O caminho do Super Herói. Ou: 5 passos para o collant

HQs segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Ser um herói não demanda muito esforço. Basta coragem, capa e uma enorme vontade de morrer. Ser um Super Herói, por outro lado, é algo um pouco mais complicado. Alguns diriam que basta colocar uma cueca por cima da calça e amarrar uma cortina no pescoço, mas não, meus amigos. Ser um Super Herói é muito mais do que é isso e é para que deixem de dizer idiotices como essas que trago aqui os cinco passos para ser um Super Herói de respeito. Ou quase isso.

Passo 1 – Faça com que seus pais (Ou responsáveis) sejam mortos.

Você pode insistir em passar por um dos becos mais perigosos da sua cidade ou simplesmente ignorar suas responsabilidades, o que importa mesmo aqui é que seus pais sejam mortos. Há também a alternativa de explodir todo o seu planeta, mas ela só é válida se existir outro planeta com vida “inteligente” bondosa o suficiente pra te adotar e te transformar em uma boa pessoa. Ou seja lá o que você for.

Passo 2 – Fique maluco.

Não muito, só o suficiente pra suportar os próximos passos. Afinal, você não quer ser nenhum Deadpool ou Batman da vida. Acredite em mim, você não quer.

Passo 3 – Arranje super poderes.

Pois é, pra ser um SUPER herói você precisa ser SUPER em alguma coisa. E não, amassar latas com a testa ou ter um terceiro mamilo não te torna super. Legal, mas não super. Opções básicas são: Entrar em contato com radiação ou fazer um pacto com alguma criatura extraplanar. Há obviamente a possibilidade de você encontrar um alienígena a beira da morte com um artefato mágico ou até mesmo ser um alienígena com super poderes, mas pra isso é preciso reler o passo 1 atentamente.

Passo 4 – Um nome dahora.

Agora que você já tem um super poder, é chegada a hora de encontrar sua super identidade. Aconselho sempre algo que tenha a ver com seus poderes e que não deixe dúvidas entre a população. Lanterna Verde e Homem de Ferro são boas super identidades que deixam bem claro os poderes dos super heróis. Não vá dar uma de Peter Parker, que poderia evitar perda de tempo e dinheiro utilizando um nome que combinasse mais com seus poderes, como Homem Carrapato, Homem Calango, Homem Alpinista ou Homem qualquer coisa que escale paredes. Outro péssimo exemplo é o Homem Borracha. Ele se estica ou ele apaga coisas escritas a lápis? E nem preciso falar do Homem Absorvente, né?

Passo 5 – O Super Vilão

Para ser um Super Herói de respeito você precisa de um Super Vilão que seja exatamente o oposto de você. Mais uma vez cito aqui um dos piores marketeiros do mundo dos Super Heróis, Homem Aranha, que escolheu como rival o Duende Verde. O que aranhas e duendes tem a ver? Exatamente. O Lagarto seria um arqui inimigo mais aceitável ou até mesmo o Homem Inseticida, mas duendes? Qual o problema desse cara?

“Hmmm, acho que odeio aranhas.”

Agora que você já seguiu os cinco passos do (Nem tão) longo caminho do Super Herói, é chegada a grande hora. Assim como a sua super identidade tem a ver com seu super poder, seu super uniforme precisa ter a ver com sua super identidade e seu super poder, principalmente se seu poder for algo difícil de entender. É preciso também que seu uniforme tenha uma identidade única, afinal, você não quer ser confundido com outro super ser. Cores chamativas e capas são sempre bem vindas, mas esqueça as cuecas por cima das calças, elas estão fora de moda há dois reboots. Agora vista essa merda e vá chutar alguns traseiros!

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito