Apenas Uma Noite (Last Night)

Cinema quinta-feira, 14 de junho de 2012

 Michael e Joanna Reed (Sam Worthington e Keira Knightley) formam um casal que parece ter tudo. Eles são Jovens, atraentes e bem sucedidos. Possuem estabilidade financeira e um apartamento, além de aparentarem ter aquele bem estar de vida que beira a perfeição. No entanto, tudo muda quando os Reeds vão a uma festa de trabalho de Michael, na qual Joanna presencia um momento suspeito entre o marido e a sua nova bela colega de trabalho, Laura, interpretada por (Eva Mendes). O Incidente é fugaz e ambíguo, Joanna nõ tem certeza do que presenciou mas planta uma semente de dúvida insidiosa na relação do casal, que acaba por contaminar o cerne de seu amor.

Eu não sei porque diabos eu fui assistir esse filme, já que ele claramente era uma porcaria. Acho que é porque eu tenho uma leve atração pelos dentes tortos da Kiera Knightley [Mesmo ela não tendo peito nenhum], ou quem sabe pela bunda da Eva Mendes? Nunca terei certeza. A certeza é: Não devia ter feito isso. É uma hora de mimimi, pra no fim não ter porra nenhuma de útil/interessante. Exceto pela lição que fica.

Basicamente, temos Joanna e Michael, um casal feliz e contente que vai à um coquetel da empresa de Michael, ou algo assim. Lá, ele fica em cima [Não literalmente] de Laura, uma arquiteta que também trabalha lá. Isso é o bastante pra Joanna surtar, mesmo que seu marido jure de pé junto que não teve nada com ela, afinal, ela a ama, blá blá blá.

 E tem como não amar um broto igual esse?

É ai que o bicho pega: Aparentemente injuriado pela desconfiança da muié, Michael acaba por começar a flertar com Laura. Ou então já tava flertando e Joanna tava certa, mas eu tenho que puxar sardinha pro time dos meninos. E adivinha o que acontece? É, ele enche o rabo de cachaça e faz merda.

 Mas que homem consegue resistir?

Acontece que Joanna também não é santa. Apesar de ter reclamado do marido nunca ter citado a existência de Laura, que [Até então] não era grande coisa, ela mesma ocultava seu passado: Alex, um pedaço de mau caminho ex-namorado/peguete/rolo/sei-lá-como-essa-juventude-chama-esse-tipo-de-coisa-hoje-em-dia que ela conheceu durante um rompimento com Michael. E nunca contou, claro, já que como ela mesma diz: “Quando você sabe algo assim, não há como esquecer” [Tradução não literal, não me encham os pacová]. Ou seja, tem culpa no cartório. O que explica a reação babaca.

 AIN MAIS ELE É LINDU! Digo…

Ou seja, no final [Nem tão no final assim, mas foda-se] a gente descobre que ela fez mimimi justamente por estar fazendo a mesma coisa que acusava o marido. Então, fica a dica: Não assistam esse filme, já que ele é óbvio e cretino. E não fiquem de mimimi mulherada, senão isso pode servir de combustível pra uma possível traição, só pelo sentimento de “Não serei acusado de um crime que não cometi”.

E a bosta do filme termina bem quando seria a parte divertida: O confronto dos dois em relação às traições. VSF, Massy Tadjedin! Tinha que ser iraniana…

Apenas Uma Noite

Last Night (93 minutos – Drama)
Lançamento: EUA, França, 2010
Direção: Massy Tadjedin
Roteiro: Massy Tadjedin
Elenco: Keira Knightley, Sam Worthington, Eva Mendes, Guillaume Canet, Anson Mount

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Arthur Arantes Souza

    Pela premissa do filme alguém já fez isso antes. Ah, tá, Machado de Assis.

busca

confira

quem?

baconfrito