5 séries pra vocês assistirem no lugar dessas porcarias americanas que vocês chamam de séries

Televisão quarta-feira, 25 de junho de 2014

Eu já expressei minha admiração pelas séries inglesas diversas vezes por aqui. Tipo quando eu escrevi este texto, este, este outro e este aqui também. Ah, e tem mais esse. E claro, não poderia esquecer desse. Eu não sei se é o humor, a pouca quantidade de episódios ou a fodacidade dos roteiristas, mas as séries inglesas dão de muito a zero nas séries americanas, que persistem em clichês e tem medo de chocar o público. CALABOCA! Não venha encher meu saco com The Following ou Game of Thrones. Tô falando de surpreender mesmo, de te pegar pelo pé, te passar na trigo e te dar como prato pra três tigres tristes, porra. E como eu sei que vocês são limitados a Arrow, The Walking Dead e The Big Bang Theory, eu vou apresentar 5 séries inglesas pra vocês assistirem no lugar dessas porcarias americanas que vocês chamam de série.

Então, eu nem vou falar das séries que eu já linkei ali em cima. Ou seja, nada de Doctor Who, Misfits, Being Human, Apparitions e Black Mirror por aqui. Não que elas não sejam boas, elas são excelentes, mas elas já foram muito bem recomendadas aqui no Bacon, basta vocês deixarem de ser preguiçosos e clicarem nos links. Mas isso não quer dizer que eu não falarei de algum spin off delas.

Torchwood

Torchwood é uma agência governamental secreta fundada pela Rainha Vitória, que protege a Inglaterra de qualquer ameaça, sobrenatural ou não, e foi idealizada por Russel T. Davies antes mesmo dele assumir o retorno da série do Doctor Who. A série, muito inspirada em Angel, tem como protagonista o Capitão Jack Harkness, personagem muito adorado de Doctor Who, que tornou-se imortal graças a Bad Wolf, e tem um tom muito mais sombrio do que Doctor Who.

Jack lidera uma equipe de 4 especialistas que não se dão muito bem. Ou até se dão, até que as tretas começam a rolar, com direito a tiro na cara e os carai. A série conta com 4 temporadas, porque depois que o Russel T. Davies saiu de Doctor Who ele ficou de birra e decidiu que se ele não mexeria mais em sua obra, nenhum outro também o faria. De qualquer jeito, Torchwood precisa ser assistida por todos os fãs de ficção científica.

Penny Dreadful

Esse era o nome dado a publicações de terror no século 19 na Inglaterra. Lembra que eu falei que estavam planejando uma série da Liga Extraordinária aqui? Então, se eu não me engano, ela se tornou Penny Dreadful, que conta com alguns personagens clássicos da literatura, como Dorian Gray, Dr. Frankenstein e sua criatura, Professor Van Helsing e outros personagens criados apenas para a série, como Ethan Chandler, que ao que tudo indica é um Lobisomem e Vanessa Ives, interpretada magistralmente por Eva Green. Essa turminha do barulho é reunida por Sir Malcolm Murray, interpretado por Timothy Dalton, pai de Mina Murray, que quer resgatar a filha dos dentes do Drácula. Eu gosto bastante desse lance de personagens literários reunidos e torço para que novos personagens apareçam no decorrer da série, que já teve a 2° temporada confirmada.

Atlantis

Essa série é uma espécie de Hércules da nova geração. Um moleque dos tempos de hoje está procurando seu pai desaparecido e acaba viajando para Atlantis, onde conhece Pitágoras e Hércules, que não é lá muito heroico como as lendas costumam dizer. A história segue o lance de aventura da semana, onde os caras enfrentam o minotauro, feiticeiras e até conhecem a Medusa, que também não é lá tudo isso que dizem. Pelo menos ainda não. É uma série de aventura, sem uma grande trama de fundo, mas é bem divertida e os personagens são bem carismáticos.

Sherlock

Porra, Sherlock Holmes nos dias de hoje resolvendo casos ainda mais bizarros, não tem como ser ruim. A série, diferente das outras séries inglesas, não é uma série curta. É uma série ultra curta, já que conta apenas com 3 episódios por temporada. Eu sei que todo mundo ama o protagonista com nome de ovo, mas pra mim, a grande estrela da série é Martin Freeman e seu Watson do caralho. Foda-se o Jude Law, Freeman é o cara. Brothers, é Sherlock Holmes, cês assistiram aquela merda com o Downey Jr. e se amarraram, não tem como vocês não gostarem dessa série.

The Fades

Tá, é um clichê se levarmos em conta que Paul, o personagem principal, é um moleque mal amado que descobre ter super poderes, mas o desenrolar da série, pelo menos pra mim, é algo único. Ele é um dos poucos humanos que conseguem ver almas, o problema é que essas almas estão conseguindo se materializar e estão prestes a trazer o apocalipse. Como eu disse, é um clichê e não é, já que as coisas não ocorrem como de costume. Ah, e tem o Daniel Kaluuya, que como sempre rouba a cena e já faz a série valer apenas por ele.

E aí, faltou alguma série inglesa? Eu não me importo.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Juan

    Cadê a porra do link???

  • Calma, cara, tá aqui, não fica bravo, desculpae

    http://www.youtube.com/watch?v=wSkVI-tcJgY

  • vinícius

    Misfits!

  • Will

    Doido, todas que vc citou eu já vi, ou vejo. Você está atrasado em relação a seriados. Tanto que The Fade é apenas uma mini-serie da BBC. Atlatis é muito bosta. A melhor é Penny Dredfull e Sherlock.

  • Jo

    Eu disse que eram novas séries? E The Fades não era uma mini série, apenas foi cancelada.

  • Aline

    Dessas dae só vi Sherlock , e PQP como é boa!! O único problema é esperar metade da vida pra uma nova temporada.

busca

confira

quem?

baconfrito