5 coisas que sua prole deve conhecer caso você não queira que ela seja um Politicamente Correto

Cinema, HQs, Livros, Música, Televisão sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Ter filhos é complicado. Eu tenho uma filha e sinceramente, minha maior preocupação não é se ela pegará outras meninas, fumará maconha ou será atriz pornô. Nem que ela faça as 3 coisas ao mesmo tempo. A minha maior preocupação é se ela será dessa galerinha do politicamente correto. Não, por Deus, não! E é por isso que seguirei a mesma fórmula que funcionou comigo, eu a mostrarei as coisas que me estragaram quando eu era um moleque juvenil. Mas eu esperarei até que ela complete 10 anos. E sinceramente, se eu fosse vocês, faria o mesmo.

Mesmo reconhecendo que boneca de pano e sabugo de milho também são gente, o sítio caiu pro lado do tio Lobato.

1 – Nada a Declarar do Ultraje a Rigor:

Fodam-se Ramones, Sex Pistols, Misfits e o caralho a 4. Uma criança de 10 anos, acostumada a ouvir musiquinhas bonitinhas [Tá, hoje em dia nem tanto], ouvir e entender uma música que diz que para garantir um refrão enfiará um palavrão, é o despertar para o mundo do “errado”, o mundo do fascismo, o mundo onde todo mundo é putão.

CU

2 – O Guia do Mochileiro das Galáxias e a trilogia Fronteiras do Universo

Lembre-se de manté-la afastada das obras de Tolkien e daquelas merdas das Crônicas de Nárnia até que ela tenha lido essas duas coleções. Ninguém quer que o filho cresça com um maníaco defensor da natureza e tampouco como um fanático religioso. Faça-a crescer com a mente aberta e questionando o que dizem ser inquestionável.

42

3 – Dogma

Eu não sei quanto a vocês, mas este é definitivamente o filme que me fez enxergar que por mais que a situação esteja séria, sempre há um lado cômico. Ou será que foi o filme que me mostrou que nem só guerreiros salvam o dia? Porra, não sei mais, mas tem algo a ver com religião. Ah é. Foda-se a religião.

Venha para o lado errado da Força.

4 – Cartoon Cartoons antigos

Um pouco de caos nas cabeças jovens e inexperientes não há de fazer mal, mas nem só de nonsense viviam os Cartoon Cartoons. Desenhos como A Vaca e o Frango e Coragem, O Cão Covarde ensinavam boas lições para a vida. O primeiro, onde os animais que dão título ao desenho são filhos de pernas, ensina que você não deve ligar pras diferenças; e o segundo ensina que você deve sempre proteger as pessoas que ama, indiferente da situação assustadora que você deve enfrentar para isso. Ou seja, a vida. Ou pode ser que não seja nada disso, mas quem liga? O importante é que você não tenha uma cria que seja fã de Ben 10, Max Steel ou Clube das Wynx.

Notem a sutil referência a Zoofilia.

5 – HQs dos X-Men

Sim, X-Men. Assim ela terá uma ideia de preconceito, mas não será chata a ponto de querer que as “raças” que sofreram preconceito no passado sejam recompensadas por isso agora. Enfiem o coitadismo no cu. Eu sei a merda que negros, mulheres e outras PESSOAS, não RAÇAS, passaram e ainda passam, eu as respeito e admiro, mas isso não quer dizer que elas devam ser tratadas como especiais atualmente. E aqui estamos falando de igualdade, não de compensação.

A mim, meus X-Men.

É claro que mesmo você fazendo tudo isso, sua prole ainda pode crescer, vestir uma camisa do Che e sair por aí amando Cuba e chamando de fascista de merda todos que não apoiam um governo que compra votos com “programas de ajuda aos necessitados”. Mas as chances disso acontecer são muito menores caso você siga as instruções deste texto. Ou não, vai saber.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • marcus

    acho q é o primeiro texto seu q curti. parabens :)

  • Ingrid M H Pianta

    Adorei . Show de Bola

busca

confira

quem?

baconfrito