Vamos falar sobre J. J. Abrams

Televisão quarta-feira, 08 de abril de 2015

Surfando por aí nas ondas loucas da internet, deparei-me com um comentário sobre o J. J. Abrams ser um bunda das séries. Tentei não dar muita atenção, mas a verdade é que esse comentário tocou minha alma. Eu sou grande fã do cara desde Lost, tendo assistido até mesmo Felicity (Motivo do comentário) após descobrir que o cara tava envolvido. Grande erro. Mas o pior de tudo é que, e me dói escrever isso, é verdade. O J. J. Abrams é um bunda das séries. Ou gênio incompreendido? Não. Tsc, droga.

Sei que a maioria conhece o cara pelo trabalho em Jornada nas Estrelas I e II e por estar envolvido com Guerra nas Estrelas VII, aliás, aproveitando o assunto, ele não é um fã de Jornada nas Estrelas fazendo Guerra nas Estrelas. Ele é um fã de Guerra nas Estrelas que fez um novo Jornada nas Estrelas completamente foda. Mas não foi só nisso que o tio Abrams mexeu nas telonas não. Ele fez Cloverfield (Que eu espero continuação até hoje), Super 8 (Que foi o novo E.T. sim. Mals aí.), alguns Missão Impossível e o mais foda de todos, Armageddon.

Mas o grande problema é que, assim como M. Night Shyamalan, J. J. Abrams vem sendo perseguido por uma galera que nem se dá muito ao trabalho de conhecer melhor os trabalhos do cara. Embora eu esteja concordando que J. J. Abrams é um bunda das séries, eu não estou dizendo que as séries em que ele esteve envolvido sejam ruins. Embora Felicity esteja entre elas. Mas antes de mais nada, eu preciso falar sobre uma teoria.

A Teoria Lost/Fringe:

Quando chamaram Abrams para fazer o piloto de Lost, tudo o que os produtores queriam era um drama sobre sobreviventes em uma ilha comum. Abrams pensou: “Porra, um grupo de pessoas numa ilha? Legal, mas e se na ilha houvesse um monstro de fumaça, escotilhas, ursos polares e mais uma caralhada de mistérios?” E BOOM, nasceu Lost. Abrams certamente estava pensando em alguma coisa realmente boa para o final da série. Se vocês pegarem os extras das 2 primeiras temporadas da série, você verá o quanto ele estava envolvido e empolgado com o que estava fazendo. Mas eis que do nada, da noite pro dia, recebemos a notícia de que Abrams não está mais envolvido com Lost e foi aí que a série começou a rolar ladeira abaixo.

Pouquíssimo tempo após o afastamento de Abrams de Lost, o cara chegou com Fringe, uma série sobre agentes de uma agência secreta e misteriosa responsável por lidar com casos estranhos. Tipo Arquivo X? É, tipo Arquivo X. Até então, Fringe e Lost não tinham nada em comum além da envolvimento de Abrams, até que as realidades alternativas começaram a rolar. Se você rever Lost, e nem precisa fazer isso prestando atenção, você verá que, por mais que existisse um embate entre ciência e fé, a série sempre baseou-se na ciência. E é claro que eles estavam caminhando rumo a realidades alternativas. Afinal, é pra isso que serve o sacrifício de Juliet ao final da 5° temporada, certo? Certo. Então porque diabos isso não aconteceu?

Simples, birra. A ideia de realidades alternativas era de Abrams, após sua saída, Abrams utilizou essa mesma ideia em sua nova série e a galerinha perdida de Lost, pra não mostrar pro Abrams que eles ainda estavam seguindo o que ele havia planejado, resolveu jogar aquela bola de decepção, choro e automutilação que foi a 6° temporada de Lost, na nossa cara.

E o péssimo final de Lost atingiu J. J. Abrams. Afinal, ele é o primeiro nome que nos vem a cabeça quando lembramos da série. E quem gostaria de investir em uma série feita pelo cara responsável pelo final de Lost? Mesmo ele não sendo o verdadeiro responsável. Mas os produtores até entenderam isso, tanto que Abrams continua envolvido em muitas séries. Quem não parece ter entendido isso foi o público.

Das últimas cinco séries que J. J. Abrams esteve envolvido, quatro foram canceladas. Sendo que três não passaram da primeira temporada (Alcatraz, Almost Human e Believe) e uma sobreviveu por milagre até o final da segunda temporada (Revolution). Ou seja, o último grande trabalho de Abrams foi Fringe, que também foi cancelada e não é nem um pouco bem vista pelos telespectadores. E ok, já que Fringe é realmente uma série complicada e só passou da chatice da primeira temporada porque na época a galera ainda achava que o J. J. Abrams era o pica das séries.

Mas qual é o problema então? O problema é que JJ Abrams, diferentemente de suas séries, está acertando muito nas telonas. Seus filmes são incríveis e quem é que fazendo coisas incríveis e sendo aclamado o tempo todo por público e crítica vai querer voltar prum mundinho pequeno onde as pessoas ainda te xingam e culpam por um fracasso de cinco anos atrás e que você sequer teve culpa?

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Sarah Walsh

    Felicity Rainha, JJ Abrams Nadinha.

  • FooFighter

    Eu sei que o post é sobre o Abrams e não SÓ sobre Lost, mas…

    … eu já falei sobre o final de Lost por aqui, mas vou falar de novo e espero que em resumo hehehe.
    Bom, eu não achei assim tãããããão ruim, mas também não sou daqueles (como o pessoal de um grupo que participo no FB) que acha o mesmo perfeito. Pois não é MESMO. Mas terminar uma série é sempre problema, especialmente essa com tantas expectativas e sede de respostas.

    O que realmente me incomodou foi a solução SIMPLISTA pra terminar a série. Simplista e SACANA. Eles pegaram a teoria que sempre foi ESPECULADA E NEGADA (de que a ilha seria um purgatório, e todos já estariam mortos) e “oh, na verdade a ilha é real, tudo aconteceu lá, e o purgatório/além-mundo é aquilo que vimos nos flash-sideways (realidade alternativa)”.
    PUTA QUE OS PARIU!!! Isso foi muito mal gosto, foi fazer o público de bobo. Foi praticamente um TROCADILHO de tão baixo nível. “Ah, pegamos vocês… tinha um purgatório, MAS…”.

    Me diga Jo, culpamos à quem então?
    A dupla Cuse e Lindelof? Eu só quero alguém à quem possa mandar tomar no cu com propriedade.

  • Jo

    Eu gosto de jogar toda a culpa pro Lindelof, que antes de estrear sua nova série (The Leftovers), tava pedindo ´pra galera não se prender aos mistérios pq a série não era sobre isso. Ou seja: “Gostem dos personagens aí, pq eu não tenho a menor ideia do que estou fazendo com a trama”.

  • FooFighter

    Vi 2 episódios dessa bomba por “causa dele”. Sem condição

busca

confira

quem?

baconfrito