Estreias da semana – 15/03

Cinema quinta-feira, 14 de março de 2013

Linha de Ação (Broken City)
Com: Mark Wahlberg, Russel Crowe, Catherine Zeta-Jones, Kyle Chandler, Jeffrey Wright, Barry Pepper, Alona Tal, Natalie Martinez, Michael Beach e James Ransone
O prefeito de Nova Iorque contrata Billy Taggart, um ex-policial e detetive privado, pra investigar se tá tomando chifre da esposa. A suspeita é confirmada, e o ricardão aparece comendo capim pela raiz. O que o ex-policial faz? Vai procurar provas de que o prefeito é o culpado. E tudo isso enquanto a campanha pela prefeitura come.
Esse filme parece tão bom que zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…

A Busca
Com: Wagner Moura, Lima Duarte, Brás Moreau Antunes e Mariana Lima
Theo Gadelha é médico, tem 35 anos, e seria uma pessoa normal, já que seu casamento de 15 anos acaba de falecer. Porém, o que diferencia Theo das outras pessoas é que seu filho Pedro sumiu no fim de semana em que faria 15 anos, e Theo não vai ficar esperando notícias. Ele vai atrás do filho, seja lá onde o pivete esteja. E no caminho acaba encontrando seu pai, com quem não fala faz tempo, e acaba aprendendo uma porrada de coisas, blá blá blá.
Tentativa de filme de ação brasileiro. Mas aparentemente cai no drama sentimentalóide, no fim das contas.

A Fuga (Deadfall)
Com: Eric Bana, Olivia Wilde, Charlie Hunnam, Sissy Spacek, Kris Kristofferson, Kate Mara, Treat Williams, Allison Graham, Jason Cavalier e Patrick Kerton
Addison e Liza são irmãos e acabaram de roubar um cassino, e estão fugindo com o lucro. Mesmo que o roubo tenha dado errado [Não o bastante pra não ter lucro]. No caminho, um acidente mata um truta dos dois e um policial, fazendo com que eles se separem e fujam pela fronteira com o Canadá. No meio do caminho, Liza encontra Jay, um ex-boxeador que acabou de sair da prisão, e que ia pra casa dos pais. E ai entra mais um dramalhão mexicano.
Porque ninguém mais faz filmes de ação que sejam só filmes de ação? Deixem os dramas pros filmes de mulherzinha.

Anna Karenina
Com: Keira Knightley, Jude Law, Kelly Macdonald, Aaron Johnson, Matthew Macfadyen, Emily Watson, Olivia Williams e Michelle Dockery
Anna Karenina é casada com Alexei Karenin, rico funcionário público. Até que eles viajam pra consolar a cunhada [Hmmmmmm] de Alexei por conta da infidelidade do marido, e Anna conhece o conde Vronsky, que quer vronskar com ela. Ela recusa, e decide voltar pra sua cidade, mas Vronksy a encontra na estação, e confessa seu amor por ela, o que faz com que Anna fique molhadinha e resolva se separar. Mas o seu marido se recusa a conceder o divórcio, e ainda impede a moça de ver seu filho.
Isso sim é um drama pra mulherada com teia de aranha na buceta.

Pieta
Com: Min-soo Jo, Jae-rok Kim, Jeong-jin Lee, Eunjin Kang, Ki-Hong Woo e Jin Yong-Ok
Agiotas contratam um cara mau, muito mau, cruel e sanguinário pra cobrar seus devedores, não se importando com o método usado. Até que, um dia, uma mulher brota do nada e se diz sua mãe, e pede desculpas por abandoná-lo quando pequeno.
Filme coreano baseado [Ou inspirado?] numa estátua renascentista. Tem tudo pra ser bizarro.

Cinzas e Sangue (Cendres et Sang)
Com: Abraham Belaga, Andrei Araditz, Marc Ruchmann, Ronit Elkabetz, Claire BouanichIon, BesoiuIon Cosma, Madalina Constantin, Maria Arabo e Mircea Andreescu
Judith é uma viúva romena que vive com seus três filhos em Marselha faz uma década. Mesmo tendo se convencido de que não deve ir ver sua família, por conta de seus medos e segredos, ela se deixa levar pelos filhos e aceita ir ao casamento de um sobrinho. E o que era pra ser um verão feliz em seu país natal se tornou o retorno de ódio entre clãs rivais e uma espiral de violência sem sentido.
Do drama pra violência. É assim que se faz, Hollywood.

Uma Garrafa no Mar de Gaza (Une Bouteille a la Mer)
Com: Agathe Bonitzer, Mahmud Shalaby, Hiam Abbass, Riff Cohen, Abraham Belaga, Jean-Philippe Écoffey e Smadi Wolfman
Tal tem 17 anos e mora em Jerusalém com sua família, mesmo sendo francesa. Depois que um homem-bomba explodiu num café do seu bairro, ela escreve pra um palestino que ela inventou, só pra poder expressar suas dúvidas e sua recusa em admitir que o ódio seja a única coisa que esses povos compartilham. Ai ela bota a carta numa garrafa e pede pro seu irmão jogar no mar, perto de Gaza, onde ele é soldado. Depois de um tempo, Tal recebe uma respostas pra sua carta, vinda de um tal Gazaman.
Pior que filme cabeça iraniano é filme cabeça israelense.

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Pedro

    A trailer do Linha de Ação é muito bom. Deu vontade de ver.

  • Trailer está para filmes assim como álcool está para mulher: As vezes você encara umas porcarias porque a ilusão é boa.

busca

confira

quem?

baconfrito