A televisão é melhor que a internet

Televisão sexta-feira, 10 de julho de 2015

Ou: A fabulosa geração dos idiotas mimados. Peguem as pedras, mirem na testa e comecem a arremessar. Você, que não assiste TV, quantos programas que não são modinha você conheceu recentemente? Não que haja algum problema com os programas modinhas, mas quantos programas que não são destaque no Twitter ou tem dezenas de grupos no Facebook você assiste?

A internet é realmente um lugar mágico quando se trata de comunicação, informação (Ok, mais ou menos) e zoação, mas assistir apenas o que quer é realmente uma coisa boa? Essa geração Youtube e suas incríveis opiniões, “lixo”, “não acredito que perdi X minutos da minha vida assistindo isso”, “first”, “pau no cu do first” e afins, só existe porque sempre tiveram o que queriam e a gente sabe muito bem que criança que tem tudo o que quer acaba crescendo e virando um puta dum babaca!

Loney, eu e o falecido Kirk tínhamos ferrenhas discussões sobre como o pornô livre na internet destruiu toda uma geração. Antigamente você tinha que pedir para o irmão mais velho do seu amigo comprar a revista pornô, encontrar um bom esconderijo para a revista pornô e descolar uma boa desculpa para demorar tanto tempo no banheiro. Sim, no banheiro, porque “eu não quero portas trancadas na minha casa” era a frase preferida dos pais de antigamente. E se o pornô fosse em VHS você tinha um problema ainda maior. Hoje em dia o cara bate punheta onde quiser e ainda torce pra mãe ver e dar pra ele. Cês tão muito errados, caras!

Alienação sempre foi uma palavra que caminhou lado a lado com a televisão. Os mais descolados, cultos, intelectuais e babacas sempre gritaram que a televisão seria a grande causadora da destruição da humanidade. Bem, eles estavam errados. A televisão te entrega uma enorme gama de programas diferenciados. Ok, a maioria não presta e ler um livro é sempre uma melhor opção e entendo também que o maior problema sejam as pessoas que acreditam em tudo o que veem na TV, mas fazer o mesmo na internet não melhora a situação. Mas alienação é um assunto muito complicado e não deve ser o ponto aqui.

O ponto deste texto é que a televisão te empurra um monte de coisas diferentes e acaba te ensinando a lidar com as coisas que você não gosta. Saber quem é a Ana Maria Braga não muda em nada a sua vida, mas não saber quem é a Ana Maria Braga te torna um completo idiota! Um bom exemplo de gente idiota que acha que é esperta por desconhecer tal coisa ocorreu recentemente com a morte do Cristiano Araújo. Como assim ninguém sabia quem ele era? Em que bolha vocês vivem? E é exatamente este o ponto do texto, a bolha em que vocês vivem.

Desconhecimento não é mérito. Não saber quem é MC Guimé, Palmirinha, Kevin Smith, Fernando e Sorocaba, Sting ou seja lá quem for não faz de você uma pessoa especial. Cultura inútil também é cultura e quanto mais você souber das coisas, melhor pra você. É claro que não é pra você parar de estudar pra ficar o dia todo no Ego, mas também não precisa ser o retardado da matemática e nem o morcego do metal. Falou? Valeu!

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • ClaytonSlayer

    Não dá tempo de conhecer o que você gosta e o que você não gosta. Vejo tanta coisa boa para ouvir/ler/assistir que eu precisaria de ser aposentado para conseguir aproveitar tudo. Não conhecer um trem qualquer não faz de ninguém um idiota. O cara simplesmente pode ter outros interesses. Conhecer e se fazer de ignorante é outra história. Esse sim é um pé no saco.

busca

confira

quem?

baconfrito