Alma Perdida (The Unborn)

Cinema quinta-feira, 19 de março de 2009

 Casey Bell (Odette Yustman) odiava sua mãe por tê-la abandonado quando criança. Porém, quando coisas inexplicáveis passam a acontecer, Casey começa a entender porque sua mãe a deixou. Atormentada por pesadelos implacáveis e por um fantasma que assombra as horas que passa acordada, ela precisa da ajuda do único conselheiro espiritual, Sendak (Gary Oldman), que pode fazer tudo isso parar.
Com a ajuda de Sendak, Casey descobre a fonte de uma maldição de família com origem na Alemanha nazista –- uma criatura com a habilidade de habitar o corpo de qualquer pessoa ou qualquer coisa e que está se fortalecendo com cada possessão. Com a descoberta da maldição, sua única chance de sobrevivência é fechar a porta da região além de nosso mundo, que foi aberta por alguém que nunca nasceu.

Filme de sustinho é sempre a mesma coisa: Um ser maligno, as vezes sobrenatural, toca o terror contra uma gostosa aleatória, que é muito burra, enquanto assassina um monte de gente, incluindo conhecidos, deixando sempre um rastro de sangue e uma ponta solta pra uma possível continuação. Esse não é diferente.

Tudo começa com uma cena bizarra, onde Casey tá correndo num parque, quando acha uma luvinha azul no chão. Ela para e pega a luva, quando nota uma presença atrás dela. Ela se vira e vê um moleque feio, olhando pra ela com cara de “Não gosto de você, baranga”. O moleque vira um cachorro com uma máscara de ponta cabeça, e sai pro meio das árvores. Claro que ela vai atrás, e acha a máscara, que tá presa em algo enterrado. Ela cava, e acha um feto. E sabe o pior? Isso é um sonho.

 Pelo menos é gostosinha.

A partir dae, quando você acha que vai melhorar… Melhora. Mas muito pouco. O filme até assusta, com suas cenas “Brotei do escuro bem rápido e gritando”, mas não é grande coisa. Algumas cenas me deram arrepios, outras não assustaram quando eu achei que ia assustar, mas o filme não é tão foda assim. O grande problema é que nego é sempre muito burro em filme de terror. Cê sempre se pega pensando: “Porra, não faz isso, faz aquilo!” ou coisa do gênero. Mas é claro que o roteirista pensou nisso e quer fazer você ficar agoniado, porque assim se assusta mais fácil.

 Eta moleque feio.

Mortes idiotas, sustos nem tanto, enredo bem pensado. Não vou explicar o que é o troço, senão metade da graça vai embora, e nesse filme, bom… isso é bastante.

Alma Perdida

The Unborn (87 minutos – Terror)
Lançamento: EUA, 2009
Direção: David S. Goyer
Roteiro: David S. Goyer
Elenco: Odette Yustman, Gary Oldman, Meagan Good, Cam Gigandet, Idris Elba, Jane Alexander, Atticus Shaffer, James Remar, Carla Gugino, C.S. Lee

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito