimento de uma Lenda (Pelé – The Birth of a Legend)
Com: Leonardo Lima, Kevin de Paula, Diego Boneta, Colm Meaney, Seu Jorge, Rodrigo Santoro, Vincent D’Onofrio, Marianna Nunes, Milton Gonçalves, Rafael Henrique, Marcus Vinicius, Julio Levy, Thelmo Fernandes e Felipe Simas
Caso você tenha acordado de um coma de, sei lá, 60 anos, Pelé foi o Pelé do futebol, e o filme mostra como Pelé se tornou Pelé usando o método Pelé de jogar, apresentando uma garra digna de Pelé.
Porra, estragou minha piada sobre ser melhor ir ver o filme do Pelé.

Mark Felt: O Homem que Derrubou a Casa Branca (Mark Felt)
Elenco: Liam Neeson, Diane Lane e Marton Csokas
Mark Felt, pra quem não sabe, foi o dedo-duro Garganta Profunda, que vazou informações pra dupla de jornalistas Carl Bernstein e Bob Woodward, do Washington Post. Mas essa informação só veio à público em 2005, três anos antes de Felt falecer.
Finalmente o Liam Neeson parou com os filmes de ação. Ou será apenas uma pausa?

Missão Cegonha (Richard the Stork)
Com: Christian Gaul, Cooper Kelly Kramer, Erica Schroeder, Jason Griffith, Marco Eßer, Marc Thompson, Marcus Off, Maud Ackermann, Nicolette Krebitz, Shannon Conley e Tilman Döbler
Richard é um filhote de pardal que perdeu os pais, mas foi criado por uma família de cegonhas. Por conta disso, ele não faz ideia de que não é uma cegonha, o que é uma falta de tato do caralho. Só que não é a maior de todas, já que sua família está de partida para a África do Sul [De onde? Vai saber], e avisa Richard que tal trajeto não foi feito para pardais. Mas obviamente, num ato de superação incomensurável, Richard se prepara para ir sozinho até a África, só pra esfregar na cara de todo mundo que ele é, sim, uma cegonha.
A minha única dúvida com relação à esse filme é: O que caralho as cegonhas vão fazer na África? Como um pardal não nota que não é uma cegonha?

Manifesto
Com: Cate Blanchett, Erika Bauer e Ruby Bustamante
Um manifesto à arte, ou ao atual estado de catatonia da mesma, onde Cate Blanchett interpreta treze personagens, dentre moradora de rua, professora, apresentadora de telejornal e etc.
É muito cabeça pra mim, não consigo nem formar um conceito.

O Formidável (Le Redoutable)
Com: Louis Garrel, Stacy Martin, Bérénice Bejo e Grégory Gadebois
Durante a filmagem do longa A Chinesa, o cineasta Jean Luc-Godard se apaixona por Anne Wiazemsky. Até ai tudo bem, se ela não tivesse 17 anos e ele não fosse um tiozão. Mas a despeito disso tudo, eles ficam juntos por um bom tempo.
Eu não sei, mas me parece bem apropriado pro período em que várias denúncias de abuso brotam em Hollywood.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito