As Brumas de Avalon 4: O Prisioneiro da Árvore (Marion Zimmer Bradley)

Livros sexta-feira, 30 de julho de 2010

Em As Brumas de Avalon, a história do Rei Arthur é contada sob a perspectiva das mulheres que faziam parte da vida dele. Uma nova visão para a boa e velha história da Távola Redonda. Nos livros anteriores (A Senhora da Magia, A Grande Rainha e O Gamo Rei), vimos a construção da trama, e como ela foi sutilmente influenciada pelas mulheres, que acabaram por decidir o futuro de um povo. Agora, no quarto e último volume da saga, enfim as pontas se unem, e o verdadeiro vilão é revelado. Mas, será muito tarde para se evitar o pior?

Em O Prisioneiro da Árvore, encontramos Morgana nas terras gélidas do Norte, como rainha e esposa do rei Uriens, e tendo como amante seu enteado, Acolon. Gwydion, seu filho, está crescido e foi iniciado nos segredos dos druidas. Morgana enfim assume sua posição como sacerdotisa e prepara-se para cobrar de Arthur as promessas de fidelidade devidas a Avalon. Do contrário, a Excalibur deverá ser entregue a ilha. Em meio a seus planos para desafiar e destituir Arthur do poder da espada, Morgana acaba perdendo mais do que imaginava, e então diversas tramas surgem e concluem-se, tendo como último ato a queda de Camelot, bem como de todo o reino de Arthur.

O interessante do final desta saga é ver como pequenos detalhes tornam-se importantes no decorrer da trama, e perceber que os acontecimentos podem ter sido guiados apenas pelos desejos humanos, sem qualquer interferência sobrenatural, apesar de que há momentos difíceis de definir se era magia de verdade ou histeria coletiva.

A série As Brumas de Avalon tem então sua conclusão, assim como a lenda de Arthur. Marion conseguiu unir com seus escritos diversas versões da lenda, dando uma dimensão humana a cada personagem, e mesmo quando eram descritos rituais e discutia-se religião, havia algo de muito humano em tudo, provando que em todas as lendas há um fundo de verdade; e essa versão da lenda foi bem escrita, com um estilo diferente e delicioso de se acompanhar. O final traz então a esperança de que tudo o que aconteceu não foi em vão, mas se teve algo maior guiando, não se sabe. O que se pode ter certeza é que cada personagem influenciou os rumos de um reino, movidos por sentimentos humanos, como raiva, inveja, desespero, esperança, dúvidas, mas sempre, tentando fazer o melhor.

As Brumas de Avalon 4: O Prisioneiro da Árvore


The Mist of Avalon 4
Ano de Edição: 2008
Autor: Marion Zimmer Bradley
Número de Páginas: 239
Editora: Imago

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito