E agora, Agentes da S.H.I.E.L.D., quem poderá te salvar?

Televisão segunda-feira, 30 de Maio de 2016

Agentes da S.H.I.E.L.D. é o último guerreiro de pé nas fileiras da Marvel na guerra televisiva contra a DC. Já disse algumas boas vezes por aqui que a DC está mandando muito bem em suas produções televisivas, tirando Arrow, é claro, e com as recentes notícias dos cancelamentos mais do que merecidos de Agente Carter e Most Wanted, que nem chegou a ir ao ar, é bom que ainda tenhamos Agentes da S.H.I.E.L.D. pra manter a Marvel na disputa. A questão é: Até quando?

É bem verdade que Agentes da S.H.I.E.L.D. começou meio mal das pernas, mas com o tempo veio se acertando e fazendo muito bem o que ela foi criada para fazer, expandir o UCM. Desde a segunda temporada, a série vem explorando os Inumanos, assunto ainda inédito nos filmes, o que inclusive gerou uma semi treta entre a galera responsável pelo (Talvez não mais) vindouro filme dos Inumanos e a galera responsável pela série.

E após duas temporadas completamente focadas nos Inumanos, chegou a hora de dar um próximo passo e concluir alguns assuntos. A terceira temporada de Agentes da S.H.I.E.L.D. chegou pra mostrar que pode andar com as próprias pernas e que não precisa tanto do UCM quanto o próprio UCM acha que a série precisa. E a maior prova disso foi a cagada que a série deu para os acontecimentos de Capitão América – Guerra Civil, quebrando o que vimos em temporadas anteriores, quando os “crossovers” com Homem de Ferro 3, Thor – O Mundo Sombrio, Capitão América – O Soldado Invernal e Era de Ultron praticamente ditaram o rumo da série.

Além disso, grandes coisas foram resolvidas e apresentadas nessa temporada, como a extinção da HIDRA, a origem dos Inumanos e a introdução de grandes tecnologias como os MVA’s, os modelos de vida artificial responsáveis por tantas explicações furadas para personagens que voltam dos mortos. Confesso que tanto a apresentação dos MVA’s quanto o que nos foi mostrado 6 meses no futuro não me deixou animado para a próxima temporada da série.

Vemos que Tremor tornou-se uma espécie de vigilante e está sendo caçada pela S.H.I.E.L.D., que não é mais dirigida por Coulson, que voltou a ser um agente de campo. Não houve um bom cliffhanger, apenas Daisy Johnson sendo infantil e não sabendo lidar com a culpa inexistente de suas ações nos episódios finais da temporada. É claro que ainda temos alguns assuntos menores pendentes, como os Guerreiros Secretos, ou o que sobrou deles, e os Cães de Guarda, liderados pelo ex-agente da S.H.I.E.L.D., Felix Blake, mas eu ainda sinto falta de algo maior, como o que tivemos no final das últimas duas temporadas.

A terceira temporada de Agentes da S.H.I.E.L.D. foi espetacular, praticamente sem erros, mas terminou de forma fraca e aquém do esperado. Sei que muitos estão animados com a introdução da nova tecnologia e que o assunto dos Inumanos já estava mais do que na hora de ser encerrado, mas quando terminei de assistir ao último episódio desta temporada, senti que a série havia começado a descer a Ladeira do Erro Rude. Talvez eu ainda esteja sendo assombrado pelos fantasmas de Agente Carter e Most Wanted, mas eu tenho um mal pressentimento sobre a 4° temporada da série. Espero que eu esteja errado. Espero que eu esteja MUITO errado.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito