O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (The Lord of the Rings: The Two Towers)

Cinema domingo, 14 de novembro de 2010

As Duas Torres continua daonde A Sociedade do Anel parou: Com Frodo e Sam indo sozinhos para Mordor enquanto Legolas, Aragorn e Gimli seguiam os passos dos orcs que sequestraram Merry e Pippin. E já que comecei com a Arwen na primeira parte, vamos de Galadriel agora:

 Cate Blanchett deixa muita puta funkera no chinelo

Com o fim da Sociedade, Frodo e Sam seguem caminho para Mordor, onde encontram o personagem mais divertido (E estranho) da série: O Gollum. Siiim, meus caros, Sméagol aparece definitivamente no segundo livro/filme e faz a diversão de muito fã da série. Enquanto Frodo, Sam e Gollum seguem seu caminho até Mordor, Aragorn, o elfo e o anão estão se econtrando com os cavaleiros da terra de Rohan, reino do rei (Oh rly?!) Theóden.

Theóden estava sob o feitiço de Grima Língua-de-Cobra, um servo de Sauron. Merry e Pippin, ainda presos pelos orcs, conseguem se libertar graças aos cavaleiros de Rohan (Que antes de encontrar os outros três, atacou o grupo de orcs). Na Floresta de Fangorn, Merry e Pippin conhecem Barbárvore, um Ent (Uma mistura de gente com árvore), que após saber dos crimes (Principalmente a derrubada de árvores) cometida por Saruman, reúne os Ents, que vão destroçar Isengard (Onde fica Orthanc) e humilhar Saruman, que a esta altura já era abertamente aliado (No melhor estilo Dick Vigarista de ser) de Sauron.

Enquanto estavam em Fangorn, Pippin e Merry descobrem que Galdalf não morreu na luta com o Balrog, mas que usou dorgas passou por uma longa missão e voltou, não mais como “O Cinzento”, mas como “O Branco”. Sabendo que Merry e Pippin ficariam bem com Barbárvora, Gandalf parte para Edoras (Capital de Rohan), a esta altura, já junto de Legolas, Gimli e Aragorn, onde espulsa Grima e faz Theóden voltar ao normal.

Após conseguirem o apoio de Rohan, Gandalf parte novamente para ver o que os Ents fizeram com Isengard, o que é definitivamente uma das melhores cenas do filme. Enquanto rolava a batalha entre Rohan e os orcs no Abismo de Helm, Sam, Frodo e Gollum continuavam sua jornada, quando são mais uma vez atormentados pelos Espectros do Anel (Os Nazgûl, lembra deles?). Mais para frente, os hobbits são capturados por Faramir, irmão de Boromir, mas que os liberta após saber o que aconteceu com o irmão, deixando-os prosseguir rumo à Mordor, indo em direção à Minas Morgul, a cidade dos Nazgûl e passando pela toca da Laracna.

Enquanto isso, Aragorn, Legolas, Gimli, Gandalf, Merry e Pippin (Juntos dos soldados de Rohan) vão ver Saruman, o que faz com que descubram parte dos planos de Sauron: Atacar Minas Tirith, capital do reino de Gondor. Só para constar, As Duas Torres são Minas Tirith e Minas Morgul… O interessante é que nunca vi ninguém falando isso diretamente.

Dentre os três filmes, o segundo é definitivamente o pior: Há erros de continuidade, adaptações desnecessárias, mudanças no roteiro, ênfase em coisas dispensáveis e uma certa monotonia em relação ao primeiro e ao terceiro filmes. Os efeitos especiais continuam muito bons, como era de se esperar, mas certos exageros tiram um pouco do brilho do filme.

Além disso, Sméagol ganhou um grande desenvolvimento em relação ao livro: Aquela coisa de dupla personalidade foi coisa do Jackson, bem como a grande ênfase no personagem. As cenas dos Ents também ficaram muito curtas, considerando que quase um terço do livro é dedicado à eles. As batalhas foram relativamente adaptadas, e quem leu o livro gostou de ver a trombeta do Forte tocando. Logo o começo do filme é uma explicação da luta entre Gandalf e o espírito de fogo, o que faz os fãs da série soltar alguns elogios para a cena.

De forma geral, As Duas Torres é um bom filme, na mais e nada menos do que isso: Tem vários erros, erros os quais não foram cometidos nem no primeiro nem no terceiro filme. Apesar disso, se mantém relativamente fiel à obra de Tolkien: A estória é, na base, a mesma, porém sem a genialidade do livro.

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres

The Lord of the Rings: The Two Towers (179 minutos – Aventura)
Lançamento: 2002
Direção: Peter Jackson
Roteiro: Baseado na Obra de J.R.R. Tolkien. Roteiro por Fran Walsh, Philippa Boyens e Peter Jackson
Elenco: Elijah Wood, Ian McKellen, Sean Astin, Orlando Bloom, Billy Boyd, Dominic Monaghan, Orlando Bloom, Cate Blanchett, Sean Bean, Ian Holm, Christopher Lee, Viggo Mortensen, Hugo Weaving, John Rhys-Davies, Sala Baker, Alan Howard, Andy Serkis, Bernard Hill, Brad Dourif, Miranda Otto, Karl Urban, David Wenham

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • reyterry

    Considero as Torres o meu livro preferido da trilogia, mas é o filme que não é tão bom. Afinal, toda aquela enrolação em Osgiliath, e os elfos no Abismo de Helm… apesar de que não canso de assistir mesmo.

  • Fernando F. Lima

    Estranhamente esse é o filme que os críticos de cinema mais gostaram, (Fonte: RT)

    Eu particularmente gosto muito desse, mas realmente é o mais “fraco” da trilogia, mas não deixa de ser bom.

busca

confira

quem?

baconfrito