Estou pensando em comprar um vídeo-game… (Parte Final)

Nerd-O-Matic quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Agora sim. Fechando o assunto sobre a decisão pelo seu próximo console, vamos falar hoje sobre a melhor briga de cachorro grande que já aconteceu no mundo dos games: PS3 vs. XBox 360. Eu não lembro de nenhuma outra época onde dois consoles eram tão parecidos em capacidade gráfica, oferta de jogos e público para o qual apelam. A briga mais próxima de que me lembro era Super Nintendo vs. Mega Drive, mas todo mundo sabia que o Super NES era melhor, e os dois consoles tinham bibliotecas de jogos muito diferentes. Então não era exatamente uma briga: era uma surra.

Em primeiro lugar, quero deixar uma coisa muito clara: se você tem grana, compre TUDO. Aí você não fica na dúvida. Se você tem grana E tempo pra jogar, claro. Embora os dois consoles tenham bibliotecas muito similares, ainda existem vários títulos exclusivos que justificam sim a posse simultânea de PS3 e X360. Mas reconheço que você precisa ser um pouco lesado pra torrar a grana nos dois.

Eu torraria. Mas eu sou louco e tals.

Mas essa não é a realidade da maioria dos gamers, que precisam escolher entre um ou outro console. Inclusive, essa realidade pobre é a minha realidade também. Então vamos tentar ver algumas coisas que justificariam uma decisão por um ou outro aparelho.

Ambos são escolhas para o hardcore gamer, sobre isso não há dúvida. O hardware que botaram nos dois é tão foda que eles chegam a torrar suas respectivas placas, com o uso contínuo. Isso é de emputecer, lógico; tu compra a parada pra jogar até o dedo cair, aí o negócio não guenta o tranco e queima. Broxante.

Mas, ao mesmo tempo, é impossível conter a admiração gerada pela ignorância e potência dos dois consoles. Orra, eles QUEIMAM cara. É como aquelas metralhadoras da primeira guerra que esquentavam demais e explodiam na cara dos soldados, caso eles usassem por muito tempo. A analogia bélica empresta uma certa emoção ao ato de jogar, que acaba se tornando fisicamente perigoso.

“JOGUE ATÉ SEU CONSOLE EXPLODIR, SOLDADO!!”

É importante diferenciar o Wii do PS3 e X360; enquanto o Wii é um brinquedo que procura divertir, os outros dois são máquinas de rodar jogos altamente realistas, com capacidade gráfica e de processamento que só agora começa a ser superada pelos computadores (vide Crysis). E, mesmo sendo superados pelos computadores, ainda assim pode-se considerar que alcançaram um nível tão alto de realismo e velocidade de processamento que o produto visto nos jogos atuais deve continuar sendo satisfatório por anos á frente. Quando você tem um jogo tão realista quanto um filme, já não é necessário correr atrás dos gráficos melhores com tanto empenho. Creio que, realmente, o próximo passo nos consoles é o investimento na experiência de imersão no jogo, e não na melhora de velocidade e gráficos.

Assassin’s Creed (XBox360): não tem como ficar mais realista do que isso cara. E se ficar, pra quê?

Ok, acho que já deixei claro que a experiência mais hardcore possível está em um dos dois consoles citados. Vamos agora tentar decidir entre eles.

Qual é a grande vantagem do X360? Tempo no mercado. Pode-se dizer que a Microsoft lançou seu console prematuramente, e ainda hoje paga o preço por isso. Afinal, só agora a fabricante conseguiu lançar um modelo que não deve queimar mais. Mas, de qualquer forma, foi um investimento inteligente da Microsoft: pegaram na veia dos hardcore gamers que não botavam fé no Wii, ou simplesmente não queriam um brinquedo, e sim uma máquina.

XBox360 versão HALO 3. Coisa linda de deus.

O tempo de vantagem permitiu que o X360 formasse uma boa biblioteca de jogos e trouxesse alguns desenvolvedores importantes para o lado da Microsoft, enquanto a Sony se enrolava com o PS3. Se você curte jogar vários jogos diferentes, ao invés de se concentrar em alguns poucos, seu console é o X360. Uma busca rápida no Metacritic mostra mais de 80 jogos com uma nota média entre 8 e 10 para o console da Microsoft. Uma marca notável, se comparada com a lista de pouco mais de 30 jogos do PS3 na mesma situação.

Outro ponto fortíssimo do 360 é o Live, o serviço online da Microsoft. Ele funciona muito bem, aumentando efetivamente a experiência de jogo. É espetacular poder fazer o download de demos, jogos, filmes e outras coisas através do serviço. Não tem as viadagens que o Wii tem, é coisa séria mesmo.

E o que realmente deve garantir uma sobrevida enorme ao 360, se corretamente implementado, é o anúncio da Microsoft de integração do serviço online do 360 com os serviços multiplayer de vários jogos de computador. Isso mesmo: jogadores de 360 e de computador poderão jogar JUNTOS. Evidentemente isso vai gerar um monte de problemas no início, principalmente considerando-se as vantagens do teclado e mouse sobre o joystick, nos jogos de tiro em primeira pessoa. Mas ainda assim, é um passo ousado e importante na aproximação entre computadores e consoles que, acho eu, abre o caminho para aquela experiência de imersão total que eu falei antes.

E, em uma nota muito pessoal, eu prefiro o joystick do 360 ao do PS3. O lance do analógico esquerdo deslocado é estranho de início, mas depois você percebe que ele se adapta muito melhor ao polegar do que o esquema utilizado no SIXAXIS do PS3. Sem falar que esse controle novo, sem motores vibratórios, é muito levinho; perdeu aquele peso adequado que o dualshock tinha na mão.

Portanto, se você está a fim de jogar MUITO e jogar AGORA, não há dúvidas de que o 360 é o console que melhor responde ás suas necessidades imediatas. Ainda por cima, ele é mais barato que o PS3: o XBox360 Elite (o mais completo) sai por 450 dólares, enquanto o PS3 só recentemente cortou o preço de seu modelo básico para 500 dólares.

Muito bem, com todos estes fatores sobre o 360 expostos, o que faria alguém optar pelo Playstation 3? Eu acho que só um motivo: paixão gamer.

Playstation 3 Ceramic White. Mais bonito que picanha no espeto.

A compra do PS3 nesse momento é uma aposta, um salto de fé. Você precisa acreditar no futuro, no papo da Sony e dos desenvolvedores de jogos, para se decidir pelo PS3. Você precisa ter anos de Playstation 1 e 2 no seu currículo gamer, para crer de todo coração que o PS3 ainda vai decolar.

E eu acredito.

O PS3 foi lançado no natal de 2006, e algumas coisas interessantes ocorreram ao longo desse ano de 2007, que apontam um futuro positivo para o console:

O PS3 se provou uma plataforma muito mais estável do que o X360, não queimando tanto e nem travando com tanta freqüência;

O Blu-ray (PS3) está ganhando a briga contra o HD-DVD (X360), devido principalmente á sua maior capacidade de armazenamento e apoio de produtoras de filmes. O papo da Sony de que o PS3 não é só um vídeo-game, mas que você leva um player de Blu-ray de bônus, está começando a colar por causa disso;

O PS3 ainda é caro, mas os cortes de preço estão sendo cada vez mais freqüentes e os pacotes oferecidos estão melhorando, a fim de tirar a vantagem que a Microsoft obteve;

O hardware do PS3 ainda não foi bem aproveitado pelos desenvolvedores de jogos, mas notícias como essa, provam definitivamente sua superioridade em relação ao hardware do 360. A longo prazo, teoricamente, os jogos do PS3 devem ser melhores e o processador Cell deve gerar os gráficos mais impressionantes já vistos em jogos.

Como eu disse, a escolha pelo PS3 é uma questão de fé, e não de racionalidade. Parafraseando Maddox, eu diria que o 360 é aquela mina mais velha, que já está na praça há algum tempo. Mais fácil de chegar, cantar e levar pro canto. Tu já sabe o que ela vai ou não fazer, e ela não tem muita frescura. Porém, já está ficando meio caída.

O PS3 é a irmã mais nova do X360: com tudo no lugar, semi-virgem, ainda não entendeu direito o que é o mundo. Vai te dar um trabalho desgraçado pra levar pro quarto, e tu nem sabe com certeza se ela vai dar ou não. Mas ela parece valer o investimento.

Quem você escolhe? E Não é esse o dilema mais humano que nós temos? Você escolhe entre o que você ou o que você acredita?

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito