Jogos que fazem minha cabeça – Borderlands (X360)

Nerd-O-Matic sábado, 07 de novembro de 2009

BOOOM!

(motherfucker)

BOOOM!

(estoura cabeça)

BOOOOOOOOOMMM!!!!

Isso é Borderlands

Já falei trocentas vezes que não sou fã de FPS burro. Eu não gosto desse negócio de ficar atirando alucinadamente pra tudo que é lado com o único objetivo de conseguir o maior número de vítimas ou chegar no fim da fase.

Eu gosto de Borderlands

Borderlands é cocaína disfarçada de FPS/RPG. É como se fosse um Diablo em primeira pessoa. Cês já jogaram Diablo? Lembram qual era a coisa mais viciante naquele jogo, e que mantinha você jogando por madrugadas inteiras as mesmas fases repetidas?

 Diablo 2
 Borderlands

Sim, você pode até nunca ter percebido, mas o que de fato faz você ficar jogando são os MENUS dos dois jogos, porque é nos menus que você descobre que aquela armadura, pistola, ou caralho flamejante que o último inimigo morto derrubou é na verdade um item MÁGICO, com +2 na centimetragem peniana e 36% a mais na taxa de arrombamento por tiro. Além de valer UMA GRANA FUDIDA se você vender o item.

Diablo e Borderlands possuem essa caracterísitca em comum: eles te recompensam com itens com muita frequência. A todo momento você encontra algum item pelo cenário ou matando inimigos. É difícil parar de jogar quando você recebe estímulos em intervalos tão pequenos.

Logicamente, quando você pulveriza algum inimigo grande, ou um chefe, eles derrubam itens completamente fudidos. No caso de Borderlands os itens podem ser armas com poderes explosivos, flamejantes, corrosivos ou eletrocutórios. Além de armas com capacidade maior no pente, zoom kilométrico, maior velocidade de tiro e recarregamento, etc. a parte mais legal é que essas estatísticas são aleatórias, ou seja, você nunca sabe o que o jogo vai te dar. Eu já peguei armas BISONHAS por causa disso, como uma pistola que a cada tiro dava um dano maior que uma shotgun, além de efeito x3 para explosão e zoom de 3.4x. O zoom da fucking pistola ia mais longe que o zoom da minha sniper. Absurdo.

Cês não imaginam a satisfação que dá você arrombar os inimigos com uma pistola dessas. É aquele tipo de arma que você mantém até o fim do jogo. Logicamente, depois você acaba conseguindo outras armas fudidas, mas sabe como é, você cria uma ligação afetiva com esse tipo de arma.

Então, as armas em profusão são um grande fator cocaíno-viciante em Borderlands. Mas não é o único motivo pelo qual você continua jogando. Quando eu comecei a jogar, eu tive a certeza de que enjoaria rápido, por considerar que Borderlands era apenas um Diablo em formato FPS. Mas depois que você passa do level 10, mais ou menos, sem perceber, você começa a se importar com seu personagem e com a história do jogo. Você recebe pontos para distribuir em habilidades com o passar dos levels, e aos poucos você transforma seu personagem em um maníaco homicida com poderes aberrantes. Quase no fim do jogo, você já não sabe mais se está jogando só pra tentar achar armas novas, pra ganhar mais um ponto pra colocar no seu personagem, ou pra matar aquele chefe fodão que já te faz morrer há 4 levels seguidos. Foda.

Em resumo: eu gosto de Borderlands. Ele é suficientemente FPS pra me entreter com a possibilidade de headshots, e é suficientemente RPG pra me deixar escolher como desenvolver meu personagem e quando eu quero ou não seguir a história do jogo. Fallout 3 vibrations, crianças. Fallout 3 em cenário cell-shaded.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • É.

    Se comparou com Fallout 3, é que TEM que ser foda. E eu vou comprar logo que puder.

  • joao

    agora fiquei com uma puta vontade de jogar fallout3 ou borderlands…o foda e q eu não tenho xbox360 nem ps3,muito menos um pc q presta!

  • Paulo

    Keria q os jogos pra PS3 fossem mais baratos, pagar acima de R$ 120,00 por game é tenso!

busca

confira

quem?

baconfrito