Estreias da Semana – 21/01/2021

Cinema quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Pinóquio (Pinocchio)
Com: Federico Ielapi, Roberto Benigni, Gigi Proietti, Rocco Papaleo, Massimo Ceccherini e Marine Vacth
Aquela história de sempre: Gepeto monta um boneco de madeira, que de algum jeito ganha vida. O boneco, Pinóquio, faz várias merdas, mente e o nariz cresce e tudo mais. Mas no fim dá tudo certo, ou não?
Hoje em dia tudo tem que ter um lado sombrio e não sei mais o que, sai dae, vão criar uma coisa nova.

Estranho Passageiro – Sputnik (Sputnik)
Com: Oksana Akinshina, Fedor Bondarchuk e Pyotr Fyodorov
Depois de um acidente com a espaçonave Orbit-4, o comandante da embarcação é o único sobrevivente que retorna à Terra, mas não lembra de nada. Mas ele não está sozinho, já que uma criatura tá dentro do corpo do truta. E estando numa base militar, a única esperança dele é a psicóloga Tatiana Klimova, que tenta curar a amnésia do astronauta pra resolver o caso.
Rapaz, isso é basicamente uma continuação do primeiro Alien. O que, pra mim, é uma ideia ótima. Só tem que ver como foi a execução.

A Boa Esposa (La Bonne Épouse)
Com: Juliette Binoche, Yolande Moreau, Noémie Lvovsky e Edouard Baer
No interior da França, Paulette Van Der Beck e seu marido são os responsáveis por uma escola que ensina adolescentes para que venham a ser donas de casa perfeitas. Só que, de uma hora pra outra, Paulette se vê viúva, e falida, já que a escola não tava indo bem das pernas por culpa do marido. Em meio à tudo isso, os protestos de maio de 1968 pelo país fazem com que Paulette e suas alunas questionem suas próprias crenças.
Por mais que tenha cara de água-com-açúcar, qualquer filme que mostre uma mudança pra melhor em relação à um grupo fodido é bem-vindo.

Fale com as Abelhas (Tell It to the Bees)
Com: Anna Paquin, Euan Mason, Holliday Grainger, Lauren Lyle, Kate Dickie, Billy Boyd, Gregor Selkirk e Joanne Gallagher
Quando seu pai falece, a médica Jean Markham tem de voltar à sua cidade natal. Lá, ela acaba se envolvendo com a mãe de um paciente, Lydia, o que é um escândalo numa pequena cidade escocesa na década de 1950.
Ao contrário do que o nome possa indicar, o conteúdo é meio pesado, com racismo, homofobia e misoginia. Ou seja, nada fora do comum na época e local retratado.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

confira

quem?

baconfrito