Bastidores de um comercial

Televisão quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Essa terça feira, fui eu até os estúdios da RedeTV! acompanhar a gravação de um dos comerciais de um novo produto da Coca-Cola: o energético Gladiator. E não, eu não recebi nada pra falar sobre ele aqui. E nem me deram uma latinha pra provar… Mas a ideia do comercial me chamou a atenção, já que usa uma das formas mais crássicas de entretenimento televisivo, o telecatch! E não é só isso: Ia contar com o Vesgo e Silvio dois dos malas apresentadores do Pânico na TV!, humorístico dominical que acho que vocês conhecem, se não moraram os últimos, sei lá, cinco anos, numa caverna.

 As fotos desse post são do Thiago Testa, outro blogueiro cara que foi convidado. E eu preciso de uma câmera.

Antes de mais nada, vou acabar com os sonhos de vocês: Telecatch não é real. Esse aqui então, nem se fala. No telecatch normal, cê ainda tinha ação [Fajuta] ininterrupta. Na gravação de um comercial, além da ação ser mais fajuta ainda, os caras param cerca de quinze vezes por cena, pra ficar tudo bonitinho e tal. Ou nem tão bonitinho assim.

 Afinal, o ET também tava lá. Se bem que tinha uma ex-BBB gostosa que ninguém lembra o nome.

Mas a ideia do comercial é a seguinte: Cê tem os caras normais, o povão de meu deus que a gente encontra no dia-a-dia, como o Motoboy Maurinho, o O Estudante Indestrutível e o
Contínuo Determinado [Sim, os caras tiveram a pachorra de fazer profile pras personagens. E eu não entendi a piada com o nome do último, se alguém puder explicar, agradeço desde já.], e do outro lado, os “perigos” que eles enfrentam, como o Patrão, o Impiedoso [Que, aliás, é o Michel Serdan, aquele mesmo, do Gigantes do Ringue!], o Mini Salário “Merreca” [Cê ainda tinha dúvidas de que é o ET?], a Gigante Dívida Cruel [Interpretada pela campeã mundial de jiu-jitsu Gabrielle Garcia], e o Temível Ônibus Lotado [Sério, esses nomes são foda!].

Mas eu tou viajando aqui e nem falei do energético Gladiator, que teoricamente é o que interessa. Basicamente a ideia é ser um energético pra uso diurno, pra quem tá na correria, na batalha do dia-a-dia, mermão!

 Não, não é desse tamanho, mané. Isso é só uma alegoria do ringue.

Mas como eu disse, fui acompanhar só um [O último] de cinco comerciais que foram gravados. Tava um calor do inferno, e os caras levaram cerca de três horas pra filmar um comercial de, sei lá, cinco minutos. Perfeccionismo é uma coisa triste, eu posso dizer. Mas é sempre empolgante ver um monte de gente fingindo que tá se socando. Mas como nem tudo são flores, não deu pra falar muita coisa com os caras, já que eles estiveram bem ocupados. Mas a impressão foi de que o Vesgo e o Sílvio [Que acabam sendo coadjuvantes de luxo, já que só tão nessa porque são famosos, e só ficam lá, falando] são gente boa, já que chegaram, cumprimentaram todo mundo, maior simpatia e tal. Mas não adianta nada eu ficar aqui falando e cês não verem a ação, certo? Então se virem no site ou no canal do Youtube e assistam a bagaça, que é engraçadão. Ou não.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Acho que tem a ver com o duplo-sentido que rola no nome “Contínuo” que pode ser tanto um trabalho/função (algo como um office boy) quanto um tempo verbal (que com o acento fica esquisito no nome do lutador, mas paciêcia)

    Então um “Contínuo Determinado” seria um office boy com garra que “continua determinado” mesmo apesar do “Terrível Ônibus Lotado” (aliás, adorei esse!)

busca

confira

quem?

baconfrito