Da incompatibilidade entre as vidas normais e super-heróicas

Nona Arte quarta-feira, 08 de setembro de 2010

Toda criança nascida e/ou crescida no ocidente, independente de cor, religião e essas outras baboseiras por aí, já sonhou em ser igual à seus ídolos de papel e tinta ou suas contrapartes televisivas. Todos nós já desejamos ter visão além do alcance de raios-X, capacidade de vôo/teleporte ou manipulação do tecido do espaço-tempo (E, muito provavelmente, alguns ainda o fazem).

Mas, caso tivéssemos tais habilidades, conseguiríamos realmente ser coleguinhas do Flash, Lanterna Verde e Batman? A resposta: Salvo algumas exceções incomuns, não. Suponhamos que, sim, você conseguiu seus poderes. Como proceder no combate ao crime?

Abandonar o emprego? Difícil; aquelas contas não vão se pagar sozinhas, e eu duvido que a companhia elétrica faça descontos para combatentes ilegais do crime. Seu chefe com certeza vai se emputecer ao descobrir que, a cada 5, 10 minutos, você desaparece para só voltar meia hora depois; seu emprego vai balançar no fio da espada, e, sem ele, nada de fantasias coloridas colantes para evitar a vergonha e os ômi (Isso, supondo uma sociedade ideal, na qual a polícia realmente cumpre seus deveres).

Ok, já decidimos que nada de combate ao crime durante o expediente, o que nos deixa umas 16h restantes para tal. Isto é, se considerarmos que você não dorme; supondo que você seja como eu, que dorme em média 6h/noite, restam 10 horas para ajudar a sociedade, certo?

Errado! Você ainda tem que descontar o tempo para refeições, banho e deslocamento entre sua casa/trabalho/universidade/escola. Tiremos mais umas 4 horas daí. Lhe sobram umas 6 horas para combater o crime… Isso, claro, supondo que você não tem uma vida pessoal…

Entenderam o espírito da coisa? Salvo as incomuns exceções de playboys bilionários (Batman, Homem de Ferro), alienígenas pouco sociáveis (Caçador de Marte), malucos pagos pelo governo (Comediante, Dr. Manhattan) ou parasitas sociais malucos (John Constantine), não há possibilidade de super-heróis existirem.

Aproveitem seus sonhos despedaçados.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • A não ser que o super-heroi seja um problogger, ai ele pode tem grandes pausas no seu trabalho e ainda receber seu alto salário.

  • D

    A não ser que ele manipule a matéria, e assim consiga criar metais preciosos para se manter sem um emprego.

    Ou consiga os poderes do superhomem e os use para tirar o mesmo metal da terra e vender.

    Ou seja criativo de alguma outra forma, assim conseguindo dinheiro.

  • Mas esses metais são “preciosos” justamente porque não existe em quantidade. Faça muito ouro e de repente o ouro fica a preço de banana.

busca

confira

quem?

baconfrito