200 episódios de Supernatural – O Musical

Televisão sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Pois bem, aqui estou eu para falar de Supernatural mais uma vez. A 10° temporada ainda não mostrou a que veio, mas certamente já está melhor do que a 9°. Após os 3 primeiros episódios que “fecharam” o arco de Dean demônio, tivemos um 4° episódio sobre lobisomens e sobre como é importante defender a família, que foi no mínimo entediante. Porém, o 5° episódio desta temporada e 200° da série veio pra nos lembrar porque diabos ainda assistimos esta série mesmo após todos os vacilos de temporadas passadas.

Quando eu fiquei sabendo que o 200° episódio de Supernatural seria um musical, eu fiquei com os dois pés atrás. Mas foi pura pau na cusagem minha, já que Supernatural já mostrou algumas vezes que sabe brincar consigo mesma. Como no episódio em que Sam e Dean vem para a nossa realidade, onde Supernatural é apenas uma série de TV. Ou quando eles foram em uma convenção de fãs dos livros de Supernatural e tiveram que encarar cosplays bizarros deles e de seus amigos. E como esquecer quando eles encontram Chuck e o “profeta” pergunta se eles passaram pelos péssimos casos dos insetos e do navio fantasma. Pois é, como dito antes, Supernatural sabe reconhecer seus erros, coisa que fãs mais xiitas não conseguem.

Mas voltando ao que interessa, o episódio acontece no mesmo ritmo dos outros citados acima. Uma fã dos livros de Chuck resolve fazer um musical para dar continuidade aos livros do autor. Como na época o tio Kripke planejava encerrar Supernatural na 5° temporada, ele fez que Swan Song, último capítulo da 5° temporada da série fosse também o último capítulo da série de livros do profeta. Porém, a garota diz que não estava feliz com aquele final, onde Dean estava aposentado e morando com Lisa e Ben e Sam havia retornado do inferno e continuaria sua caçada sem o irmão. Porém, Dean não está muito satisfeito com o rumo que a peça da garota está tomando, o que é claramente uma indireta para Sera Gamble, que fez as grandes cagadas nas temporadas 6 e 7 de Supernatural. Beijo Supernatural. E um beijo ainda maior quando Dean resolve contar para a garota o que realmente aconteceu após Swan Song e ela diz que isso é a pior fan fic que ela já ouviu na vida.

Mas antes que a galera que realmente parou de assistir a série após o final da 5° temporada comece a dar chilique, havia um musical no episódio, mas o episódio não foi um musical. Nada de Sam, Dean ou Castiel cantando. Bom, pelo menos não os verdadeiros Sam, Dean e Castiel. O elenco da peça era todo composto por meninas mal fantasiadas de personagens da série. O que já é outra piada, já que a série reconhece que grande parte de seu fandom é feminino. Aliás, a parte em que eles brincam com a obsessão que a maioria das fãs tem em ver Sam e Dean se pegando também é bem engraçada. E gente, eles são irmãos, parem com isso.

O que levou Sam e Dean até esta escola foi o desaparecimento de algumas pessoas que estavam tentando cancelar a peça. Por fim, os irmãos descobrem que o monstro da semana é Calíope, a rainha das musas, que se alimenta dos autores de grandes artes após estas estarem completas. Porém, a peça não era lá grandes coisas e o que Calíope queria mesmo era devorar os “musos” da peça, Sam e Dean. Como tudo que envolve mitologia grega na série, o problema foi resolvido com um galho afiado cravado no coração. Mas o ponto alto do episódio foi ver as atrizes da peça caracterizadas como Sam, Dean, Bobby, John e Mary cantando Carry On Wayward Son diante de Sam e Dean verdadeiros, que estavam completamente emocionados.

O episódio serviu para relembrar os irmãos de todos os perrengues que eles já passaram e mostrar por que eles precisam continuar juntos, destacando a importância que um tem para o outro. Além disso, ele serviu para mostrar aos fãs, os xiitas e os que ainda acompanham só pra ver onde tudo isso vai dar, que a série tem muitos erros, mas tem também muitos acertos e que não é por pouca coisa que está há tanto tempo no ar e conquistando cada vez mais fãs.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Niggen Simporta

    Boa, Jô.
    Às vezes eu me pergunto: Por que eu ainda continuo acompanhado Supernatural?
    Apesar de não ser uma série épica, é uma coisa muita próxima à nós. Esse lance deles não se levarem muito a sério, dá uma personalidade muito própria. Tem um episódio que eu gosto muito, mas que serviu em quase nada para dar prosseguimento à estória. O episódio em que o Sam acordava e aquele dia ficava se repetindo. Era muito engraçado ver o Dean morrer cada dia de um jeito diferente. Pra mim, eles sabem utilizar muito bem o humor numa série que tem muito drama. Enfim, você acaba tendo empatia com os personagens e o modo como é conduzido.

busca

confira

quem?

baconfrito