Trazendo à Realidade – Wolverine

Nona Arte quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Apesar de vista como algo não exatamente boa, a dor é essencial para que um dos nossos instintos mais básicos aja: o instinto de sobrevivência. Ao sentirmos dor, nosso corpo nota a existência de algo errado conosco. No entanto, quando há um excesso da mesma, o nosso corpo pode reagir de modo muito diverso a reações puramente físicas, como reflexos involuntários ou gritos. Nosso cérebro, ao lidar com intensidades exageradas de dor, pode ter diversas reações, que variam do surgimento de traumas à loucura.

Agora, imagine que, naquele almoço com a família da namorada, lhe seja delegada a tarefa de cuidar de uma meia dúzia de guris enquanto as mães procuram TASERs e morfina para acalmar os pimpolhos. Para salvar sua paciência, você arranja uma bola e manda os guris brincarem. Se felicitando, você vai até a mesa, pega sua Heineken e se vira para ver a batalha entre os infantes. Nesse mesmo momento, vê-se um pequeno flash colorido indo em sua direção. Mas não em qualquer direção. O alvo daquele maldito petardo era aquela área sensível e pouco protegida no meio de suas pernas, o… joelho (heh). Dói, não?

Agora, imagine ter os ossos arrancados do corpo, recobertos com metal a algumas centenas de graus Celsius positivos e tê-los reimplantados no corpo, provavelmente sem anestesia. E não, isto não é só praguejado de marujo traduzido para uma linguagem que não faça seus ouvidos sangrarem.

Wolverine, tendo nascido no final do séc. XIX e depois de ter demonstrado suas habilidades de cura super-humana e garras de osso, seria devidamente trancado num circo para ser exibido como uma aberração por aí. Um dia, já adulto, conseguiria fugir do circo e se tornaria um andarilho, fazendo um “serviço” aqui e ali pra garantir o PF de cada dia. Com o tempo, se tornaria famoso e atrairia a atenção de Stryker e seu projeto “Arma X“. Devidamente capturado e aprisionado, Logan passaria pelo procedimento descrito no parágrafo acima, e devido à dor intensa e insuportável, enlouquece. Como o dano é psicológico, e não físico, o mais idolatrado dos X-Men se tornaria um repolho numa cama de enfermaria, esperando eternamente pela morte.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Caralho, essa foi cruel. De que adianta todo a “astúcia” do Logan se ele tá em estado vegetativo. No mais, desde que eu vi “Trazendo à realidade” do Parker eu não tiro da cabeça como seria se o Tio Ben estivesse vivo.

  • Acho q a regeneração dele se estenderia ao dano psiquíco e mental.

busca

confira

quem?

baconfrito