Corre pra assistir – Breaking Bad

Televisão segunda-feira, 25 de junho de 2012

E corre mesmo, porque a quinta e última temporada estréia mês que vem e o bicho tá pegando, bro. O que um professor de química com câncer e um traficante meia boca tem em comum? Mais do que possam imaginar e menos do que realmente gostariam de ter. Breaking Bad é com certeza o melhor drama de todos os tempos do mundo das séries. Discorda? Não me importo. Breaking Bad é foda e quem concorda compartilha… Não, quem concorda dá um joinha… tsc, não, maldito Facebook! E quem concorda lê aí. Porra, agora sim.

É o seguinte, Walter White é um professor de química que leva uma vida meia boca, com uma família meia boca. Sua mulher, Skyler White, é quem manda na porra toda e seu filho Walter Jr. nem gosta de ser chamado de Walter, adotando o nome de Flynn. É, a vida do cara é uma desgraça total. Pra piorar a situação, ainda tem Marie, a cunhada de Walter, que adora dar pitaco na vida alheia e não tem um pingo de noção e seu marido Hank, que é um agente da DEA e exemplo para Walter Jr, o que deixa Walter ainda mais frustrado. Mas como desgraça pouca é bobagem, Walter descobre que tem câncer de pulmão e sabendo que sua família iria a falência após sua morte, ele faz o que qualquer bom chefe de família faria: Começou a “cozinhar” metanfetamina com a ajuda de Jesse Pinkman, ex-aluno de Walter e atual viciado e traficante meia boca. Pois bem, os 2 compram um trailer velho e partem para o meio do deserto para cozinhar. Walter é tão bom químico que ele cria a metanfetamina mais pura que existe, e isso chama a atenção não só da DEA, mas dos chefões do cartel também.

Bem, após fabricarem o cristal mais puro que existe, chega a hora de vender, e como Walter não tem muito tempo pra juntar dinheiro e Jesse não é um bom traficante, eles decidem que tá na hora deles começarem a cozinhar para algum chefão do tráfico. É aí que entra Tuco, o primeiro da família Salamanca a dar as caras, e um dos mais fodas, ficando atrás apenas do Tio “DimDimDim” Salamanca. Tá, eles começam a vender para Tuco, mas as coisas começam a complicar no final da 1° temporada e pioram ainda mais no início da 2°. Após serem reféns de Tuco e do Tio “DimDimDim” Salamanca, Jesse e Walter, vulgo Heisemberg, acabam dando um jeito de escapar, e assim, eles quase matam alguém pela primeira vez. Pra piorar tudo, Hank, o cunhado de Walter, está obcecado por esse tal de Heisemberg e seu cristal azul.

Ok Jo, é mais uma série sobre a máfia e drogas, já vimos tudo isso em Sopranos. Sim, já vimos, mas a diferença é que Walter e Jesse não tem experiência alguma no submundo da máfia e isso faz com que eles se fodam em quase todos os episódios da série. A série se foca exatamente nesse lance dos dois pegando a manha de como as coisas funcionam na máfia e também nos mostra que uma vez com o poder, é difícil largá-lo. Sem contar que a dupla principal está longe de ser aquele clichê de grandes amigos inseparáveis. Embora eles se gostem e se preocupem um com o outro, sempre que o sapato aperta eles culpam um ao outro e até saem na porrada de vez em quando. E tudo só piora pra eles após conhecerem o advogado Saul Goodman e o hitman Mike. Mas mesmo assim, um sempre se arrisca para salvar o outro quando necessário.

Enfim, a 1° temporada tem apenas 6 episódios, a 2°, 3° e 4° tem 13 cada uma e parece que a 5° terá 16. É, eu sei, são poucos episódios para uma série tão foda, mas é melhor assim do que com vários fillers. De qualquer jeito, corre pra assistir logo, porque ao que tudo indica, teremos um novo chefão do crime na 5° temporada. E falando em chefão do crime, guardem este nome: Gustavo “Gus” Fring, vulgo Homem Galinha.

 Not bad.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito