Filmes que seriam fodas… Se não existissem

Cinema segunda-feira, 09 de junho de 2014

Sabe aquela ideia foda pra caralho, que você tem certeza que não é apenas genial, mas que vai ser um sucesso gigantesco? E, mais incrível ainda, outras pessoas concordam com você, e uma pequena parte delas inclusive aceita tornar esta ideia real! Seria uma pena se desse tudo errado.

 Ahhh, as possibilidades… Ahh, o desperdício.

Antes de tudo, vamos esclarecer uma coisa aqui: Se a ideia original for ruim, não entra na lista; afinal, esta é uma lista sobre execuções condenáveis e/ou ideias inadaptáveis (Ao menos para filmes). Qualquer um consegue pensar numa lista gigante sobre filmes que jamais deveria ter deixado as páginas do roteiro ou o campo virtual da imaginação, isso é fácil, mas aqui a história é outra: Talvez, se as coisas fossem diferentes, pudesse ter dado certo… A gente só não quer tentar de novo.

Também não tá valendo continuações, prequels e quaisquer outras safadezas do tipo. O que cê tem que ter em mente é que, com um pouco de sorte, bons profissionais, dinheiro e investimento, tudo aqui poderia ser digno de comprar e botar na estante, mas não foi. Lembrando sempre que um filme pode ser uma bosta e arrecadar pra caralho, taí Transformers (Só pra citar um) pra provar. E sim, eu tinha esperanças em Mulher-Gato e na Halle Berry. Quando você passar dos peitos, preste atenção no sutiã dentro do sutiã… Esperança é uma merda mesmo.

Hancock

Essa aqui foi bem numa época em que o Will Smith tava em alta, depois de fazer Hitch, À Procura da Felicidade e Eu Sou a Lenda (Que tem gente que insiste que é um filme bom), e pensa bem: Hancock (Esse nome sempre foi muito impróprio pra falar a verdade) é um super-herói fodão que não liga a mínima pra ser um herói e só quer zuar por aí e encher a cara de pinga, e só levanta a bunda pra “salvar” a parada caso alguém encha o saco, além de ter a gostosa da Charlize Theron, e o Jason Bateman se sai melhor que o normal dele. E o que fazem? Botam um uniforme à la Asa Noturna, transformam o cara num deus (Literalmente) e o filme vira um clichê do caralho. Podia ser tão legal, quase um Watchmen da comédia de ação, mas o filme termina com um coração na Lua (Também literalmente).

Bruna Surfistinha

Todos sabíamos o que esperávamos desse filme. A Bruna Surfistinha de verdade sempre foi (Ao menos aos meus parâmetros de gente de bom gosto) feia e sem graça, mas era a Deborah Secco. Cara, era a Deborah Secco num filme sobre uma puta e atriz pornô, adaptado de um livro de putaria. Era um sonho se tornando realidade, um até mesmo melhor que as Playboy dela, mas aí a gente recebe aquele filme. Nem é tão ruim, mas é uma decepção. Puta merda, quem pagou o ingresso do cinema se fodeu, e quem só viu depois só bateu punheta pra aproveitar a paudurecência… O filme foi uma broxada ainda maior do que a que todos nós experimentamos, e isso não tem perdão.

Sucker Punch

Eu sei que vocês vão dizer que era previsível, afinal, era o Zéquisnaider, sem ninguém para segurar as rédeas, mas vamos com calma: Hospícios que tratam os doidos com operações cerebrais é um elemento legal pra uma história. Samurais são legais. Metralhadoras são legais. Robôs de guerra são legais. Explosões são legais. Dragões são legais pra caralho. A Primeira Guerra Mundial sempre foi muito mais fodona que a Segunda (Bomba atômica é cheat code). E eu não sou de reclamar de um bando de gostosinhas com roupas curtas num ambiente recheado de danças eróticas a parte do estupro é só um detalhe. Tá vendo como tem coisa foda nesse filme? Porra, imagina que troço incrível daria pra fazer se, por exemplo, fosse um diretor competente, ou um bom roteiro, ou menos câmera lenta. Porra, esse filme tinha tudo pra ser foda (Ainda que sem grandes pretensões intelectuais), mas deu no que deu. Felizmente pra mim, nessa época eu já não si amarrava na Emily Browning.

Demolidor

 Vamos chutar cachorro morto.

A verdade é que tem vários filmes de super-herói que poderiam facilmente estar aqui, incluindo do filme da Elektra, que aparece nesse filme (E nem mesmo a Jennifer Garner consegue salvar), mas optei pelo mais óbvio. O Demolidor é um personagem foda, um que, dentro dos limites, conseguiu se manter numa posição única dentro dos quadrinhos, tendo poucas cópias e/ou homenagens… Em outras palavras, o Demolidor merecia um filme foda pra caralho, tal qual o Justiceiro, o Juiz Dredd, o Fantasma, o Motoqueiro Fantasma e o Maioral, mas recebemos o Ben Affleck e o Colin Farrell, com um visual sadomasô de baixo orçamento. O único que se salva é o Michael Clarke Duncan, que já morreu, e nego ainda ficou de frescura por o Rei do Crime não ser branco.

Sharknado

 Sim, isto é um homem, com uma motosserra na mão, pulando na boca de um tubarão branco, em pleno ar.

Sim, eu sei que a considerar boa a ideia de Sharknado é algo extremamente discutível, mas caso você goste de filmes trash de ficção científica, é quase que um “como não fizeram isso antes?”, afinal, reúne os dois grandes nomes dos filmes de desastre: Tornados e tubarões. Enfim, Sharknado teve um puta investimento do SyFy (Cujo nome era muito melhor antes) e várias e várias propagandas legais, e verdade seja dita, teve um orçamento grande, comparado com a maioria das produções do gênero. Eu não assisti o filme todo, mas sim da metade pro final, e já adianto que foi mais que o suficiente. O filme até que vai bem, mas faltando uns 15 minutos pro fim, descamba praquela palhaçada que, não posso deixar de pensar, é inerente aos fãs e produtores desse tipo de filme. Quero dizer, veja a imagem acima, é o fim do filme, e, acredite ou não, ele pula de nota 6 pra nota 1 em questão de segundos. Até tem umas gostosinhas (Sinceramente não sei como essas piranhas aceitam esses papéis) junto com a decadente Tara Reid, mas puta merda, não dá… Pesquisando agora, é uma produção da Asylum, então não podia ser diferente, mas eu admito que esperava MUITO mais desse filme. Já falei que a continuação já foi confirmada?

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • joaozinho

    Até concordo contigo em todo o resto Loney, mas o filme do Dredd com o Karl Urban ficou bom :)

  • Loney

    É que não assisti esse

  • Iceman

    “O Justiceio – Zona de Guerra”, com o Ray Stevenson, ficou muito bom, muito fiel aos quadrinhos e com atuações muito boas.
    De todos os filmes do Justiça que já foram feitos, com certeza absoluta é o melhor.
    O primeiro filme do Justiceiro que fizeram – duvido alguém lembrar qual foi – é intragável (foi aquele feito no final da década de 1980 e o Dolph Ludgren era o protagonista, um lixo).
    O segundo é assistível.
    Mas o Zona de Guerra ficou muito bom. Um verdadeiro presente para os fãs, em tudo, desde a recriação do ambiente até a interpretações que os atores.

busca

confira

quem?

baconfrito