AOE Festival!

New Emo quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Após me revoltar com os shows que rolaram e estão pra rolar nesse ano, decidi CONTINUAR reclamando. Sério: É tão difícil assim fazer um show “uniformizado”? Porra, misturam bandas NADAVÊ uma com a outra, o que dá sempre, mas SEMPRE em casa vazia. Afinal, ultimamente só tem valido à pena ir nesses shows pra ver apenas uma banda, e ainda assim você tem que gastar 100 conto e pegar o trecho do show da banda anterior, que SEMPRE é uma merda.

Vejam o Orloff Five, por exemplo. The Hives (garage rock), Melvins (sludge metal – é isso?), Plastiscines (indie de merda), Vanguart (meio folk) e DJ Tittsworth (especialidade em música eletrônica, lógico). Sério, quem consegue gostar de tudo isso ao mesmo tempo? Ninguém. Essa onda de “eclético” é coisa de quem tem mau gosto, fato. Não tem essa de “ir pra se divertir”, porque não é todo mundo que se diverte com quatro garotas gritando ao mesmo tempo. Fora de uma suruba.

O foco é inexistente nesses shows, e eu sempre achei que eles deviam manter a “linha” da banda principal do evento. Afinal, é ela quem vai atrair maior parte do público, logo a casa tem OBRIGAÇÃO de agradar a esses putos. Mas não, ah não! Vejam o Tim Festival ou o Planeta Terra Festival. Aquilo é a visão do inferno.

Eu sempre venho dizendo: O que custava botar Astronautas ou até mesmo Autoramas no lugar de Vanguart? Aí era só tirar Plastiscines e botar, sei lá, MOSTER MAGNET ou Mondo Generator no lugar. Sério, aposto que mais gente conhece essas bandas, tendo em vista que eu nunca ouvi falar de Plastiscines. E outra, não precisa ser EXATAMENTE essas bandas, basta seguir a linha de Hives e até mesmo Melvins. Porra, só o show do The Hives lotou. E lotou relativamente, ainda.

Eu chamo isso de carnaval, mas o irônico é que o carnaval é uniformizado: SEMPRE tem mulher pelada, SEMPRE tem alguém falando de algum ator da Globo e SEMPRE é samba. Bom, aquilo é samba, né? Enfim, pra mim, carnaval é uma época boa porque todo mundo viaja. Eu não gosto de ninguém, mesmo. Mas, voltando ao assunto, não é possível que eu seja minoria. VOCÊS estão satisfeitos?

Nunca gostei muito de shows grandes, já que mesmo seguindo a linha existe muita banda ruim no mundo. Sempre preferi ver uma banda só, principalmente quando nem banda de abertura tem. O mais chato disso é que esse tipo de show acaba saindo mais caro. Deprimente, mas é melhor assim. Festivais deviam ser banidos da galáxia.

A verdade é que esses festivais que promovem uma marca sempre foram assim e nunca vão mudar. Infelizmente até o Rock In Rio virou palhaçada. Felizmente ele não é mais no Brasil. Infelizmente vai voltar a ser. E eu não vou passar o dia inteiro lamentando sobre o mesmo assunto.

Enfim, que fique registrada a revolta e que fique claro que eu vou continuar reclamando e dando palpite, por mais inútil que isso seja. Eu estou aqui pra reclamar, mesmo. Mas é FATO que é incrivelmente broxante saber que sua banda favorita vai tocar em um festival cheio de banda de outro planeta. IMAGINA você ter que aguentar Jota Quest no show do AC/DC, véi. Isso não é impossível, do jeito que as coisas andam.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Java

    raramente da certo…
    Planeta atlantida antigamente dificilmente alguém reclamava de alguma banda. mas quando começarão a coloka rap, axé pagode e o kralho a 4 fiko o cocozão q ta hj, os festivais e “a banda q vai abrir o show” normalmente serve pra vc cohecer uma banda nova o problema q os infelizes começarão a coloka bandas (se é q se pode chamar algumas merdas de banda) conhecidas pra abrir show tão bons q mereciam uma banda nova pra abrir. mas a amior graça de se ter uma banda ruim no palco antes da sua favorita é poder vaia-la, qm ja foi em algum show do Matanza sabe bem disso…

  • .Leorick.

    Ultimo que vi isso foi Ozzy KORN e BLS…
    Eu durmi no show do Korn -.-‘

  • Você acha que eles não lucram com essa salada mista?

    Antigamente o porão do rock era dividido em 3 dias, o dia mais “pesado”, o dia alternativo e o dia do pop rock(?). É claro que eles lucravam, mas se eles misturassem isso tudo em dois dias eles gastariam menos e lucrariam mais, já que as pessoas continuariam indo ver suas bandas favoritas, independentemente de ter que aguentar a Pitty antes.

    Acho que no fim das contas, o foco desses festivais são os indies (esses sim gostam de tudo), e mesmo que você não goste de Plastiscines você pagou pra ver Hives. E alguém que não gosta de Melvins pagou pra ver as gurias. O lucro em cima de fãs de 4 bandas diferentes é maior que de uma banda só.

  • Eu sei lá. Eu gosto de festivais. As vezes caem bandas que você não gosta, fazêoque, mas as vezes caem 2, 3 bandas no preço de 1. Eu gosto de música eletrônica, algum metal, algum alternativo, algum gospel o//. E vou no skol beats. Paguei 80 pau pra ver Justice, que eu gosto máomeno, Digitalism, que sou fã pacarai, e Armin Van Buuren, que nao conheço mto, mas o show dele ano passado foi 130 paus. Então, ao invés de pagar 80 em cada, pago 80 em todos, e ainda tenho a chance de conhecer artistas novos. ;)

    Festivais são bons sim, vá… Até no planeta terra eu vou… e se tiver outros, vou também.

busca

confira

quem?

baconfrito