Avatar – A Lenda de Aang

Televisão sexta-feira, 27 de abril de 2012

Eu sinceramente não sou o tipo de cara que gosta de desenhos animados, pelo menos não os japoneses (É, eu sei que Avatar não é japonês, mas o traço do desenho é, sendo assim, dá tudo na mesma merda). Claro que quando criança eu assisti Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco e Fly, mas algumas pessoas crescem, e esses desenhos se tornam chatos, outras não, e passam o resto da vida colecionando bonequinhos, assistindo hentai, lendo história em quadrinho que começa ao contrário e se vestindo de desenho. Enfim, os eternos retardados. Mas voltando ao assunto, fazia tempo que eu não me interessava por desenhos, até conhecer Avatar – A Lenda de Aang. Que é um desenho foda demais, embora, como disse o Arthur, falte um pouco de sangue e morte na bagaça, mas sendo um desenho da Nickelodeon, tá bom até demais.

“Água, Terra, Fogo e Ar. Minha avó costumava me contar histórias sobre os dias antigos, tempos de paz em que o Avatar mantinha o equilíbrio entre a Tribo da Água, o Reino da Terra, a Nação do Fogo e os Nômades do Ar. Mas tudo mudou quando a Nação do Fogo atacou. Somente o Avatar é capaz de dominar os 4 elementos. Somente ele é capaz de deter o caminho dos dobradores de fogo. Mas quando o mundo mais precisava dele, ele desapareceu.”

E é assim que Katara descreve a situação da bagaça logo no primeiro episódio. Pois bem, a série, é dividida em 3 temporadas, chamadas de livros, e cada uma delas mostra Aang aprendendo a dominar um novo elemento. Livro I – Água, Livro II – Terra e Livro III – Fogo. A história é simples, em um mundo complexo. Quando Aang, um Nômade do Ar de 12 anos descobriu que era o novo Avatar, ele não aceitou seu destino, montou em seu bisão voador chamado Appa e meteu o pé, deixando geral na mão. Te sento a vara, moleque baitola. Tudo o que ele queria era se divertir e surfar em um pinguim, assim ele partiu para a Tribo da Água do sul, e acabou caindo no mar e ficando congelado por 100 anos. É, nesse pequeno espaço de tempo, os dominadores de fogo, sobre o comando do senhor do fogo Ozai, dominaram quase todo o mundo e exterminaram os Nômades do Ar.

O mundo já estava sem esperança, quando Katara, a última dobradora de água do tribo do sul e seu irmão Sokka, encontram acidentalmente Aang e Appa congelados em um iceberg. Eles os libertam, e se tornam amigos, porém, Zukko, o príncipe exilado da Nação do Fogo, descobre que o Avatar retornou e parte atrás dele. Assim, Aang, Katara e Sokka partem no Appa, para levar o Avatar até a Tribo de Água do Norte, para encontrar um mestre dobrador de água que o ensine a técnica. Durante a viagem, Zhao, um general da Nação do Fogo também descobre sobre o retorno do Avatar e começa a persegui-lo, para a tristeza de Zukko. Enfim, após se meterem em altas confusões, Aang e sua turminha do barulho chegam a Tribo de Água do norte e lá Aang e Katara começam a treinar com um mestre de água, enquanto Sokka tenta dar uns catos na princesa de cabelo branco Yue. Porém, Zhao chega boladão pra acabar com a alegria da moçada. Bola de fogo pra cá, onda gigante pra lá e Aang meditando enquanto a chapa esquenta. É, geral fodido e o cara meditando.

Pois bem, Zhao resolve que vai matar o espírito da lua, que é o responsável por aumentar os poderes dos dobradores de água, e ele consegue. Sabe por que? Porque a porra do espírito burro, resolveu viver no mundo terreno e adivinhem, na forma de um peixe inútil, junto do espírito do mar. E é aí que tudo fode de vez. A lua fica vermelha, os dobradores de água ficam sem poderes e nem sinal do Avatar, que nesse momento estava sendo sequestrado por Zukko. Pra casa não cair de vez, Yue, que havia recebido parte da vida do espírito da lua quando era um bebê (Daí o motivo dela ter cabelo branco), se sacrifica, tornando-se o novo espírito da lua. Aí, nisso a lua volta ao normal e o espírito do mar fica puto e dá sua força para Aang, que vira uma porra de um monstrão de água gigante que bota os dobradores de fogo pra correr, e Zhao morre, sendo puxado para o fundo do mar. Fim do livro 1 e hora de partir pro Reino da Terra e começar tudo de novo.

Após a vitória da Tribo da Água do norte, Aang e sua turminha partem para o Reino da Terra, e lá, precisam encontrar um mestre de terra para ensinar Aang, e ele é encontrado em uma menina cega de 12 anos chamada Toph, que se junta ao grupo. Zukko e seu tio Iroh resolvem dar um tempo na caçada ao Avatar, porém o senhor do fogo Ozai envia sua filha número 2, Azula, pra fazer o que o filho número 1 não conseguiu: Matar o Avatar. E a irmãzinha de Zukko consegue ser ainda mais perturbada que ele, e mais perigosa também, uma vez que domina raios também. Aang e sua turminha se veem sem saída e correm para a cidade fortaleza Ba-Sing-Se, lar do rei da terra, porém é lá que eles descobrem que o conselheiro do rei planeja roubar o trono dele, e para isso está fazendo lavagem cerebral nos cidadãos com a ajuda da seita de assassinos Dai Li.

Porém, algumas coisas além disso estão preocupando Aang, Katara, Sokka e Toph. Appa está desaparecido, o pai de Katara e Sokka está ancorado com sua tropa perto dali e a mãe de Toph enviou uma carta para ela, dizendo que a perdoa por ter fugido de casa e marca um encontro com ela. Appa retorna com um bilhete amarrado no chifre que pede para Aang ir até o Templo de Ar do Leste, para aprender a dominar o estado Avatar. Tudo no jeito pra dar merda. Todos partem (Menos Katara, que fica ajudando a planejar o ataque à Nação do Fogo, durante o eclipse que deixará os dobradores de fogo sem poderes), cada um para um canto, e é aí que Azula se infiltra em Ba-Sing-Se e fode a porra toda. Katara é capturada e presa, Aang percebe que ela está em perigo e abandona seu treinamento. No caminho de volta, pega Sokka, que estava prestes a realizar o sonho de lutar ao lado de seu pai e Toph, qua havia caído em uma armadilha (A carta não havia sido enviada por sua mãe, e sim por dois dobradores de terra contratados por ela para levarem Toph de volta para casa), aprende a dominar o metal e escapa, encontrando Aang e Sokka no meio do caminho. O trio retorna a Ba-Sing-Se e recebem ajuda de Iroh, pois Zucco também havia sido capturado. Quando tudo está dando certo e Zukko parece que irá finalmente passar para o lado branco da força, Azzula o ganha no papo e ele ataca Aang.

Assim, Katara e Aang enfrentam Azula e Zukko, porém é impossível vencer os dois dobradores de fogo e Aang mais uma vez entra no estado Avatar, mesmo sem ter terminado o treinamento e sabendo que se morrer no estado Avatar, nunca mais existirá outro. E é exatamente o que acontece. Quando Aang começa a brilhar e flutuar, tomado pelo capeta, Azula dispara um raio no peito do garoto e ele cai morto. Iroh fica puto e luta contra os sobrinhos, mandando Katara sair de lá. Sokka, Toph e o rei da terra chegam no Appa e os tiram de lá. Enquanto voam no Appa, Katara usa a aguinha mágica que ganhou na Tribo da Água do norte em Aang e revive o garoto. Fim do livro 2, hora de aprender a dominar o fogo.

A 3° temporada começa alguma semanas após a queda de Ba-Sing-Se. Aang acorda em um navio da Nação do Fogo, ferido, assustado e com cabelo, porém logo descobre que todos seus amigos estão ali. O pai de Katara e Sokka tomou esse navio para se infiltrar na Nação do Fogo e iniciar o ataque durante o eclipse. Zukko finalmente pode retornar para casa, tem uma namorada, honra, um pai orgulhoso e muita culpa por ter traído seu tio, que agora é um prisioneiro. O que pega é que Aang e os outros são descobertos, e mais uma vez, Aang, Sokka, Katara e Toph partem no Appa, deixando os outros para trás, que partem atrás de reforços. Enfim, aventuras aqui e ali na terra do inimigo, até que o grande dia do elipse chega. O pai de Sokka e Katara retorna, com dobradores de todos os elementos para ajudá-los. O problema é que Aang ainda não dominou o fogo, e está inseguro por isso.

De qualquer jeito, eles começam o ataque, e estão vencendo, porém o senhor do fogo já sabia sobre o ataque e havia se escondido. Assim, Aang não consegue enfrentá-lo, o eclipse termina e todo mundo de fode. Mais uma vez, Aang, Sokka, Katara e Toph partem no Appa, deixando os amigos para trás, que se entregam. Porém, a partir de agora eles ganharão um aliado muito importante e poderoso. Zukko samba na cara da Nação do Fogo, chuta a bunda do pai e diz: Eu vou ajudar o Avatar. E assim, Aang começa seu treinamento para dominar o fogo, com seu maior inimigo como mestre. O dia do Cometa Sozin chega e Aang, mais uma vez, desaparece. Ele é levado até uma ilha misteriosa (Previously on Lost), onde tem uma conversinha com os espíritos de outros Avatares, que incentivam Aang a matar Ozai (O pivete não quer matar ninguém porque é vegetariano e chato), mas continua se recusando. Então ele resolve dar um mergulho, e descobre que a ilha em que está fica nas costas de uma tartaruga dragão muito antiga, que ensina a Aang uma técnica que bloqueia a dominação eternamente, e é assim, que Aang parte pra luta.

Enquanto isso, Iroh, que havia fugido da prisão, reúne os velhos da Ordem da Lótus Branca e resolve libertar Ba-Sing-Se da tirania dos dobradores de fogo. Zukko e Katara partem para a Nação do Fogo para impedir a coroação de Azula, e Sokka e Toph vão impedir que a frota de balões da Nação do Fogo chegue a Ba-Sing-Se. Muito porradeiro pra lá e pra cá, muitas quase mortes e finalmente, o bem vence o mal, mais uma vez, como sempre. Zukko se torna o novo senhor do fogo e diz que agora quem manda nessa porra é ele, e que agora todo mundo é igual e acabou, chega de guerra nessa porra. Por fim, alguns mimizinhos e o tão esperado (Por alguns) beijo entre Katara e Aang.

E assim termina Avatar – A Lenda de Aang, um dos melhores desenhos que surgiram nessa década (Naruto é meu ovo esquerdo), com um final feliz e várias pontas soltas. Porém, para a alegria geral da Nação do Fogo, uma continuação foi lançada esse ano, Avatar – A Lenda de Korra, que conta a história da nova Avatar, que veio logo após a morte de Aang, 70 anos após os acontecimentos da primeira série.

Pelo o que vi até agora, A Lenda de Korra não chega nem aos pés de A Lenda de Aang, não que eu não tenha gostado, mas os personagens não são tão carismáticos assim, e até então, tirando a Katara, geral da primeira série já morreu. Uma pena, pois ia ser bem legal ver o Sokka velho e atrapalhado, assim como Toph, que seria uma velha chata e rabugenta. O personagem mais legal até agora é Tenzin, um dos 3 filhos de Aang e Katara e mestre do ar de Korra. O inimigo, Amon, é bem interessante, ele lidera os Igualistas, um grupo de não dobradores que querem extinguir a técnica de dominação do mundo, e por isso, de alguma forma misteriosa, Amon desenvolveu a técnica que anula os poderes de dobra definitivamente, sendo que até então, somente o Avatar era capaz de dominar tal técnica.

Mas em breve eu farei uma resenha detalhada sobre A Lenda de Korra. Voltando para A Lenda de Aang, é válido dizer que o desenho é legal, pois apesar de ter todo um estilo japonês, os personagens não possuem cabelos coloridos e nem ficam pulando, caindo ou fazendo caretas de gatinhos ou com gotinhas do lado. Avatar – A Lenda de Aang, é realmente um desenho foda com uma história foda, que há muito tempo não víamos.

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Diego C

    Avatar realmente é um dos desenhos mais bem feitos dos últimos tempos. Sem dúvida o meu personagem preferido é o General Iroh, o véio é muito foda.
    Só achei que não precisava ter tanta descrição da série, na verdade só li o começo e o fim do texto.
    Por fim, curtir animes e mangas não tornam as pessoas retardadas, na verdade tem muita produção japonesa que chuta a bunda de qualquer coisa vinda do ocidente.

  • Kah

    Cada coisa sem noção nesse post.
     

  • É o melhor desenho por essas bandas e é melhor que 90% dos animes por ai. Criaram um mundo perfeito com personagens carismáticos e história muito interessante, tudo é muito bem pensado e conectado. E o nivel da série de mante do inicio ao fim dos seus cerca de 60 episódios.

    Avatar pra mim é uma obra-prima, e mesmo sendo “infantil” consegue agradar todas as idades. Sobre a Lenda de Korra, realmente não me agradou muito depois do 1° episódio, e parece que as coisas já ficaram manjadas desde já, como o personagem “fodão” dominador de fogo que com certeza ira ficar com Korra no fim, é um Sasuke da vida, típico personagem que existem em todos desenhos/animes.

  • juliano

    vc é um babaca e seus textos sao babacas

  • Jo

    Nesse ponto, temos que concordar.

  • Ótimo post! A lenda de aang é muito maneiro mesmo, lembro que assistia direto

  • Raío

    Avatar – A Lenda de Aang é sim um ótimo desenho, mas falar que mangás e animês são coisas de retardado é quase uma heresia.

    Sim, Naruto é infantil, eu também não gosto, mas também não é uma total perda de tempo. Esses mangás são feitos para o público jovem e ensinam valores.

    Diferente de produções americanas, onde todos os protagonistas são heróis perfeitos e nacionalistas, na maioria dos mangás os personagens são cheios de defeitos e é isso que os torna especiais.

    É impossível não se emocionar lendo ou assistindo One Piece e Full Metal Alchemist: Brotherhood.

    E também não são todos voltados para o público jovem. Recomendo Steins;Gate. Pelo que acompanho nas resenhas do bacon frito, tenho certeza que irão adorar Steins;Gate.

  • Diego C

    Concordo plenamente Raío.
    Outros mangás que também recomendo como mais adultos são Death Note e 20th Century Boys.

  • Ricardo santicioli

    agora esta passando na globo o primeiro livro será que vai passar a segunda e a terceira.

  • ThaisCosta

    Nossa adorei a forma como você explicou a historia, eu ri bastante…
    Mas eu quase não paro de rir quando você disse que o naruto era seu ovo esquerdo.
    Adorei demais, você é muito sem noção e digo e repito, avatar foi o melhor anime já feito até agora. Mas eu queria assistir Avatar a lenda de Korra, só para ver a continuação, que rumo a historia vai levar, mas acho que não deve ser tão boa quanto a lenda de aang. Adorei essa Parte aqui:
    Zukko se torna o novo senhor do fogo e diz que agora quem manda nessa
    porra é ele, e que agora todo mundo é igual e acabou, chega de guerra
    nessa porra.
    aiai, tem cada coisa sem noção nesse seu post… rsrsrsrs

  • Adivinha..

    realmente contou tudo ;D Sem querer, assisti um episodio de Avatar a lenda de aang na nick (faz mó tempo) e acabei gostando muito! Agora sou um averdadeira fã, e concordo ctg de colocarem eles velhinhos (aang dando concelhos para a filha da Toph’ kk) ia ser muito irado *-* Ah, ri muito você contando ae ‘kk muito bom :D

  • Adivinha..

    falou e disse >< Os mangás demostram sentimentos e defeitos mais pelas expressões faciais. Além de humor neh *-*

  • Chuupa minha pica

    Vão tudo se fuder

  • Chuupa minha pica

    Vai se ferrar seu poha

  • alexandre

    eu achei legaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau demais

  • Italo Merces

    de fato e um desenho bem feito
    porem achei o final incompleto

  • Ana Daniele

    kkkk adorei a resenha você falou tudo em poucas frases super engraçadas e não se importou em falar bonito e só pra constar também não gosto muito de desenhos japoneses eles são bons mais nk acabam e isso me irrita avatar a lenda de aang é um ótimo desenho vi todos os episodios alguns até mais do que outros e Korra concerteza não chega nem perto da lenda de aang o que é uma pena pois o animação poderia ser tão boa quanto a de aang mas em geral parabéns ai pela sinceridade das palavras :)

busca

confira

quem?

baconfrito