Cinema e as tecnologias

Cinema sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Vou contar um causo aqui. Tava lendo Istoé Gente já que adoro ver o que ta rolando no mundo dos ricos e vi que tinha uma entrevista com George Lucas falando sobre o lançamento da franquia Star Wars em 3D. Folheei a revista até achar a tal entrevista, fui lendo e cheguei na parte que me motivou escrever esse texto: George Lucas afirma que o 3D está para o cinema de hoje o que foram a inserção de sons e cores no passado, implicando um aprimoramento da experiência cinematográfica. Não vou discutir se o rapaz esta atrás de nosso suado dinheirinho relançando Star Wars em 3D nem nada, porque é obvio que é isso que ele está fazendo. Meu objetivo é pensar no que ele disse sobre a tal melhora da experiência do cinema.

 Te aporrinhando agora em 3D

Bom, para começar, eu preciso dizer que eu nunca assisti um filme em 3D. Primeiro porque eu moro na roça e raramente vou à capitar, segundo porque não houve nenhum título que motivasse uma ida ao cinema pagando caro. Porém Star Wars é um filme que pode me fazer pensar em um deslocamento, sabres de luz devem ficar realmente legais em 3D. Mas divagações a parte, acredito que realmente, dependendo do filme, um 3Dzinho não cai mal, como Star Wars, por exemplo. Mas eu acredito que essa tecnologia é tão necessária quanto um George Foreman Grill, não faz falta, mas se tiver, não é ruim.

Não quero dizer com isso que devemos voltar ao cinema mudo, preto e branco. Como tudo que possui uma base tecnológica, o cinema foi se aprimorando tecnicamente com o passar dos anos, porém a técnica por vezes pode ter um efeito perverso. Um filme não se resume apenas à experiência visual, é uma forma de arte que mexe com vários meandros da cognição e da sensibilidade humana. Um filme pode causar temor, dor, simpatia, ou nos levar a reflexões profundas sobre determinados temas. Acredito que isso dá a razão de se considerar o cinema com uma forma de arte, e não apenas entretenimento. As novas tecnologias, ou antigas como a passagem do preto e branco para colorido, e o 3D mais recentemente (Mas nem tanto), não contribuem tanto para o cinema como se faz acreditar. São mudanças técnicas que estão mais vinculadas a experiências sensoriais. Pode parecer óbvio, mas uma boa fotografia, ou efeitos especiais fantásticos não tornam um filme ruim em um bom filme, mas fotografia ruim, e efeitos especiais menos impressionantes não transformam um filme bom em um filme ruim, a não ser, é claro, que ruim beire o ridículo. Cidadãos como Michael Bay, James Cameron, dentre outros, estão transformando a sétima arte em um amontoado de explosões. Isso eventualmente vai tirar o título de arte do cinema.

Sobre a afirmação de George Lucas, acredito que provavelmente o 3D melhore a experiência em certos filmes, mas não faz sentido em outros. Imagine um filme como Doze Homens e Uma Sentença, agora o imagine em 3D, iria ser no mínimo estranho. Quero dizer que o aprimoramento técnico é sempre bem vindo, mas que não podemos confundir técnica com arte, efeitos especiais com filmes.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito