Estreias da Semana – 13/06/2019

Cinema quinta-feira, 13 de junho de 2019

MIB: Homens de Preto – Internacional (Men in Black: International)
Com: Tessa Thompson, Chris Hemsworth, Liam Neeson, Emma Thompson, Rebecca Ferguson, Kumail Nanjiani, Rafe Spall e Laurent Nicolas Bourgeois
Inicialmente uma agência nacional [?], os Homens de Preto agora são internacionais, agindo no mundo todo [Já que antes os ETs só iam pros EUA]. O problema é que foi descoberto que existe um espião entre eles, e o Thor H e a Valquíria M vão ter que descobrir quem é pra evitar que dê merda. Só que, pra piorar, M só tá virando agente por ter tido uma experiência com aliens quando criança, e não teve a memória apagada.
Não parece tão ruim. Pelo menos não tão ruim quanto o MIB II.

Fora de Série (Booksmart)
Com: Kaitlyn Dever, Beanie Feldstein, Billie Lourd, Lisa Kudrow e Jason Sudeikis
Amy e Molly são melhores amigas, além de duas CDFs. Elas tem sempre como objetivo tirar as melhores notas e ressaltarem sua superioridade. Mas quando os alunos que não estavam tão preocupados assim em estudar entraram nas mesmas universidade que elas, as duas amigas se deram conta de que poderiam ter se divertido mais. Pra recuperar o tempo perdido, elas vão tentar aproveitar o final do ensino médio pra provar que são melhores em tudo, inclusive festas.
Tá sendo elogiado pela crítica e sucesso de público, então parece que é bom. Mas tem um clichê aqui e ali.

Eu Não Sou uma Bruxa (I Am Not a Witch)
Com: Margaret Mulubwa, Henry B.J. Phiri e Gloria Huwiler
Aos oito anos, Sulha é acusada de bruxaria, por conta de um incidente trivial em sua aldeia. Mas ninguém liga, e depois de um julgamento bem ágil, ela é levada para um campo de bruxas no meio do deserto. Ali, Sulha passa por um “ritual de iniciação”, onde aprende as regras do local, e é amarrada à uma árvore, sob a ameaça de ser transformada numa cabra caso corte a fita.
E como sempre, nada ganha da realidade no quesito “coisas ridículas”. Mesmo que a história do filme em si não seja real, é baseado em eventos de verdade.

Dor e Glória (Dolor y Gloria)
Com: Penélope Cruz, Antonio Banderas, Asier Etxeandia, Leonardo Sbaraglia e Susi Sánchez
Com a carreira em declínio, o cineasta Salvador Mallo tem um reencontro com o passado, que faz com que ele tenha de rever as decisões de sua vida. Coisas como sua infância, na década de 1960, sua imigração para a Espanha, seu primeiro amor adulto, na Madrid de 1980, e finalmente sua relação com o cinema.
Espécie de auto-reflexão do Almodóvar, mas ao mesmo tempo nem tão auto-biográfica assim. Pra quem gosta é um prato cheio. E agridoce.

Obsessão (Greta)
Com: Chloë Grace Moretz, Isabelle Huppert e Maika Monroe
Ainda em luto pela morte da mãe, Frances se muda para Manhattan, onde tem umas tretas com o pai. Por conta disso, acaba conhecendo Greta, uma viúva bem mais velha que Frances, e elas criam um vínculo que ninguém imaginaria [Já que todas as amizades do mundo real são sempre bem previsíveis]. O problema é que as intenções de Greta não são exatamente as mais amigáveis.
É aquela velha história: Se uma pessoa idosa quer ser sua amiga, é por ter um plano maléfico escondido. Cês tão de brincanagem comigo.

A Lenda de Golem (The Golem)
Com: Hani Furstenberg, Ishai Golan e Brynie Furstenberg
Depois de perder seu bebê, Hanna não quer ter outro filho, o que faz com que ela seja vista como uma pária na sua vila, afinal, é o século XVII. Mas isso não impede Hanna de estudar diariamente o Torá, mesmo que ela tenha que fazer isso escondida. Mas ela não liga, e quando uma epidemia atinge o local, e a galera começa a culpar os judeus, Hanna usa seu conhecimento religioso pra criar um golem, na tentativa de defender sua comunidade. O que ela não sabe é que essa criatura não é exatamente amigável como ela imaginava.
Mistura de terror e drama, não parece ser lá essas coisas. Mas com certeza é uma utilização de mitologia religiosa muito melhor que a grande maioria dos filmes evangelizadores católicos.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito