Al Rio nos dá adeus

HQs sexta-feira, 03 de fevereiro de 2012

O primeiro mês de 2012 se encerrou com uma triste notícia para os fãs de quadrinhos: A morte do desenhista brasileiro Álvaro Araújo Lourenço do Rio, conhecido internacionalmente como Al Rio.

O quadrinista, que trabalhou por muitos anos nas maiores empresas de quadrinhos norte-americano, foi encontrado morto em sua casa, em Fortaleza, na manhã do último dia 31. De acordo com as notícias, que circulam na net, o artista teria cometido suicídio.

A noticia pegou a todos de surpresa já que um dia antes o artista não demonstrava nenhum problema quando participou de um painel com os fãs no Comic Con Fortaleza.

Nascido em Fortaleza, em 1962, Al Rio sempre demonstrou um talento nato para os desenhos. Entre seus quadrinhos feitos para editoras brasileiras, está a revista Turma da Xuxa. Mas seu talento era tamanho que ele fez parte da leva de artistas brasileiros que foram pioneiros, na década de 90, a conquistarem a indústria de quadrinhos norte-americanos.

Na terra do Tio Sam, os desenhos de Al Rio estamparam as páginas das principais editoras de quadrinhos: Marvel e DC. Seu trabalho também foi visto em revistas para a Dark Horse, a Image, a Wildstorm, a Zenescope, entre tantas outras.

Dentre os trabalhos de destaque de Al Rio está o título Gen 13, que no início dos anos 90 era publicado pela Image Comics. Recentemente, ele era artista da série Grimm Fairy Tales (Contos de Fadas) onde demonstrava nos traços sua principal característica: A sensualidade.

Entre seus trabalhos estiveram títulos como Capitão América, X-Men, Homem-Aranha, Star Wars, WildC.A.T.S., Mistica, entre outros. Ele também trabalhou com grandes nomes dos quadrinhos, como o aclamado Alan Moore na revista Voodoo.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ricardo G. Souza

    Desenhava muito…uma pena =(

busca

confira

quem?

baconfrito