3º Desafio Interblogs de Kart – O sabor da vitória

Publicidade quarta-feira, 01 de junho de 2011

Vocês, leitores antigos do bacon, devem estar lembrados das peripécias dos integrantes deste site em pequenos veículos automotores de baixa potência, correto? Se não lembram, vocês merecem morrer. E caso vocês tenham clicado nos links, devem ter notado que há conflito entre a contagem desse texto aqui e a do falecido Bolinha. Desde já digo: Ele não sabe contar.

Pois bem, agora o local das pelejas motorizadas foi alterado. Se você quiser correr [E me chamar pra te fazer comer poeira], é só ir ali no Auto Shopping Global, que fica na Av. dos Estados, número 8000, em Santo André. Pra mais informações, basta acessar o site do Kart Premium ABC. Pra mim tá ótimo, já que fica muito mais próximo da minha casa. Se bem que eu não fui de casa pra lá, nem sai de lá direto pra casa, então no final deu na mesma.

Como mudou de lugar, eu nunca tinha ido e dessa vez tava motorizado, cheguei menos cedo do que eu pretendia. A bateria era as 16h, pediram pra gente chegar as 15h, eu cheguei 15h20 achando que já tava todo mundo lá [Eu errei uma entrada na Av. dos Estados e ao invés de pegar um retorno, fiz uma gambiarra lá. Não recomendo. Prestem atenção quando estiverem dirigindo, crianças.] e fui o primeiro a chegar. Ai ficamos eu e a Bruna do Serial Séries [Que foi comigo] esperando o povo. Ai chegaram: Romenique e Johnny do Vitrine de Ideias, Tati do Enfim, né?, Caio do Fail Wars, Smith d’Os Profanos, Cleiton do Shock Motors e o André que eu não sei o que faz, mas me encheu o saco a corrida toda. E o maluco ali da direita que eu nunca lembro quem é.

 Táe todo mundo junto, depois da corrida.

Mas é claro que esse clima de amizade e descontração ficou fora da pista. Assim que liberaram a entrada no pit, todo mundo tomou o rumo dos carros [Eu fui na frente, porque sou marrento e queria escolher o número do kart] e a tensão no ar aumentou de tal forma que quase se podia apalpá-la. Ou só eu achei isso, porque tava com sangue nozóio. O que importa é que eu consegui pegar o kart 17, como pretendia [Não tinha visto o desgraçado na primeira busca, tava indo pro 13 e vi o safado], e ele não me decepcionou.

Sentei a bunda naquele banco razoavelmente confortável, com as pernas encolhidas, mesmo com o banco no ajuste mais espaçoso, e aguardei a autorização pra sair do pit e começar o treino oficial que define o grid de largada. Quando autorizaram, sai rasgando, ao contrário de alguns novatos que ficaram com medo de acelerar. Já na primeira reta, senti aquela alegria de pisar o mais fundo que você consegue, sem no entanto deixar de freiar no fim da reta, pra não comer uns pneus. Peguei tráfego, rodei duas vezes, mas consegui fazer a pole.

 Ai sim!

Talvez seja porque eu tenha levado meu próprio capacete, talvez seja porque eu tenha usado óculos dessa vez, talvez seja porque os karts tinham metade da potência [6,5 hp, contra 13hp de Interlagos] e a relação peso-potência tenha prejudicado os gordos [Que eram os que sabiam andar ali], mas eu fiz a melhor volta e ia sair na frente. E me sentindo o próprio Juan Pablo Montoya, eu só pensava em uma coisa: Win or Wall. Ai dá-lhe dar a volta pra organizar o grid, esperar que todo mundo se posicionasse, e até uma largada em falso [Farol ficou verde mas um tio não deixou a gente sair, sei lá porque caralhos]. Quando finalmente deixaram o bicho pegar, foi aquela beleza. O André largou em segundo, e não saiu do meu pé nem por um segundo, proporcionando uma das mais divertidas brigas pela liderança que eu já participei. Tirando o fato de que ele estava em terceiro, e o Johnny em segundo, fazendo com que a briga fosse completamente irrelevante. Nós só fomos descobrir isso quando recebemos o resultado:

 MÁ COMO? [Se ficar ruim de ver, chame alguém que não seja cego]

E sim, mais uma vez meu apelido foi escrito errado. Isso que eu soletrei. Mas não diminui minha vitória, que só não foi completa porque o puto do Johnny foi o único que conseguiu fazer uma volta abaixo de 20s. Mas o que importa é que eu ganhei. Teve até pódio, ó:

 O quinto lugar foi usurpado pela pessoa ai presente. Mas ninguém liga.

Se vocês quiserem ver a habilidade deste que vos escreve, e tudo mais, assistam o seguinte vídeo:

Aos 6:57, tem o totó que me fez rodar, na única vez em que eu achei que tinha me fudido sido ultrapassado.

E o mais importante pra vocês, leitores maltrapilhos: O Johnny prometeu que eu vou poder sortear algum de vocês pra correrem com a gente. Então aguardem o próximo. Quem viver verá.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Só “usurpei” a bagaça porque confundi o resultado da corrida com o treino. É o que dá ser loira

  • Aliás, foi foda pra caralho! *-*

  • André

    Grande narrativa Pizurk!!
    bem, deixe eu me apresentar então… sou responsável pelo mkt da Rozini Instrumentos Musicais ( http://www.rozini.com.br ).
    No 1º Interblogs rolou um sorteio de um violão, cortesia da Rozini… outra curiosidade a respeito, no vídeo “A banda mais bonita da cidade”, postado aqui mesmo em seu blog, o bandolim q a mina ta tocando é da Rozini.
    Mas voltando ao Interblogs, só passei pra terceiro no momento que rodamos na entrada da reta de largada, foi justamente quando o Johnny se vangloria por ter passado 3 de uma vez na narração do vídeo.
    Por tanto, é bom mesmo pra vc não relaxar quando me ver no seu retrovisor (qual??!) hehehe.
    Ah! O maluco da direita é o Fábio! Tava comigo.

    Abs!!

  • Yuri Cubas

    Rapaz… aparece em BH que vc vai ver quem vai comer poeira!!!!

  • Deks

    Tizurk! HAHAHA

busca

confira

quem?

baconfrito