Efeito Dominó (The Bank Job)

Cinema quinta-feira, 15 de Maio de 2008

Alguém discorda que Jason Statham (Rogue – O Assassino) é FODA? Pois é, ele é. E agora está num filme mais crânio e menos músculo. Em um filme baseado em um fato REAL.

Em setembro de 1971, construíram um túnel para dentro da caixa-forte de um banco na Baker Street de Londres e roubaram cofres de dinheiro e jóias no valor de milhões e milhões de libras. Nada foi recuperado. Ninguém jamais foi preso. O roubo esteve nas manchetes por alguns dias e depois desapareceu – resultado da obstrução da mesma á imprensa pelo governo do Reino Unido. O filme revela o que estava escondido naqueles cofres. A história envolve assassinato, corrupção e um escândalo sexual com ligações com a Família Real – uma história na qual os ladrões eram os envolvidos mais inocentes.

 Terry (Jason Statham) é um cara com o passado suspeito, dívidas e tudo mais. E que dívidas. É por isso que quando Martine (Saffron Burrows) o convida para liderar um assalto a banco, num esquema PROFISSIONAL, ele não hesita e já chama seus parceiros.

Então os caras correm atrás de ESVAZIAR centenas de cofres pessoais de um dos bancos – senão O banco – mais… privilegiados da região. A coisa começa a ficar feia quando eles descobrem que esses cofres não guardam só jóias e dinheiro, mas também segredos ESCANDALOSOS sobre o governo, a máfia e até mesmo a família real. Martine estava ciente disso. Só não estava ciente do risco que eles correriam agora.

ENREDO

Eu não conhecia essa história e, na real, não esperava por um filme tão SENSACIONAL assim. Não há furos no roteiro, o contrário da maioria dos filmes do gênero. Vai ver que é Só porque o longa foi baseado em um fato real. Os bandidos são completamente amadores, não há exageros. Nem decepção.

 Ahh, o mundo do crime…

ELENCO

Jason Statham rouba a cena, mas sem desmerecer o resto do elenco. Saffron Burrows (Reine Sobre Mim) fez BEM a lição de casa, uma pena ter o sotaque IRRITANTE britânico. James Faulkner (Hitman) apareceu pouco, mas fez um ótimo trabalho também, como era de se esperar. Daniel May (Desejo e Reparação) e Stephen Campbell Moore se mostraram amadores como bandidos E atores, mas isso não é uma crítica negativa. Bom, não é um elenco DE PRIMEIRA, mas casou perfeitamente com o filme.

CLICHÊS

Cara, é um filme de assalto a banco. IMPOSSÍVEL não ter clichê, afinal, todo ano são produzidos dezenas de filmes do tipo. Nem por isso o gênero é ruim e, melhor: nem por isso este filme é ruim. Pelo contrário, ele trata os clichês como se ele mesmo tivesse os inventado. E o incrível é que o filme FOGE do óbvio sempre quando pode, além de não dar muita importância para os trechos que não devem levar muita importância, se é que você me entende. Resumindo: Temos aqui o clichê BOM da coisa.

GERAL

Filme do carái. Sério. Daqueles envolventes, você fica preso á história e, sinceramente, pode até ficar entediado no começo. Eu diria que as coisas demoram para “acontecer”, mas o fato é que elas PRECISAM demorar. Depois disso, é só alegria. Filmão, vai por mim. Mas não vá vê-lo apenas por Jason Statham. O trabalho de Roger Donaldson foi respeitável. Mas é INEVITÍVEL: Statham é FODA!

 O buraco é mais embaixo, e a piada é SEMPRE péssima.

Efeito Dominó

The Bank Job (117 minutos – Thriller)
Lançamento: Reino Unido, 2008
Direção: Roger Donaldson
Roteiro: Dick Clement, Ian La Frenais
Elenco: Jason Statham, Saffron Burrows, James Faulkner, Daniel May, Stephen Campbell Moore, Michael Jibson

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Pizurk

    Quando eu vi o trailer, já pensei: Porra, esse filme deve ser maneiro

  • Lucas

    Esse filme eh do caralho.

    Mto bom msm…daria nota 8 pra ele.

    E o Jason Statham eh o cara…dpois d Carga Explosiva e Adrenalina virei fã dele.

busca

confira

quem?

baconfrito