Baconews tá de volta de novo mais uma vez

Cinema, HQs, Televisão quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A primeira série live action de Star Wars finalmente virá ao mundo.

Cê fraga Boba Fett, o personagem mais inútil de Star Wars que toma volta pro Han Solo cego? Então, calma. A série não é sobre ele, mas sim sobre o povo dele. The Mandalorian é o nome da série e é focada em um mandaloriano, obviamente, se metendo em altas confusões em uma galáxia muito, muito distante.

A série é ambientada entre O Retorno de Jedi e O Despertar da Força, será produzida por Jon Favreau, terá entre seus diretores Dave Filonni e Taika Waititi e eu sinceramente não sei se quero ver mais universo expandido de Star Wars.

O Calendário da DC Universe que não será cumprido

No início do ano, a DC anunciou que iria lançar seu próprio serviço de streaming, o DC Universe. E esta semana ela divulgou o calendário de lançamento de suas séries originais, Titãs, Parulha do Destino, Monstro do Pântano e Sideral, além das animações Justiça Jovem e Arlequina. Parece ser algo legal, eu sei. Mas é válido lembrar 2 coisas:

1 – A DC não é muito boa em cumprir calendários.

2 – Greg Berlanti, o responsável por essas séries, é o mesmo cara responsável por Supergirl, Flash e Arrow.

“Ah, Jo, mas cê não assiste essas séries?” Assisto, mas só porque eu me odeio.

The Last Jedi é bom, você que é burro!

Um estudo realizado por uma universidade que eu esqueci de anotar e por isso não faço a menor ideia do nome, revelou que os principais responsáveis pelo hate em cima de Os Últimos Jedi, foram robôs de ativistas políticos da extrema direita incomodados com a representatividade dos novos filmes. Parece pesquisa feita por esquedopata comunista aborteiro, eu sei, mas vocês lembram da campanha pra boicotar O Despertar da Força que uma galera fez quando a Disney divulgou a primeira imagem do Finn com um sabre de luz? Cês lembram da chuva de chorume que escorreu na internet quando surgiram boatos de que o Finn e o Poe eram gays? Cês lembram dos ataques machistas e racistas que a Daisy Ridley e a Kelly Marie Tran sofreram nas redes sociais? Então.

Eu sei que Os Últimos Jedi não é a maior obra do universo de Star Wars, mas com certeza ainda é melhor que a trilogia prequel e O Retorno de Jedi. Mas eu entendo quem ficou puto com o Luke de Os Últimos Jedi, que mama na teta do brontossauro alienígena e considera assassinar o próprio sobrinho enquanto ele dorme. Principalmente porque não condiz em nada com o Luke de O Retorno de Jedi que tava disposto a morrer pra resgatar a bondade do Darth Vader. Porém, e esse é um porém muito importante, isso não significa que você pode sair por aí ofendendo pessoas gratuitamente, seu merda!

O meu maior problema do episódio VIII foi a Rose impedindo o Finn de se sacrificar pela Resistência. Eu gostei da personagem, gostei da parceria dela com o Finn, mas no final, quando ela salva ele e caga pro resto da resistência ela praticamente chama os personagens de Rogue One e a Almirante Holdo, que tinha acabado de se sacrificar, de trouxas.

Não vencemos a guerra enfrentando quem odiamos, mas salvando quem amamos.

Não, sua maldita! Nós vencemos uma guerra contra uma porra dum exército opressor explodindo a cara deles! A merda da sua vida ou de quem você ama não é mais importante do que a de outras milhares de pessoas, seu lixo!

Tá vendo? Eu to puto com essa porra dessa personagem. Isso não significa que eu vou lá no Instagram da atriz ser babaca com ela. Até mesmo porque graças a vocês, ela nem tem mais.

Precisamos falar sobre a Dark Horse

Fundada em 1986, a editora independente, uma das principais a bater de frente com a Marvel e a DC, foi responsável por grandes clássicos dos quadrinhos, como Hellboy, O Máscara, Sin City, 300 e outros mais. Mas a verdade é que o que ajudou e muito a Dark Horse a se tornar o que se tornou foram os quadrinhos licenciados, como Tranformers, Alien, O Exterminador do Futuro e os que fizeram mais sucesso e duraram mais tempo, Star Wars e Buffy, a Caça Vampiros.

O problema é que por esses títulos serem licenciados, a Dark Horse ficava a mercê de seus verdadeiros donos e recentemente a Disney e a Marvel não somente deram uma surra na Dark Horse, como ainda mijaram em seu corpo desfalecido. Quando a Disney comprou a LucasFilm, a Marvel passou a ser responsável pelos quadrinhos de Star Wars e agora, com o acordo entre a Disney e a Fox, os quadrinhos de Buffy, foram pra IDW, que tem uma longa parceria com a Marvel.

Se já não fosse desgraça o suficiente, Mike Mignola, criador de Hellboy, colocou um ponto final nas aventuras do garoto do inferno e recentemente anunciou também o fim de BRPD, um quadrinho derivado de Hellboy e que também gerava boa parte do lucro da editora.

Mas ainda há esperança, já que prevendo o que poderia acontecer, a editora começou a investir forte novamente em títulos originais e ganhou bastante visibilidade com Academia Umbrella, que inclusive vai virar série de TV e Black Hammer, que venceu o Prêmio Eisner de Nova Série. Então ou veremos o surgimento de muitas histórias independentes maravilhosas, como vem acontecendo com os títulos da Image, ou teremos o fim de uma das maiores e mais importantes editoras independentes de quadrinhos. Com tudo isso, só podemos dizer uma coisa: Pau no olho da Disney!

O Lobo tá chegando, mas não onde a gente queria

Existem ideias boas, ideias ruins e ideias tão merdas que quem as teve deveria ser linchado em praça pública, ressucitado e linchado novamente. Krypton, série do canal SyFy que conta a história do avô do Superman, eu sei, eu também não sabia que existia, divulgou a primeira imagem do ator Emmet J. Scanlan como Lobo na segunda temporada da série.

Ah, cara.

E por último e muito menos importante temos as Flash News, as notícias mais irrelevantes vivas.

Filme do Venom é comparado ao filme da Mulher Gato e gera revolta entre os três fãs da heroína (?). Jamie Lee Curtis diz que chorou durante todas as filmagens do novo Halloween. Será que ela percebeu a merda que tá fazendo? Morbius, filme estrelado pelo babaca do Jared Leto, é o próximo projeto do Universo de Personagens Marvel da Sony que ninguém liga. Quinta temporada de Black Mirror, aquela série que já foi muito Black Mirror, mas agora é só uma campanha Amish, estreia em dezembro. E Jeffrey Dean Morgan, o Negan, diz que Rick terá uma saída digna de The Walking Dead. Filhão, qualquer saída de The Walking Dead a essa altura do campeonato é uma saída digna.

Leia mais em: , , , , , , , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito