Malévola (Maleficent)

Cinema quinta-feira, 29 de maio de 2014

 A Disney traz Malévola — a história não contada da vilã mais icônica da Disney, do clássico A Bela Adormecida. Uma bela e ingênua jovem com atordoantes asas negras, Malévola leva uma vida idílica, crescendo em um pacífico reino em uma floresta, até que o dia em que um exército invasor de humanos ameaça a harmonia da região. Malévola surge como a mais feroz protetora da região, mas acaba sendo vítima de uma impiedosa traição — um acontecimento que começa a transformar seu coração outrora repleto de pureza em pedra. Determinada a se vingar, Malévola enfrenta uma batalha épica contra o rei dos humanos e, como consequência, amaldiçoa sua afilhada recém-nascida, Aurora. Conforme a menina cresce, Malévola percebe que Aurora é a peça essencial para estabelecer a paz no reino — e para a verdadeira felicidade de Malévola também.

Porque Disney? Porque fazer um filme sobre um vilão? E se vai fazer sobre um vilão, porque não de um vilão que todo mundo lembra como o Scar ou o Jafar ou ainda temos a Bruxa Má e o Lobo Mau, todos muito mais interessantes que a Malévola. Mas tudo bem, você quer fazer um filme sobre a Malévola, que seja então.

Enredo

Malévola (Angelina Jolie) é a fada mais poderosa de todas. Órfã, ela possui asas negras poderosas e fortes, uma potente magia e um coração de ouro. Ela vive na floresta do reino e a protege desde criança. Lá ela acaba por conhecer Stefan (Sharlto Copley), um garoto ambicioso que vive no reino e acaba por criar uma romance com a ingênua garota. Com o tempo eles acabam por se separar e voltar diversas vezes.

Conforme o tempo passa, eles se separam, ele causa, como todo bom humano, e destrói a vida da fada já adulta. E com isso transforma seu coração puro em um coração negro e maléfico (Entendeu? Malévola com maléfico, ahm?), voltando para a floresta e se tornando a rainha de lá.

Enquanto isso, Stefan consegue se transformar em rei e engravida a rainha. Desse ponto você já conhece a historia, daqui pra frente fica exatamente como o conto original mesmo. O que é muito bom, pois aqui a gente pode ver a Malévola sendo má de verdade e ver também o Rei Stefan caindo em loucura por causa da maldição da fada de coração negro.

Quando a pequena Aurora (Elle Fanning, irmã da Dakota Fanning), começa a crescer, Malévola acompanha tudo, a garota se torna realmente sua afilhada, a ligação delas fica tão forte que a própria fada negra leva a garota para a floresta e apresenta os seres feéricos, ficando junto com a garota até mesmo quando a maldição se cumpre e ela cai em sono eterno. Dai pra frente você sabe exatamente como funciona, todo mundo já leu essa historia do cacete.

Personagens

A personagem principal é, obviamente, a Malévola, uma personagem que evolui maravilhosamente bem durante todo o filme, que cai para o lado mais obscuro da magia. De uma personagem inocente no começo, ela passa por todos os estágios da queda para o “lado negro” e depois surge novamente como um ser de bom coração, após o tempo que passa com Aurora.

Aurora, por sua vez, é uma garota em quem a felicidade é tão grande que chega a incomodar. Alegre, animada, de um coração gigante, a princesinha é inocente ao extremo. É bem irritante a felicidade dela quando tudo a sua volta está desabando e virando um caos.

O terceiro personagem é o Rei Stefan, um homem manipulador, ambicioso, mesquinho, porém apaixonado pela sua filha, que quando jovem prejudica a Malévola, é ele quem destrói o coração da fadinha, e se torna rei fazendo isso. Ele sente o tempo todo pela sua escolha, e no batizado de sua filha, quando sua paixão de infância entra na festa, ele passa a mudar. Após a maldição recair sobre sua pequena filha e ele se ver obrigado entregar a criação dela para as 3 pequenas fadas, Stefan surta e sua mente cai em desgraça. Completamente pirado, ele não está presente nem ao lado de sua mulher quando a mesma vem a falecer.

Efeitos Especiais

Uma palavra sobre efeitos especiais: Disney.

A Disney não erra nisso, nunca. Vemos ai desde sempre e agora que a LucasFilm foi comprada, os efeitos especiais só tendem a ficarem maiores e melhores. A floresta encantada é realmente encantadora, as criaturas tem vida, poderes, visuais dignos de contos de fadas mesmo. Essa parte a Disney fez surgir vida.

Considerações Finais

Depois de assistir o filme e analisar ele bem, eu cheguei à uma conclusão, que deveria ser simples de ter chegado, mas não foi: Que o filme é feito para o publico infantil. Qualquer um com um pouco mais de malicia e menos inocência percebe tudo o que vai acontecer pouco antes de acontecer. O que torna frustrante pra nós, que somos mais velhos.

Para quem tiver filhos o filme é uma boa pedida, se for pra ver só entre adultos, não vale muito a pena.

Malévola

Maleficent (97 minutos – Fantasia)
Lançamento: EUA, 2014
Direção: Robert Stromberg
Roteiro: Linda Woolverton
Elenco: Angelina Jolie, Don Hahn, Matt Smith, Palak Patel, Sarah Bradshaw

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Calvin Fernandes

    A maioria das animações da Disney sempre me deixou entediadíssimo (salvo Rei Leão). Ela começou a me ganhar graças à Pixar, e mesmo assim não foram todos os filmes. Filme estilo princesa é ainda mais complicado, já que todo mundo escuta carolas infantis desde bebê, lê livros das mesmas histórias…é tudo ultra batido e previsível, mesmo quando querem inovar. Óbvio que eu nem vou me dar ao tempo de ver, mas talvez a Jolie tenha dado um toque de carisma, ao menos, pra compensar o ingresso dos pais.

busca

confira

quem?

baconfrito