5 músicas pra animar um dia chato

Música terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Tem dias muito chatos, seja por que você não tem nada pra fazer ou por que você tem coisas demais pra fazer. Se bem que a idéia de dia chato varia muito de pessoa pra pessoa. Talvez você trabalhe em um zoológico e um dia chato pra você seja tosar os ursos, ou quem sabe você não tenha carro e precise andar na chuva pra chegar nos lugares mesmo sabendo que depois vai ficar doente. Enfim. Dias chatos são assim. Portanto, aqui vai uma lista de músicas que podem animar a maioria das situações. Vem comigo.

5 – Green Onions, por Booker T. and The M.G.’s

Green Onions é um R&B instrumental gravado em 1962 em Memphis, Tennessee e lançado em um álbum de mesmo nome pela lendária banda Booker T. and The M.G.’s (Que é uma banda tão foda que precisa de texto só pra ela [Nota do editor: Estou no aguardo]). Com um riff inesquecível e um teclado cujo som você inveja mesmo nem sabendo tocar teclado, essa é uma música pra você fazer cara de pessoa cool e andar na rua estalando os dedos. Claro, os outros podem achar que você é um idiota, mas dane-se eles.

4 – Cover Me, por Bruce Springsteen

A faixa mais famosa do disco Born In The U.S.A. é a homônima, mas eu ainda prefiro Cover Me, uma faixa no mínimo orgasmática. Na verdade, o disco todo é bom e é com um pouco de dificuldade que elejo mentalmente Cover Me como a melhor do disco. Tipo, por bem pouco. Bruce Springsteen fez um baita trabalho nesse álbum. Sem mais comentários. Ah, bem, na verdade tem um: Cuidado pra não fazer air guitar e dançar enquanto tiver na rua. Pode pegar mal pra sua imagem.

3 – It’s Tricky, por Run-D.M.C.

Há algum tempo, coisa de 30 anos, o hip hop tinha acabado de nascer e tinha representantes do calibre de Run-D.M.C., trio que lotava shows e fazia canções de qualidade com uma facilidade incrível. Muitas delas podem ser ouvidas em quase todo episódio da já extinta série Everybody Hates Chris, e seu protagonista, um jovem Chris Rock, estava no lugar certo e na hora certa pra conhecer o Run D.M.C. em seu auge. Várias outras músicas deles podem animar um dia chato, até aquelas que falam de tempos ruins como Hard Times, que eu gosto pra caralho. Mas hoje vou ficar com It’s Tricky, que não fica atrás.

2 – It’s Not Unusual, por Tom Jones

Ninguém lembra muito do Tom Jones, apesar de ele estar vivo ainda. Talvez a única memória sobrevivente dele na “cultura pop” seja a da série Um Maluco No Pedaço, onde o primo de Will, Carlton, dança e às vezes canta uma das mais famosas músicas de Tom, It’s Not Unusual. O cantor chegou a aparecer em um episódio, onde vem dar conselhos pro Carlton e depois os dois cantam juntos. Foi um dos maiores momentos da série que acompanhou nossa infância, vale a pena ver de novo. Mas, por enquanto, vamos só ouvir de novo:

1 – War, por Edwin Starr

War foi escrita por Norman Whitfield e Barrett Strong para a Motown em 1969, e é uma potente música contra a guerra do Vietnã, ou qualquer outra guerra, pra dizer a verdade. A frase “Guerra, pra que ela serve? – Absolutamente nada!” (War, what is it good for? – Absolutely nothin’!) virou um protesto por si mesma e parte da cultura americana. Curiosamente, a música tinha sido composta pra ser cantanda pelo grupo The Temptations e foi lançada em seu album Psychedelic Shack, de 1970. Mas logo ouvintes começaram a exigir que War, apenas uma faixa do disco, fosse relançada como single. A Motown não queria fazer isso, pois toda essa atenção sobre um tema tão polêmico era algo que podia manchar a carreira dos Temptations, um grupo mais clássico que geralmente não se envolvia em coisas do gênero. Ouvindo sobre a dúvida que pairava pelos corredores dos estúdios sobre lançar ou não a música como single, um certo cantor do segundo escalão da Motown se voluntariou para regravá-la; era Edwin Starr, e War acabou catapultando sua carreira. Com um estilo mais forte, inspirado em James Brown, Starr transformou War numa explosão, com o perdão do trocadilho.

Agora, espero que essa lista tenha ajuda a melhorar o dia de alguém. Vida longa e próspera.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito