Estreias da Semana – 12/12/2019

Cinema quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Playmobil – O Filme (Playmobil)
Com: Wendi McLendon-Covey, Jodi Larratt e Blaise Hemingway
Quando seu irmão some, Marla tem de entrar no mundo de Playmobil pra resgatar o pentelho. Mas, pra sorte dela, ela vai contar com a ajuda de vários LEGO bonecos, como o caminhoneiro Del, o agente secreto Rex Dasher, um robô, uma fada madrinha, e várias outras coisas. Mas o importante mesmo é acreditar em si mesmo.
Tudo bem que o brinquedo nunca foi lá grande coisa, mas tinha que copiar a ideia de filme de outro brinquedo famoso, e ainda incluir aquela pitada de mensagem no final do He-Man?

O Juízo
Com: Felipe Camargo, Carol Castro, Fernando Eiras, Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Criolo, Kênia Bárbara e Joaquim Torres Waddington
Após perder o emprego, e com problemas conjugais devido ao alcoolismo, Augusto resolve se mudar com esposa e filho para uma fazenda, herdada de seu avô. Acontece que a fazenda é assombrada por Couraça e Ana, escravos que querem se vingar da família de Augusto já fazem 200 anos.
História de terror com uma pitada de colonialismo. Talvez a gente precise de mais filmes como esse.

Crime sem Saída (21 Bridges)
Com: Chadwick Boseman, J. K. Simmons, Sienna Miller, Stephan James, Taylor Kitsch, Gary Carr, Jamie Neumann, John DiRenzo, Keith David, Ryan Love e Victoria Cartagena
Quando um assassino de policiais está a solta em Nova Iorque, cabe à Andre resolver a treta, pra recuperar sua honra, já que ele fez algumas cagadas nos últimos anos. O problema é que o buraco é muito mais embaixo, e uma conspiração incluindo criminosos e sua categoria vai fazer com que ele tenha que se virar pra não ir parar nas estatísticas.
O problema com filme de conspiração hoje em dia é que, comparados com a realidade, eles parecem meio fracos…

A Gata Cinderela (Gatta Cenerentola)
Com: Maria Pia Calzone, Massimiliano Gallo, Renato Carpentieri, Alessandro Gassman, Chiara Baffi, Federica Altamura, Francesca Romana Bergamo e Mariano Rigillo
Ao invés de se passar num palácio medieval, dessa vez temos Cinderela, sua madrasta e seus irmãs que moram num navio chamado Megaride, que está preso no porto de Nápoles, num futuro decadente.
Incrivelmente, eu achei essa ideia mais interessante do que o crássicão.

Uma Mulher Alta (Dylda)
Com: Olga Dragunova, Vasilisa Perelygina, Viktoria Miroshnichenko, Konstantin Balakirev, Ksenia Kutepova e Timofey Glazkov
Tentando reconstruir suas vidas depois do cerco de Leningrado, Iya e Masha tem de navegar uma cidade destroçada, assim como seus habitantes.
Por algum motivo, a altura da protagonista é relevante o suficiente para ter se tornado o nome nacional.

Finalmente Livres (En liberté!)
Com: Adele Haenel, Audrey Tautou, Vincent Elbaz, Damien Bonnard, Octave Bossuet e Pio Marmaï
Yvonne é uma policial viúva de um chefe de polícia, que ela descobriu ser corrupto que só a porra. Mas como ele morreu em cumprimento de dever, recebeu homenagens dos colegas e de seu filho. Louis, um colega, recomenda que ela fique quieta, mas ela pondera se deve revelar a verdadeira personalidade do marido para o mundo.
Eu tenho trauma, mas comédia francesa pra mim não tem graça nenhuma.

Barrabás (Varavva)
Com: Pavel Kraynov, Regina Khakimova e Zalim Mirzoev
Se você não conhece a mitologia cristã, Barrabás tava preso quando levaram Jesus, e o povo preferiu liberar ele que o filho do cara. Isso aqui é o ponto de vista de Barrabás pra crucificação de Jesus. O que não faz o menor sentido, se você considerar que ele só é citado quando é solto, e qualquer pessoa com um mínimo de noção teria dado linha na pipa.
Fim de ano é época de filme bíblico pra fidelizar os fiéis, então a galera tem que “inovar” um pouco.

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

confira

quem?

baconfrito