CDS #168 – Careless Whisper (George Michael)

Clipe da Semana domingo, 28 de outubro de 2012

Existem músicas de amor, músicas de amor de mentirinha, músicas de amor de verdadinha, músicas de amor chatas, mas nunca, jamais, em hipótese alguma, existirá música de amor mais bonita do que essa. George Michael não é conhecido por grandes músicas além de Careless Whisper. Mas taí uma coisa que o cara fez de bom, se você quer conquistar aquela gatinha que adora se fazer de difícil, chama ela pra comer uma lasanha de microondas na tua casa e bota essa música pra rolar de fundo. É amorzinho gostoso garantido. Taí um clipe pra assistir com o olhinho cerrado. E se liguem em toda a sensualidade do garotão Michael. E se seu inglês não for tão bom assim, procure pela tradução dessa música, pois nunca, jamais, em hipótese alguma, haverá refrão mais bonito do que esse em todo o mundo da música.

Além de ser um clássico do festival dos bairros, daquela rádio brega que seus pais adoram ouvir, Careless Whisper tá no disco Make It Big, na época em que George tava saindo do Wham! e começando carreira solo, lá pros idos de 1984.

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • essa música é tão acabei de brigar com meu amor e vamos nos acertar no motel.

  • Loney

    (Eu ia fazer um comentário, mas depois da Lívia, eu não posso…)

  • ULTRA GAAAAAAAAAAAAAAAY

  • Loney

    Sua falta de criatividade me impressiona

  • A verdade é sempre mais divertida que qualquer criatividade

  • ClaytonSlayer

    Bom… eu achei esse post corajoso pra kct. Se eu gostasse dessa música, com certeza estaria na minha seleção de músicas que gosto mas não conto pra ninguém…

  • Loney

    Não, não é. Vide a piada do pavê.

  • A piada do pavê não é verdade, cara. Ninguém faz pavê só pra ver.

  • luizbarret

    Quanto overrate, heim…

  • Jo

    Muito obrigado, eu acho. Pode ser que cê goste da versão do Seether (Mas aí cê é um merda, ninguém gosta de Seether, só os merdas) ou a versão apenas saxofonada do Kenny G, que era o David Guetta das antigas.

  • Jo

    Parem de acabar com o romantismo do meu CDS, seus putos.

busca

confira

quem?

baconfrito