Estréias da semana – 08/06

Cinema quinta-feira, 07 de junho de 2012

Madagascar 3: Os Procurados (Madagascar 3: Europe’s Most Wanted)
Com vozes de: Sacha Baron Cohen, Cedric the Entertainer, Jada Pinkett Smith, Andy Richter, Chris Rock, David Schwimmer, Ben Stiller
Após voltarem pra África, Alex, Marty, Gloria e Melman querem retornar à Nova Iorque, mas acabam indo parar na Europa, e arrumam confusão com uma agente de controle de animais francesa, que se amarrou na ideia de caçar um leão. Pra escapar, eles acabam entrando pra um circo, onde descolam uns trocados pra reanimar o negócio e dar o fora pra Nova Iorque.
Parece divertido, mas não espere grandes surpresas. Essa franquia é um negócio muito bom pra ser jogado fora.

Para Sempre (The Vow)
Com: Rachel McAdams, Channing Tatum, Sam Neill, Jessica Lange, Scott Speedman, Jeananne Goossen, Dillon Casey, Lucas Bryant, Brittney Irvin
Paige e Leo são um casal de recém-casados que sofreu um acidente grave de carro [Isso que dá fazer sexo enquanto se dirige, crianças]. Kim entrou em coma, e acordou sem lembrar de Leo, só do ex-noivo. Vai caber à Leo reconquistá-la, naquela melação de sempre.
E esse é o romance clichê da semana, minha gente. Quer criar um clima? Leve a gata.

Deus da Carnificina (Carnage)
Com: Kate Winslet, Jodie Foster, John C. Reilly, Christoph Waltz, Elvis Polanski, Eliot Berger
Dois moleques brigam na escola. Nancy e Alan, pais de um dos pirralhos, são convidados por Penelope e Michael, pais do outro pentelho, para um encontro de amizade, pra evitar danos ainda maiores. Acontece que a cordialidade inicial vai se perdendo em meio a alfinetadas que se transformam em situações hilárias e ofensas tremendas.
O nome engana, mas um filme com essa premissa, ainda mais sendo do Polanski e baseado em uma peça de teatro, não pode ser ruim.

Kaboom
Com: Thomas Dekker, Haley Bennett, Chris Zylka, Roxane Mesquida, Juno Temple, Nicole LaLiberte, Jason Olive, James Duval
Smith leva uma vida de gay rei: Sai com a amiga Stella pra zoar, dá uns pegas em London, flerta com Thor, seu colega de quarto. Até que ele come biscoitos alucinógenos numa festa, fica bem loko e acredita ter visto uma ruiva ser assassinada. Indo atrás disso [Por estar tendo pesadelos com uma ruiva [O que é bem boiola, hein]), ele acaba se afundando num mistério maior do que poderia imaginar.
Filme indie que parece tentar ser inovador mas acaba caindo no clichê de ser “inovador”.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito