Meu péssimo gosto musical é do balacobaco

Música segunda-feira, 22 de julho de 2013

Gosto é que nem cu, cada um tem o seu, embora alguns nasçam sem. O que é o meu caso, sem gosto, não cu. Preciso confessar que tenho um apreço imenso por bandas nacionais, embora esteja cada vez mais difícil ter acesso à boas bandas nacionais. Por isso, aqui segue uma lista com 6 músicas que eu gosto e não tenho vergonha de assumir, embora [Talvez] devesse.

[Nota do editor: Porra, achei que o gordo maldito ia fazer uma introdução decente pra série de textos que ele mesmo inventou, mas tou vendo que vai caber a mim explicar. É o seguinte: A galera do Bacon se juntou e cada um vai botar sua vergonha de fora (Não, não essa vergonha, fecha essa braguilha, menino) numa série de textos sobre o mau gosto musical de cada um. Menos eu, porque eu tenho um gosto impecável, e a Carol, que só tem mau gosto.]

 Por favor, não saibam o que fazer com o Photoshop.

Sabem aquelas bandas que você só gosta de 2 ou 3 música, baixa e guarda na pasta OUTRAS dentro da pasta MÚSICAS? Tipo Borbulhas de Amor, Canteiros, Careless Whisper, Age of Aquarius, Alegria Alegria, João e Maria, Roda Viva, Gangnam Style, Harlem Shake, etc… Então, é disso que eu tô falando. Mais ou menos.

Lemoskine – Toda Bonita: Sim, se não me engano 1 ou mais integrantes também fazem parte d’A Banda Mais Bonita da Cidade. Não, eu não me importo com isso. Quem for ouvir é melhor ficar preparado porque agora é hora do show das poderosas pra um trecho da música onde dizem Sweet Caroline, essa desgraça fica na cabeça mais que cabelo.

BaBoom – Noite de Reggae: Sáporra é um reggae muito do comum, mas que me chamou atenção por causa da quantidade de vezes que o clipe era exibido em um canal da antena parabólica. Sabem aquela música que cê não gosta, mas de tanto ouvir cê acaba simpatizando? Então. E olha que eu nem gosto de Bob Marley.

Dingo Bells – Lobo do Mar: Essa é uma música que eu realmente gosto muito, embora tenha a participação do moleque mala da Vanguart, o clipe compensa com uma bela duma ruiva.

Graveola e o Lixo Polifônico: Não tem como falar de banda brasileira sem mencionar esta. O clipe a seguir é um banho de referências nacionais, de Chacrinha à Jorge Ben. Lindo de ouvir, dessa eu me orgulho mesmo.

Apanhador Só – Um Rei e o Zé: A banda é uma mistura de Los Hermanos, Móveis Coloniais de Acaju e Beirut. Só que com menos ácido e mais maconha. Ou será que não?

2ois – Eu Pago Inteira Pra Ela, Ela Só Quer Meia Entrada: Caras, isso é a mistura do Brasil com o Egito bizarro com o genial, desde as canções até o visual, ou cês vão dizer que os integrantes não saíram de um freakshow?

E é claro que Raimundo Fagner não poderia faltar nesta bagaça, com seu clássico Canteiros. Aliás, que dúvida entre essa e Borbulhas de Amor, mas essa ganhou por causa de outra versão que apresento-lhes a seguir.

Essa versão aqui, óh [5° série feelings]:

Sim, sei que vocês estão doidos pra me espancar de dentro pra fora depois de 2ois e por ter citado Los Hermanos, mas cês esperavam o que de um cara que tem a palavra balacobaco em seu vocabulário? E pra finalizar, toma aí um bônus track/video/clip/diabo/oraioqueoparta.

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Aline

    Cara, curti a vibe do Lobo do Mar, acho que dá pra ouvir naqueles dias meio bêbado, preguiçoso, vagando em casa sem ter nada pra fazer.
    E ver alguém dizer que usa balacobaco no vocabulário foi demais, me identifiquei…hahaha

busca

confira

quem?

baconfrito