Conheça $#*! My Dad Says, a série inspirada no twitter

Sit.Com quarta-feira, 06 de outubro de 2010

O negócio é faturar sempre, seja lá com o que for e como for. O hype do momento, a bizarrice da hora, o livro sem profundidade mas que é best seller, enfim, o show bussines não perdoa nada e vai fazer de tudo para ganhar um caraminguá que seja, até mesmo aquela conta do twitter que você fala sobre sua família. OH WAIT!

Pois é galera, um dos maiores sucessos nos EUA – e que aporta por aqui em maio, pela Warner Channel – é $#*! My Dad Says (Deve ser pronunciada como Bip My Dad Says) uma série baseada no twitter. Quer dizer, explicando melhor, baseada na vida de Justin Halpern, um escritor/blogueiro/roteirista desempregado que aos 29 anos, sem dinheiro para pagar o aluguel, volta a morar com os pais.

De tanto ouvir os “sábios” conselhos (Mais para resmungos mesmo) do seu velho, ele cria a conta @shitmydadsays (Literalmente, as merdas que meu pai fala), que vira sucesso imediato, com mais de 1,7 milhão de seguidores. Justin, que apesar de fracassado, não era burro, aproveita e lança um livro sobre o mesmo assunto, que vira best seller, e acaba fazendo um roteiro para a CBS, que resolve bancar a brincadeira e não se arrepende, pois sua estreia bateu em 12,5 milhões de espectadores, liderando a audiência americana da noite de quinta.

Olhando assim, só de bater o olho, você pensa “Orra, americano engole tudo mesmo, pqp!”. Embora concorde com isso, a série realmente é engraçada (Confesso que não pude ver tudo, já que tive problemas com a legenda) e o roteiro de Halpern realmente é bom. Mas o grande destaque da sitcom é o eterno Capitão Kirk, William Shatner, que traz um humor ácido e irônico, que dá vontade de ter ele como pai, ao mesmo tempo que dá pena do filho sendo zoado por ele com cada pérola soltada ao longo do programa.

Trailer em inglês mesmo, já que não encontrei com legendas em português.

Enfim, $#*! My Dad Says usa o twitter como marketing para atrair o público, mas na real é mais uma série para lá de interessante sobre os conflitos de gerações, onde o pai de família é o destaque com suas frases politicamente incorretas que, por sinal, são piores no twitter do que no programa.

Só espero que a Globo não resolva imitar o @shitmydadsays e não lance algo parecido. Já pensou uma série baseada na vida do Felipe Neto?

Ninguém merece…

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Eu baixei mas ainda não vi, mas parece ser engraçada..rsrs..
    =1

  • Eu assisti o primeiro episódio e tb gostei pra burro. Acho que vai dar certo.

    Mas se bem que eu sou babacão e gosto de tudo que é série cômica. Rio de qualquer merda que as pessoas falem. (pescou, pescou??? hahhhaha)

  • Nem tive vontade de assistir e tals, mas só as duas últimas linhas valeram a leitura do post

  • @Alice Désirée
    Alice, quando ver, retorne para falar o que achou. Eu costumo ver 3 episódios para julgar. Trauma de Heroes.

    @Bruno Santos
    Meu companheiro de podcast, está treinando para stand up comedy? =P

    @Loney
    Heheheh ia fazer uma piada com o Cardoso, mas o Felipe Neto é milhões de vezes mais insuportável.

  • Bill Shatner tá decididamente…velho.

  • dark side

    Essa série é muito boa mesmo.O pai do cara é foda demais,sempre com uma pérola UAHSUHAUHSUASHAUSA

busca

confira

quem?

baconfrito