Estreias da Semana – 19/11/2015

Cinema quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final (The Hunger Games: Mockingjay – Part 2)
Com: Jennifer Lawrence, Natalie Dormer, Gwendoline Christie, Elizabeth Banks, Elden Henson, Julianne Moore, Sam Claflin, Liam Hemsworth, Jena Malone, Josh Hutcherson, Woody Harrelson, Stanley Tucci,
Philip Seymour Hoffman, Michelle Forbes e Willow Shields

Parte final da saga da Batalha Real dos Jogos Vorazes, onde Katniss descobre que o presidente a quer morta, já que ela, mesmo sendo uma pessoa como todas as outras, é a única ameaça à seu domínio da nação, por ser a salvadora que todos esperam [E nada fazem enquanto isso].
Nada como uma distopia onde todo mundo é apático até alguém bonito fazer algo, pra juventude de hoje em dia se identificar.

Chatô – O Rei do Brasil
Com: Marco Ricca, Andrea Beltrão, Paulo Betti, Ingrid Borgoin, Gabriel Braga Nunes, Nathália França, Eliane Giardini, Leandra Leal, Tatiana Monteiro, Luís Antônio Pilar, Zezé Polessa e Letícia Sabatella
Assis Chateaubriand, mais conhecido como Chatô, foi o primeiro chefão das comunicações no Brasil, talvez por sua amizade com Getúlio Vargas. Convenhamos, se alguém vira fodão no meio de uma ditadura, é provável que não seja sem razão. E o filme que levou 20 anos pra ser concluido conta sua vida, que provavelmente ninguém quer saber.
20 anos de produção graças ao Guilherme Arantes Fontes sugando verba federal pra fazer os corres dele, CHUPA BOYHOOD!

Malala (He Named Me Malala)
Com: Malala Yousafzai, Ziauddin Yousafzai e Toor Pekai Yousafzai
Em 9 de outubro de 2012, Malala Yousafzai ia de busão pra escola, como vários outros jovens por ae. A diferença é que ela morava no Paquistão, mais especificamente no Swat, uma área infestada de Talibãs, que não são muito fãs de estudo. Como Malala já vinha defendendo o direito à educação da galera, os Talibã resolveram apagá-la. Mas ela não morreu, e acabou virando um símbolo da luta pela educação para todos, culminando no prêmio Nobel da Paz de 2014, aos 17 anos, sendo a pessoa mais jovem a recebê-lo.
E vocês ae, reclamando de ter de ir pra escola.

Ninguém Ama Ninguém Por Mais de Dois Anos
Com: Gabriela Duarte, Ernani Moraes e Marcelo Faria
Brasil, década de 60. Cinco casais aparentemente normais são mostrados como eles são de verdade, por trás da máscara de “convencionais”. A vida íntima acaba refletindo as insatisfações e desejos latentes, que acabam gerando uma certa hipocrisia de falso moralismo.
E é isso, não tem mais nenhuma explicação sobre a bagaça. O que não parece muito atrativo, convenhamos.

Papéis ao Vento (Papeles en el Viento)
Com: Pablo Echarri, Diego Peretti, Pablo Rago e Diego Torres
Fernando, Maurício e El Ruso são amigos de El Mono, mas quando este morre, o trio tem de se restabelecer da perda, ao mesmo tempo que se preocupam com o futuro da filha do amigo. Eis que eles resolvem recuperar um investimento do falecido, que havia comprado o passe de um jogador destinado a se tornar uma estrela.
Adivinha só se o jogador não vai mesmo virar uma estrela e dar lucro pra todo mundo? Porra, hermanos.

As Memórias de Marnie (Omoide no Mânî)
Com: Nanako Matsushima, Susumu Terajima e Toshie Negishi
Adotada, Anna se sente solitária e não muito feliz, do alto de seus 12 anos. Até que, um dia, descobre uma ilha isolada, onde existe um castelo. E dentro desse castelo ela conhece Marnie, que se torna grande amiga de Anna. Mas ela acaba descobrindo que Marnie não é exatamente o que parece.
Tái um gênero que eu nunca tinha visto em longa: Animação de terror [Supondo que é uma animação de terror mesmo, eu não tenho certeza, pode ser só um drama bunda].

Táxi Teerã (Taxi)
Com: Jafar Panahi
Jafar Panahi resolveu dar uma de taxista em Teerã [CÊ JURA?!], e em conversas durante as corridas, o diretor faz um retrato da sociedade iraniana, falando sobre política nacional, costumes locais e liberdade de expressão no cinema.
Ah, um documentário iraniano, que coisa mágizzzzzzzzZZZZZZZZZZZZZZZZ.

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito